Últimas

Quinta-Feira, 04 de Dezembro de 2008, 17h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

INVESTIGAÇÃO

MP aciona Pagot para devolver quase R$ 500 mil

  O cerco começa a se fechar contra o executivo Luiz Antonio Pagot, diretor-geral do Dnit e pré-candidato do PR a governador, por causa de resquícios do passado. O Ministério Público Federal ingressou com uma ação civil pública contra Pagot. Incluiu também como réu o governador Blairo Maggi. O MPE pede ressarcimento da remuneração recebida por Pagot entre 1995 e 2002, quando acumulou indevidamente o cargo público de secretário parlamentar no gabinete do então senador Jonas Pinheiro (já falecido) e a função de diretor-superintendente da Hermasa Navegação da Amazônia, que pertence ao Grupo Amaggi, do governador. À época, Maggi era suplente de Jonas.

    Pagot recebeu do Senado cerca de R$ 430 mil em sete anos. O MPE propõe que o hoje diretor-geral de uma das autarquias mais cobiçadas do governo federal devolva esse dinheiro, inclusive com valor corrigido e o pagamento de indenização pelos danos morais causados ao Senado.

   A dupla função contraria a lei e os princípios constitucionais da administração pública. O assunto quase impediu Pagot de assumir o Dnit. Ele teve de esperar seis meses até ser sabatinado no Senado, em meio a polêmicas e troca de farpas entre governistas e o bloco de oposição ao governo Lula.

   Em nota, Luiz Pagot disse que não tem conhecimento formal da ação. Adiantou possuir provas de que nunca existiu acúmulo indevido de cargos. Para Pagot, "essa é uma denúncia de ideologia política sobre um assunto que já foi analisado pela Corregedoria do Senado", quando da sua indicação para assumir o Dnit".

  • Leia mais aqui sobre o processo do MPF contra Pagot

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • José Marcondes Neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Notícia requentada!

    A sabatina do Diretor do DNIT, Luiz Antônio Pagot no Senado Federal foi esclarecedora e absoluta, tanto é que não houve nenhum impedimento para que ele assumisse o cargo, e isso numa casa onde tucanos e opositores abundam. Não precisava esse carnaval, bastava ver o parecer da corregedoria do Senado, todo exclarecimento está lá, basta checar. Mas não, preferem a mídia.

    Na falta de novidades, desafetos do diretor do DNIT, entre eles o Senador Souto, cujo histórico é tão mais revelador do que se imagina, e o ex-senador Antero, este dispensa qualquer comentário, são saltimbancos com público não muito crente em suas piadas, que ficam criando fatos e boatos.

    Não há nenhuma novidade no front. Esta notinha serve apenas para deleite daqueles que não sabem onde bater. Ainda bem que falam isso, sinal que não há nenhuma questão de ordem ética, moral ou de competência ante sua gestão no DNIT.

    Sambinha com meia nota em cavaquinho sem corda. Não passa disso!

  • Zé Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DA-LHE PAGOSINHO, SUA BATATA TÁ COMEÇCANDO A ASSAR,
    ISSO É SÓ O COMEÇO, O QUE VIRÁ DEPOIS?

  • Benedito G. Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Pagot tem de fato muito trabalho pela frente, querer governar um Estado nas dimensões de Mato Grosso não é fácil. A manipulação de opinião pública vai começar, mas não terá efeito se for respondida a altura.
    Quem tem coragem de trabalhar não precisa criar situações para colher resultados indusidos. Mas temos todos que admitir, para comunicar tudo isso ao povo depende de muita disposição e competencia...
    Vamos ver o desenrolar destas pré-candidaturas...

  • ANSELMO DE SOUZA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CORRETA A DESIÇÃO DO MP DE ACIONAR O PAGOT PARA ESSE RESSARCIMANTO POR SE TRATAR DE AÇÃO COMUM A TODOS QUE A PRATICA, CABE AO PAGOT JUSTIFICAR LEGALMENTE OU PAGAR O VALOR DEVIDO.
    NESSAS OCASIÕES OS HOMENS PÚBLICOS SOFREM AS OBSERVAÇÕES DOS CIDADÕES , QUE PASSAM A ANALISAR AS ATITUDES PARA REFLEXÃO FUTURA.

  • Gaúcho Macho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Taí uma das explicações do porquê este ser queria ser prefeito, para pagar suas dívidas, mas não deu nê? Tomou papudo........
    Agora vamos ver se o MP o deixa disputar eleição para o governo de Mato Grosso! Chega de sulistas desonestos que mancham o nome dos que são honestos, saí fora sangessuga.

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem se propõe a participar da vida pública tem que ter seu atos transparentes.
    Pagot foi assessor do senador Jonas Pinheiro e contribuiu muito para com as atividades de Jonas.
    Pagot se orgulha disso, nunca omitiu que trabalhou e ganhou pra isso, o que é justo e o próprio senado ja julgou isso quando aprovou o nome de Pagot como diretor geral do DNIT.
    Alguns senadores vasculharam a vida de Pagot a pedido de uma ex-senador de Mato Grosso que não pensou em nosso estado, mas sim em prejudicar Pagot e não encontraram nada.
    Pagot é o melhor nome para ser governador do estado em 2010 e isso incomoda muito este ex-senador de MT que foi o primeiro a noticiar em seu site que o MP entrou com uma ação contra Pagot, mas isto será julgado e se a justiça decidir que Pagot tem que devolver os salários que recebeu quando trabalhou com Jonas tenho certeza que o fara.
    Por tudo isso Pagot é o melhor candidato a governador em 2010 e isso incomoda muito este ex-senador que se transformou em um cadaver político.
    Se Luiz Antônio Pagot procurar o José Serra e convidar o PSDB para uma coligação com o PR de Mato Grosso com o Pagot como candidato a governador e apoiando José Serra a presidente da republica, Serra enterra de vez este ex-senador.
    Por tudo isso Pagot vai ser o governador de Mato Grosso em 2010 e com grandes chances de ter o apoio do PSDB.


  • wagner | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OOOHHH essa turma eh mala dois cargoss!! e o pagosinho faz oqeu da vida o irmao dele ??? um lobista!!! a PF ta embusca de algo porque o homem nao tem renda nenhuma e gasta bonito... Ha sem falar da grndes dividas q tem com a turrma ai... tem qeu ter cuidado!!!!
    Vai afundar o irmao!!!!

  • Carlos Magno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o verdadeiro ator que deveria ter feito o filme O Santo.
    Pior de tudo, isso não vai dar em nada como sempre!
    Mais uma paródia do Circo Brasil!

  • Beatriz Barbosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma vez, meus parabéns aos corajosos do MP

  • Alfredo Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A decisão do Ministério Público Federal de ajuizar uma Ação Civil Pública com o objetivo de forçar o ressarcimento de verbas recebidas indevidamente pelo Sr. Luiz Pagot é corretíssima. O fato de os parlamentares o terem poupado é, como sabemos, uma decisão eminentemente política. É preciso que esse fato seja submetido a uma investigação rigorosa por um órgão independentemente e legítimo como o MP, até porque a decisão dos senhores parlamentares não exclui a atuação do Ministério Público que, neste caso, parece estar coberto de razão ao pleitear pelas vias judiciais o ressarcimento de aproximadamente 500.000 mil reais recebidos pelo funcionário do governador quando exercia, sem se desligar das empresas do patrão, o cargo de sercretário parlamentara do falecido senador Jonas Pinheiro. O detalhe é que a distância entre a Hermasa, de çproprietário de Blairo Maggi, e da Capital Federal, é de aproximadametem 2 mil quilômetros. Como o sr. Pagot exercia as duas atribuições em lugares tão distantes um do outro? Isto deve ficar esclarecideo por meio de uma investigação isenta e séria.

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

MAIS LIDAS