Últimas

Segunda-Feira, 27 de Julho de 2009, 15h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

MEIO AMBIENTE

MP denuncia acusados de fraude em liberação de créditos

   O Ministério Público denunciou 22 pessoas supostamente envolvidas em crimes ambientais apurados durante a "Operação Pinóquio", desencadeada pela Polícia Civil. De acordo com a promotora de Justiça Ana Luiza Ávila Peterlini de Souza, durante a operação, realizada no início deste mês, foram expedidos 11 mandados de prisão preventiva. Do total, 10 foram cumpridos. O grupo permanece preso. A ação desmontou uma quadrilha que fraudava processos para liberação de créditos virtuais usados na exploração de produtos florestais. Empresários do ramo de madeireiras, engenheiros florestais, arrendatários, grileiros e compradores de créditos virtuais, participavam da fraude de guias florestais expedidas de forma legal, mas usadas para esquentar madeiras supostamente retirada de áreas ilegais. Eles montavam toda uma documentação falsa e davam entrada em processo para exploração de madeira na secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Os processos são dos anos de 2006 e 2007.

   As denúncias feitas pelo MP referem-se às fazendas Cruzeiro do Sul, Santo Antônio, Sucuri, Belo Horizonte, Novo Paraíso e Alves, localizadas em Tangará da Serra, Paranaíta, Juara, Nova Bandeirantes, Aripuanã e Nobres. Constam nas denúncias que, após a liberação dos créditos florestais, os fraudadores se cadastravam perante a Sema para movimentá-los. “As vendas eram feitas apenas no papel, pois foi comprovado que os produtos florestais transportados não foram extraídos das áreas objetos dos projetos. Os créditos fictícios eram comercializados, posteriormente, a diversas empresas madeireiras que, em sequência, utilizavam para dar cobertura para créditos florestais retirados de outras áreas do Estado. Parte dos créditos também era utilizada para acobertar produtos ilícitos que se encontravam estocados em seus páticos”, explicou a promotora de Justiça.

   As fraudes seriam comandadas por Nilda da Silva Alves, que tinha o apoio do filho Ulisses Antonio de Carvalho Neto, do marido Vilson Pereira da Silva, presos em Jaciara, e pelo cunhado Newton Marcos Pereira da Silva, além de engenheiros, grileiros, pessoas que intermediavam a venda dos créditos e compradores. Conforme a denúncia, a quadrilha chegou a movimentar R$ 80 milhões em créditos virtuais, no período de um ano e meio. A promotora explica que serão instaurados outros inquéritos policiais suplementares para apurar a responsabilidade das empresas beneficiadas com a fraude. (Flávia Borges)

Eis, abaixo, a lista de denunciados pelo MP
Nilda da Silva Alves
Vilson Pereira da Silva
Milton Pereira da Silva
Ulisses Antônio de Carvalho Neto
Ester Beniquio
Newton Marcos Pereira da Silva
Sebastião Ramos Batista
José Aparecido de Souza Costa
Joaquim Paiva de Paula
Jary Santana de Abreu
Célio Justino de Morais
Mauro Sérgio Puli Freitas
Lusmar Zandona
Cristiano do Carmo
Antônio Adejar do Nascimento
Plácido Everaldo Ficagna
Diomar Tolfo Brescovit
Eber Tadeu Vaz
Delvina Caldeira de Oliveira
Djalma Pereira de Oliveira
Luiz Carlos Rabecini
Weslei Moreira Martins

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Meire Batista Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O SENHOR JOAQUIM PAIVA É TÉCNICO DE CARREIRA DA SEMA E PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO MATOGROSSENSE DOS ENGENHEIROS FLORESTAIS - AMEF. ELE AGIA NA SEMA COMO SE FOSSE UM ASSESSOR DO SECRETÁRIO DALDEGAN, TRANSITAVA COM TOTAL DESENVOLTURA NA SEMA, TODOS SABIAM QUE ELE GOZAVA DE TOTAL CONFIANÇA DO SECRETÁRIO, PORTANTO, É DIFICIL ACREDITAR QUE O DALDEGAN NÃO TEVE CIÊNCIA DOS FATOS. INFELIZMENTE PARECE QUE FOI MAIS UMA OPERAÇÃO DESENCADEADA PARA PEGAR LAMBARI, E OS TUBARÕES CONTINUAM IMUNES A AÇÃO DA JUSTIÇA, LAMENTÁVEL.

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

MAIS LIDAS