Últimas

Quinta-Feira, 17 de Dezembro de 2009, 19h:29 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

CAIU NA REDE

MP denuncia Lutero, Poção e mais 9 por desvio milionário

   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá, vereador cassado Lutero Ponce (PMDB), foi denunciado nesta quinta (17) pelo Ministério Público Estadual (MPE). Ele é acusado de liderar o grupo que desviou R$ 7,5 milhões dos cofres públicos. Com o montante, daria para comprar 107 casas populares. O MPE também apontou fraude de R$ 1,1 milhão em licitações, a partir de cartas convites simuladas, e fracionamento por meio de compras diretas, correspondente a R$ 2,6 milhões.

   Além de Lutero, foram denunciados Luis Enrique Silva Camargo, Ulysses Reiners Carvalho, Hiram Monteiro, Átila Pedroso de Jesus, Hélio Udson Oliveira Ramos, Marcos David Andrade, Ítalo Griggi Filho, Leandro Henrique de Arruda Axkar e a esposa do ex-presidente, Ana Maria Alves das Neves. Os 10 são acusados de formação de quadrilha, desvio de receita pública municipal e fraude à licitação. Pelos crimes, ele pode ser condenado a até 10 anos de detenção, além de pagamento de multa.

Ex-vereador Luiz Poção   A denúncia aponta que os integrantes do esquema tinham atividades pré-ordenadas. Lutero é acusado de liderar o grupo, autorizar as aquisições, fornecimentos e respectivos pagamentos. Os demais seriam teriam organizado os certames, cooptado empresários para participar das "contratações" e simulado o recebimento dos produtos e serviços.

   Segundo o MPE, os cheques emitidos pela Câmara para pagar as aquisições e fornecimentos simulados eram assinados em conjunto pelo ex-presidente da Câmara e pelo 1º secretário da Mesa Diretora, que na época era o vereador Luiz Poção. Por não ter inspecionado os trabalhos da Secretaria e fiscalizado as despesas da Câmara ao assinar os cheques, Luiz Poção foi denunciado pela prática de peculato culposo. A pena prevista para este crime é detenção, de três meses a um ano.

   Compras

   De acordo com a denúncia, as listas de aquisições feitas pela Câmara de Cuiabá para ocultar o desvio e apropriação da receita pública foram "absurdamente" superiores ao consumo registrado. Em 2008, por exemplo, o consumo de material para a copa correspondeu a menos de 1% do que foi pago e supostamente adquirido.

   Além das toneladas de biscoito, açúcar e dos litros de adoçante e leite inclui-se ainda 6,25 toneladas de café em pó, 6,2 milhões para café, 4,2 milhões de copos para água, 1 milhão de unidades de guardanapos de papel, 151 mil canetas esferográficas, 1,2 mil bobinas para fax, 625 cadernetas taquigráficas, 5,5 mil pincéis atômicos, 3,3 mil almofadas para carimbo, 15 mil folhas de carbono, 7 mil lápis preto, 2,3 mil marca texto, 12 mil pasta com elástico e 1 milhões folhas de formulário contínuo.

   "Considerando que a Câmara Municipal em 2007 e 2008 era composta por 20 vereadores, em tese, coube a cada um deles 552,1 Kg de bolacha, mais de meia tonelada por vereador, o que equivale a 1,5 kg de bolacha por dia para cada vereador", ressaltou a promotora de Justiça, Ana Cristina Bardusco, em um trecho da denúncia. Segundo a representante do MPE, as contas referentes ao exercício de 2007 da Câmara  de Cuiabá foram aprovadas pelo TCE e as de 2008 ainda estão sendo analisadas. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • ELLEN SILVA - BAIRRO POÇÃO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE PENA QUE A PENA DE POÇÃO É POUCA... POÇÃO MERECE SER INVESTIGADO PELO MP, POIS FICOU RICO MUITO RÁPIDO. SOU VIZINHA DELE SEI O QUANTO FEZ FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO. MP, INVESTIGUE O POÇÃO. ATÉ UMA TROLLER (VEICULO TIPO JIPE) MODERNISSIMO ELE COMPROU.

  • Maria José da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Moro no POÇÃO e também como outros moradores não sentimos falta do inexpressivo vereador LUIZ POÇÃO, que só fez pro seus, que o diga este Jeferson da Rua Bom Jesus, o maior leiteiro e puxa-saco oficial deste ex-vereador, onde está agora o seu príncipe encantado? Processado junto com a aquadrilha do LUTERO ex Presidente da Câmara.

  • Sassioto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tá tudo bem. Em Brasília, panetone. Em Cuiabá, bolacha. Todos ficam gordinhos.

  • Daniela | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    êeee Lutero..

    A sujeira envolvendo seu nome só aumenta, hein?
    Assim, não há lágrimas nem choro fingido que te liberte.

  • lauro tenuta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    só tranqueira, tem vereador rdnews que resolveu esse ano aposentar-se, por que não tem mais jeito de desviar dinheiro publico, e fica pousando de doente.....queria ganhar eleição em cima de doença...isso é uma demagogia parata.....na televisão é uma coisa, por tras na vida real é outra coisa....

  • MARCIANO OLIVEIRA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente, os auxiliares na maioria uma gurizada incompetente como este Jéferson, somava ao Zeca Tenuta, Walter Babilònia o locutor da Gazeta, sua assessoria jurídica péssima, que nem mesmo o campo do poção onde era um sonho da comunidade o mesmo Ex-Vereador Luiz Poção conseguiu manter, mostrando sua inexpressividade como foi a sua votação, assim, quem poderia ganhar com uma equipe ruim somada ao sofrível desempenho do edil? O resultado das urnas espelhou tudo.

  • JOAOZINHO DO DOM AQUINO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CARO ROMILSON, VEJO VÁRIOS INTERNAUTAS COMENTANDO SOBRE ASSESSORIA DESTE EX-VEREADOR LUIZ POÇÃO, E QUERO COMUNGAR COM TODOS NA UNANIMIDADE DE VER COMO ANTIPÁTICO E PEGAJOSO ESTE CIDADÃO JÉFERSON, QUE TINHA O APELIDO DE CURIOSO, POR SER REALMENTE MUITO CURIOSO E MAL EDUCADO COM OS QUE NÃO COADUNAVAM COM AS BRIGAS MIRABOLANTES DE LUIZ POÇÃO CONTRA WILSON SANTOS, ALIÁS, ATÉ DENTRO DO PRÓPRIO GABINETE NINGUÉM GOSTAVA DESTE ADOLESCENTE QUE SE DIZIA FILHO DO POÇÃO, MAS, NA VERDADE ERA APENAS E TÃO SOMENTE PRIMO OU SOBRINHO, NÃO SEI AO CERTO, DIFERINDO DA HUMILDADE E SIMPLICIDADE DE PAULINHO, FILHO LEGÍTIMO DO VEREADOR QUE NUNCA QUIS SE VANGLORIAR DESTA PRERROGATIVA, ASSIM, QUEM MAIS SE FERROU FORA ESTE JÉFERSON SUBSERVIENTE, QUE TUDO FAZIA ATÁ NOS MOMENTOS ERRADOS DO VEREADOR, PARA DAR CORDA E APOIO ÀS COISAS ERRADAS, O POVO É SÁBIO E REPROVOU O VEREADOR E SEUS PÉSSIMOS ASSESSORES. POR SINAL, NÓS AQUI DO DOM AQUINO, SEMPRE RESPEITAMOSA PESSOA DESTE VEREADOR QUE REALMENTE VEIO DAS BASES, MAS, NÃO SOUBE CONSRVÁ-LAS E NEM FAZER PARTE DE UM GRUPO FORTE, ASSIM, DEU NO QUE DEU: DERROTA NAS ELEIÇOES PASSADAS.

  • paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Otimo trabalho do MPE, agora é que as coisas nao andao mais, esta ai Chica Nunes, Riva, entre outros, quando chega em quem define é que todo o trabalho feito por um longo periodo, vai por agua abaixo, um pequeno exemplo, Pacenas.

  • evanildo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CADEIA NO LUIS POÇÃO POBRE É POBRE NÃÓ PODE SUBIR UM CENTIMETRO QUE ACHA QUE É O MAXIMO.

  • marcio ponciano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    cade vc luis poção,que vivia batendo no prefeito deus tarda mais não falha e agora quem é o errado na historia vc ou o prefeito que vc não tinha um dia que não batia no prefeito wilson,1º o povo te deu o troco nas urnas e para o prefeito deu outro mandato e agora a justiça te deu o premio de fazer parte de quadrilha quem diria em que era um defensor do povo mais humilde porque veio do movimento comunitário só manchou o movimento

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...