Últimas

Quarta-Feira, 23 de Abril de 2008, 15h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

EMBATE JURÍDICO

MPE já emite parecer pela cassação de Lutero

Presidente da Câmara de Cuiabá deve ser o 5º vereador a perder o mandato por infidelidade

   O Ministério Público Eleitoral já emitiu parecer favorável à perda de mandato do vereador Lutero Ponce, hoje presidente da Câmara de Cuiabá. Ele enfrenta processo por infidelidade partidária por ter trocado o PP pelo PMDB após a entrada em vigor da regra pró-fidelidade. Lutero ficou dois meses "fugindo" dos oficiais de Justiça, como manobra para postergar o julgamento. O parecer do procurador-regional eleitoral Mário Lúcio Avelar já foi entregue à secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral nesta terça. Agora, Lutero deve ir à "degola" dentro de duas semanas, tempo necessário para o relator José Zuquim Nogueira concluir o seu voto.

    O vereador corre o risco de perder seu mandato para o quinto suplente do PP, Aly Veggi. O próprio MPE havia formulado processo contra Lutero, em dezembro, mas a representação foi extinta por duplicidade. Para o procurador Avelar o vereador, em depoimento no último dia 28, não conseguiu comprovar que sofreu perseguições políticas, mesmo apresentando como testemunhas o colega vereador Marcus Fabrício e Avelino Tavares.

   Lutero nega que tenha cometido infidelidade partidária. Para se defender, disse que o pedido de desfiliação do PP se deu em meados de 2006 e que o seu desligamento do Partido Progressista só não aconteceu porque o partido não encaminhou o pedido ao TRE. Sobre isso, Zuquim, no dia do depoimento, lembrou que o ato de desfiliação deve ser de responsabilidade do interessado. "Não basta comunicar ao partido.Tem que entregar à Justiça Eleitoral. A informação deveria partir do interessado”, enfatizou o magistrado, durante audiência.

   Lutero Ponce pode ser o quinto vereador a perder o mandato por causa do troca-troca partidário. O TRE já cassou Oswaldo de Arruda Garcia, de Chapada dos Guimarães, e Jonas Rodrigues da Silva, de Aripuanã. O chapadense saiu do PMDB e foi para o PV após 27 de março do ano passado, data a partir da qual passou a vigorar a regra da fidelidade, conforme resolução do TSE. Jonas trocou o PTB pelo PR.

   Outros dois cassados foram Olindo Contardi, de São José dos Quatro Marcos, que deixou o PT e foi para o PPS, e Isabel Cristina Lemos (ex-DEM e hoje no PP), de Jauru - leia mais aqui(Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Armando da Silva Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que esta novela está perabunlando muito, todos os ingraçadinhos que trocaram de partido pelo fato de não ter carater politico achavam que tudo isso ia dar em nada como afirmação dos seus cacique politicos que os orientaram que isso era pegadinha do Judiciário que tambem não cumprem a lei só vivem de ameaças.
    Veja os senhores que em Jangada 03 vereadores mudaram de partido a pedido do Prefeito Dito Paulo Campos que ele segurava as pontasm todos nudaram por pura conveniencia e estão substimando a Justiça eleitoral, aindam dizendo que foram perseguido no partido pois todos são de sustentação do Prefeito como foram discrimonado e estão no mesmo grupo politico.
    Vereador Anesio José Hilário Trocou o PPS para o PR
    Vereador Cristino Meletino de Oliveira trocou o PMDB pelo PR
    Vereador Niche Paulo Mendes Trocou o DEM pelo PSB
    Todos continua no mesmo grupo politico do Prefeito Dito Paulo d Campos do DEM, como isso caracteriza perseguição?
    Cabe ao Ministerio publco cumprir a lei não e mesmo senhores Juiz.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dificilmente ele vai conseguir ser candidato as contas de 2006 foram reprovadase as contas de 2007 estão sob suspeita.

  • MARCOS VELAZQUEZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - EU COMO ELEITOR PERGUNTO - QUANDO ESSES SENHORES (AS), ASSUMIRAM, FORAM ANALISADOS OS ATECEDENTES CRIMINAIS, S.P.C., SERASA, EXAMES MEDICOS CRITERIOSOS, CERTIDÕES NEGATIVAS: CIVIL, CRIMINAL E FERDERAL, A DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA ?????????? E AGORA O PROBLEMA PRESENTE PODERIA SER PENEIRADO NO PASSADO, SE TIVESSEM FEITO ISSO NÃO TERIAMOS TANTOS PROBLEMAS NO PRESENTE E NO FUTURO... ESTOU ERRADO ?????????????

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misael é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

MAIS LIDAS