Últimas

Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2008, 07h:59 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

MT: berço das águas?

     Os cerrados e as matas, inclusive das Furnas, foram derrubadas impiedosamente, sem nenhum limite de preservação. Na estupidez da monocultura de soja, desmatando tudo, até nascentes e matas ciliares. Neste território estão as nascentes dos rios Araguaia e Taquari, aproximando a segunda e terceira maiores bacias do planeta: a Bacia Platina e do Araguaia - Tocantins, na Serra das Araras em Alto Araguaia, divisa de MT com Goiás (altura de Mineiros). O Araguaia principal formador do rio Tocantins, nascendo em uma região hoje extremamente fragilizada, percorrendo 2.600 quilômetros até Marabá. Alto Taquari hoje é município, desmembrado de Alto Araguaia. Ao norte temos os afluentes do Araguaia, e ao sul os afluentes do rio Taquari, tributário do rio Paraguai. Este se junta aos rios Paraná e Uruguai, formando a Bacia do Prata, segunda maior do planeta.
     Esta região do Araguaia era muito rica em diversidade de fauna e flora, tinha inclusive grande quantidade de cervos, hoje só na memória. As águas do Alto Taquari escoam para o Pantanal. De Barra do Garças, subindo o rio Araguaia, temos de há muito áreas já identificadas como em desertificação. Na Chapada dos Parecis (estrada de Juína) a destruição ambiental imposta formaria capoeira só em 30 anos! Desde a Chapada de São Vicente, é esta mesma violência sobre o rio das Mortes, onde vemos lavouras de soja desmatando até a beira do rio, destruindo toda mata ciliar.
     Uma freqüente equação é o uso das terras no máximo por 10 anos, expropriação máxima do solo, alta capitalização, destruição de nascentes, grandes voçorocas. Sem o húmus da terra, procuram outro lugar, vendendo e abandonando por não ter mais rentabilidade. Isto pode ser visto no rios Arinos e Teles Pires. Neste cenário acumulado de violência ambiental, a situação do Alto Taquari-Araguaia, é de extrema fragilidade, com suas águas, solos, ictiofauna, nascentes, comprometidos pela derrubada e ocupação sem limites. Uma ocupação de abutres, que tiram seiva do solo, retirando-se depois para outras áreas em busca de lucro rápido, não importando a destruição da natureza.
     Passei também parte da minha infância em Alto Paraguai, quando já conheci suas águas barrentas, por intervenções humanas descontroladas, que ameaçam hoje sua nascente.É preciso colocar as monoculturas em seu devido lugar. O cerrado está por um fio, na economia em que só o mercado tem lugar. A área amazônica sucumbe frente à gana de lucro. A bancada ruralista também de MT quer ampliar extensamente os limites de desmate, dai o objetivo de retirada do nosso estado da Amazônia Legal,para desmatar e queimar o máximo que for possível. Defendem ostensivamente que não existi trabalho escravo em MT e que as nações indígenas tem terras demais. Que os remanescentes de quilombo não tem direito a reconquista das suas terras. Hoje, a continuação desde Alto Taquari-Araguaia de distilarias com imensos canaviais na força da monocultura. Minha terra não tem palmeiras, nem buritis nem acuris. Tem produção a qualquer preço. Tem monocultura, miséria, fome e destruição ambiental!

Waldir Bertúlio é médico sanitarista e professor da Universidade Federal de Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.