Últimas

Domingo, 29 de Julho de 2007, 17h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

MT deve agradecer e não vaiar Lula, diz Maggi

Governador Blairo Maggi espera R$ 500 mi do PAC para as 3 cidades de MT  Governador pede aplauso ao presidente, que estará em Cuiabá na 3ª, destaca recursos do PAC e acha que vaias vindas do PSDB seriam desrespeito ao próprio prefeito Santos

   O governador Blairo Maggi disse neste domingo à tarde, em entrevista ao RDNews, que as pessoas têm a liberdade de se manifestar da maneira que achar conveniente, mas pediu que, no caso da recepção ao presidente Lula, ocorressem aplausos ao invés de vaias. Lula visita Cuiabá nesta terça pela manhã. Numa rápida solenidade no Centro de Eventos do Pantanal, o presidente da República vai anunciar recursos do PAC para os três maiores municípios mato-grossenses e, depois, viaja para Campo Grande (MS).

   "As pessoas podem se manifestar do jeito e da maneira que quiserem, mas nós de Mato Grosso temos é que agradecer o presidente Lula, que vem trazer recursos e investimentos", destacou o governador. Maggi observa que Cuiabá luta há muitos anos para receber verbas na área de saneamento e agora vê essa oportunidade chegar com o Lula. Dessa forma, entende que deva haver espécie de um agradecimento público a esse fato e não manifestações contrárias.

   Perguntado sobre como avalia o fato de alguns militantes do PSDB estarem determinados a vaiar o presidente, reproduzindo em Cuiabá o constrangimento imposto a Lula na abertura dos Jogos Pan-Americanos, no Rio, Blairo Maggi ponderou: "Cuiabá é administrada por um prefeito que é do PSDB. Se ocorrer esse movimento partidário, estará havendo desrespeito para com o próprio prefeito deles", diz o governador, numa referência a Wilson Santos. "Vai ficar ruim para o Wilson Santos", completou.

    Maggi afirma que, nas negociações por recursos para Cuiabá não houve discriminação, nem pelo presidente Lula e muito menos pelo governo do Estado. "O presidente deixou claro que não vai discriminar ninguém". Quanto aos valores do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a Capital, Várzea Grande e Rondonópolis, o governador disse que devem ficar entre R$ 450 milhões e R$ 500 milhões. Os números serão fechados nesta segunda (30).

    Articulações

    Blairo Maggi explica que a chamada etapa política necessária para assinatura dos contratos já foi feita, inclusive com encaminhamento dos projetos para os ministérios. "As negociações políticas já foram realizadas e acho que este ano já vamos ter obras de saneamento e de água (esgotamento) no Estado, com verbas do PAC".

    O governo estadual vai buscar financiamento junto à União para ajudar a capital mato-grossense. O acerto político, diz o governador, está resolvido. Agora, na parte técnica, falta a Secretaria Nacional do Tesouro dar uma posição sobre quanto o Estado poderá captar de recursos. A resposta sai nesta segunda. Maggi observa que conversou com o secretário do Tesouro Nacional na última sexta e fez alguns questionamentos sobre a regra que será estabelecida para o financiamento. Ele não aceita, por exemplo, que valor seja embutido na Receita Corrente Líquida, sob pena de, dependendo do valor do parcelamento, comprometer as finanças do Estado. 

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Eliza Andrade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu não vaio Lula!!! Sou Educada! Existe muitas outras maneiras de exercer a cidadania...

  • Everaldo Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nós não temos que agradecer ninguém, afinal ele foi eleito e não faz mais que sua obrigação, pois o dinheiro a ser envestido aqui é fruto do imposto que pagamos.

  • jary santana de abreu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DEVEMOS ACIMA DE TUDO , SER SENSATOS E TERMOS BOM SENSO DO QUE E BOM P/O NOSSO ESTADO, SEM PARTIDARISMO E PAIXAO POLITICA, NAO VOTEI E NAO VOTO NO LULA, VOTEI NO WILSON,E NO MAGGI E COMO CUIABANO E MATOGROSSSENSE , QUERO O MELHOR.QUE NOSSO ESTADO TENHA CRESCIMENTO SUSTENTADO, COM SANEAMENTO E PRESERVAÇAO DO NOSSO MEIO AMBIENTE.

  • jary santana de abreu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DEVEMOS ACIMA DE TUDO , SER SENSATOS E TERMOS BOM SENSO DO QUE E BOM P/O NOSSO ESTADO, SEM PARTIDARISMO E PAIXAO POLITICA, NAO VOTEI E NAO VOTO NO LULA, VOTEI NO WILSON,E NO MAGGI E COMO CUIABANO E MATOGROSSSENSE , QUERO O MELHOR.QUE NOSSO ESTADO TENHA CRESCIMENTO SUSTENTADO, COM SANEAMENTO E PRESERVAÇAO DO NOSSO MEIO AMBIENTE.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Discordo do governador Blairo Maggi. A manifestação é legítima, não somos cães que se alimentam de sobras e, pior, abanam o rabo de contentamento. Como ficaram os mercenários e os militantes se foram, duvido que o PT consiga uma claque verdadeira, gratuita e autêntica, igual aos que construíram o Partido dos Trabalhadores. Depois, as vaias sempre são saudáveis para o governante. Dante de Oliveira sofreu vaias, se amargurou, sumiu e reapareceu mais humildade e, melhor, tornou-se um ótimo gestor. Uma pena que o saudoso Dante cercou-se de lambe-botas e estes o cercaram do povo. Perdemos um senador por conta de uma realidade edulcorada, filtrada pelos palacianos. Sem as vaias, ou as contrariedades, os budas não nascem e morrem grandes homens.

  • Paulo Elias Dantas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não tenho outra coisa a dizer,a não ser concordar plenamente com o Governador Blário Maggi.

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A exemplo do Rio de janeiro, onde o PFL do cesar maia organizou um vaia com o dinheiro publico, com distruição de convites a partidarios e cupinchas para que estes vaiassem o presidente lula. o tiro saiu pela culatra ontem na cerimornia de encerramento do Pan quando o prefeito do rio rio teve seu nome citado ele recebeu a maior de todas as vaias. O povo de cuiabá sabe quem é o pSDB, sabe quem é o sr. Antero... vai dar vaia da grossa para o prefeito Wilson Santos que vai estar sendo queimado por um ato organizado pelo seu proprio partido (diga-se antero). quero aqui mandar uma vaia para o rei do ex- antero. HUHUHUHUHUHUUUUUUUUHUUUUUUUHUUUUUU...

  • Getulio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo plenamente com o comentário do sr. Jary Santana de Abreu, acima. Como bom cidadão cuiabano devemos ser sensatos e praticarmos o bom senso, sem partidarismo e nem paixão política. Precisamos entender que a vinda do presidente à Cuiabá não é por um movimento político, mas cívico, pois estará aunciando projetos que serão do nosso interesse, além do que devemos respeitar todas as autoridades constituídas, pois elas demosntram a vontade do povo, positiva ou negativamente. Mesmo com vontade, mas por educação e respeito não vaiemos o presidente.

  • Ana Claudia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Discordo do governador.
    Se a população resolve que deve vaiar tem direito e livre arbítrio para isso.
    O ato é político SIM.
    Afinal o presidente tem obrigação de disponibilizar recursos para os municípios.
    Se não fosse ato político, o prefeito também não teria direito de alardear em campanhas publicitárias que colocou a folha de pagamento em dia, afinal não fez mais que a obrigação...ou quando ele se candidatou desconhecia o fato??????????

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ANA CLAUDIA, UNICA PESSOA QUE ERA OBRIGADA A FAZER AS COISA ERA ADÃO PARA EVA NO PARAISO POIS SÓ EXISTIA OS DOIS.EM SE FALANDO DE POLÍTICA É MUITO DIFÍCIL FAZER COM QUE OS RECURSOS DO GOVERNO FEDERAL CHEGUE ATÉ A PORTA DE NOSSAS CASAS POIS, SE O PRESIDENTE É PART(A), O GOVERNADOR DO PART(B) E O PREFEITO DO PART(C), MESMO COM TODA BOA VONTADE DE UM SANTO POLÍTICO NÓS SÓ VOMOS VER OS CENTAVOS DE MILHÕES.TEMOS QUE SER REALISTAS COM TODA SITUAÇÃO E APRENDER A VOOOOOOOTAR.....

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misael é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

MAIS LIDAS