Últimas

Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2007, 09h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

MT Fomento restringe operações e demite 11

    O presidente da MT Fomento, Éder de Moraes, demitiu, de uma só vez, 11 funcionários da instituição. Alega que a emenda de autoria do ex-deputado Zeca D'Ávila (PFL), que impede financiamento para pessoa física, diminuiu a rentabilidade da agência e não encontrou outra alternativa para cortar despesas senão a redução do quadro de pessoal. De 60 funcionários, a agencia conta agora com 45 - além dos 11 demitidos, 4 retornaram aos órgãos de origem.

    Segundo Éder, se a Assembléia Legislativa não se mobilizar e mudar a emenda, a MT Fomento vai fechar os três postos de atendimento, um em Rondonópolis, outro no CPA, na Capital, e outro no Cristo Rei, em Várzea Grande. Explica que essas unidades representam custos e precisa diminuir despesas. Nesse caso, a agência passaria a atender somente em sua sede, no centro de Cuiabá. "Todo o trabalho de descentralização está sendo prejudicado".

    A emenda aprovado pela Assembléia é já promulgada pelo próprio legislativo diz que a MT Fomento atenderá exclusivamente aos mini-produtores rurais e micro e pequenas empresas e formas associativas de produção. Para o presidente da agência, essa redação obriga, em tese, o empreendedor a estar vinculado a alguma entidade. "A forma associativa e de produção exclui (do direito ao financiamento), por exemplo, os moto-taxistas porque são prestadores de serviços", comenta Éder de Moraes. Para ele, a lei deu margem a muitas interpretações e entende que o bom-senso recomenda ser o mais conservador possível. "Com a emenda, a pessoa física ficou impossibilitada de buscar recursos da MT Fomento. Isso representa uma queda de rentabilidade da agência".

   Tem direito a financiamento todo e qualquer pequeno investidor do Estado. Sem poder contar com abertura para empréstimo à pessoa física e impedida também de fazer operações com grandes empresas, a rentabilidade da MT Fomento deve despencar em 40%, prevê Éder. "É preciso entender que a operação com o grande empresário é que dá sustentabilidade à agência e subsidia a taxa para o pequeno. É o que chamamos de operação Robin Hood: tira dos grandes para emprestar aos pequenos".

   Desde sua fundação, a MT Fomento realizou mais de 7 mil operações de crédito. Segundo Éder, o capital hoje é de R$ 12 milhões. Agora, ele desenvolve engenharia para realizar operações diferenciadas na prestação de serviços na esperança de garantir a rentabilidade.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

3 ex-prefeitos se juntam em Poconé

meire pocone 400 curtinha   Em Poconé, o prefeito Tatá Amaral, filiado ao DEM do governador Mauro e apoiado pelo ex-federal Fábio Garcia, está disposto a buscar a reeleição, mesmo com uma gestão pífia, isolado politicamente e com alto índice de rejeição. Enquanto isso, as...

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.