Últimas

Quinta-Feira, 04 de Setembro de 2008, 22h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

ARTICULAÇÃO

MT não tem um entre 100 cabeças do Congresso


Senadora Serys e os deputados Valtenir Pereira, Fagundes, Homero, Vitório Galli, que substituiu Bezerra, e Pedro Henry

  Estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) não inclui nenhum dos 11 mato-grossenses (8 deputados e 3 senadores) da bancada federal entre os "100 cabeças" do Congresso. Em levantamentos anteriores, chegaram a aparecer os nomes dos federais Pedro Henry, ex-líder da bancada do PP na Câmara, e Carlos Abicalil (PT), com boa relação com o presidente Lula. Desta vez, Mato Grosso ficou fora da lista.

  Dos deputados e senadores mais influentes na condução do processo decisório brasileiro estão 71 deputados e 29 senadores. Segundo o Diap, os dois partidos com maior número de parlamentares na elite são o PT, com 27 nomes, e o PMDB, com 17. Na terceira posição em número de parlamentares está o PSDB, com 14 nomes. O estudo revela que dos 100 parlamentares da primeira edição da série os "cabeças" do Congresso, apenas seis - sendo quatro senadores (Eduardo Suplicy, José Sarney , Paulo Paim e Pedro Simom) e dois deputados (Inocêncio de Oliveira e Luiz Carlos Hauly) se mantiveram na lista em todos os 15 anos da publicação. Destes, apenas o senador Paim fez parte da lista como deputado e senador.

  Ala feminina

  A presença feminina entre os "cabeças" do Congresso, em termos proporcionais, é inferior à participação da mulher no Legislativo Federal. Enquanto as mulheres representam 9,42% do Congresso (56, sendo 45 deputadas e 11 senadoras), na elite do Congresso (Câmara e Senado) elas correspondem a apenas 0,8% (2 deputadas e 3 senadoras). São as deputadas Luiza Erundina (PSB/SP) e Rita Camata (PMDB/ES) e as senadoras Ideli Salvatti (PT/SC), Patrícia Saboya (PSB/CE) e Roseana Sarney (PMDB/MA).

   São utilizados critérios quantitativos e qualitativos para classificação dos parlamentares "cabeças" do Congresso. Primeiro, o institucional, que avalia o posto que ocupa na Casa, como líder, presidente de comissão, frente parlamentar ou integrante da Mesa Diretora. O segundo, é o reputacional - como é visto pelos colegas, consultores legislativos e analistas políticos.O terceiro é o fator decisional, que estuda o comportamento do parlamentar, a capacidade de liderar e influenciar escolhas. A partir deste estudo, é feita a classificação por habilidades. Hoje, a maioria está classificada como articuladores e debatedores.

A bancada federal de MT
Na Câmara
Carlos Abicalil (PT)
*Eduardo Moura (PPS)
Thelma de Oliveira (PSDB)
**Rogério Silva (PP)
Valtenir Pereira (PSB)
Wellington Fagundes (PR)
Carlos Bezerra (PMDB)
Eliene Lima (PP)
No Senado
Jayme Campos (DEM)
Gilberto Goellner (DEM)
Serys Marly (PT)

(*) Substitui Homero Pereira (PR);
(**) ocupa lugar de Pedro Henry (PP)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • valda da luz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a cabeca masculina, jaime campos, nao tem tempo de se dedicar ao senado, porque presisa ATERRORIZAR o povo de varzea greande.

  • jovaine | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Podemos ficar felizes por não estar nenhum, pelo menos neste momento, dos nosso representantes envolvidos em gatunagem, vampiragem, rapousagem, abutrinagem, cachorragem e o zoológicoagem todo amigo, esta é a grande verdade. Pois, Mato Grosso sótem se destacado politicamente, nos útimos anos, nesta área. Aliás somos de van-guarda nessa TI.

    obs; TI = TAMANHA IRREPONSABILIDADE.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nas lstas de corrupção aparecem.

  • Luiz Blanco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso é uma prova que não precisamos deles, pois vejam bem, se querem diminuir a amazônia a proposta é de deputados de outros estados, se querem dividir MT a proposta e de politicos de Roraima ou Amapá etc, etc, NÃO PRECISAMOS DELES, o estado anda bem, precisamos de um bom interlecutor junto ao Presidente da República e de UM Deputado Estadual, desde que ele se chame RIVA.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o Ex Senador Antero que representava esse reconhecimento e exercia o verdadeiro papel do lesgilativo, agora Seris Marli e Jaime Campos ninguen merece, + o povo quis assim vamos respeitar é a democraçia.

  • João de Deus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É cumplicado a relação de estar nesta lista.

    Pois quando Pedro Henry se destacava nesta lista, deveria ser pelo poder de influencia de ter total condições de PARTICIPAR DO MENSALÃO, SANGUESSUGA E ATÉ MESMO COOPTAR DEPUTADOS PARA O PP!

    Com isso, que continue assim nossos parlamentares! Apenas trabalhando para a população, sem ter muita influencia em Brasilia para compor os grupos como MENSALÃO, SANGUESSUGA!

    Quero aqui destacar, que não entrou na lista, mas tem um trabalho sim em Brasilia, e na bancada em MT, é o Deputado Carlo Abicalil, de uma forma serena, inteligente, e com um trabalho sério. Admiro-o!

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.