Últimas

Terça-Feira, 27 de Janeiro de 2009, 09h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ECONOMIA

Muller prepara relatório sobre impacto da crise

   Sob pretexto de que é preciso se precaver frente à crise econômica mundial, o novo secretário de Finanças da Capital, Guilherme Muller, encomendou um estudo sobre eventuais impactos na administração pública. Apesar da redução de R$ 70 milhões no orçamento de 2009, que caiu de pouco mais de R$ 1 bilhão para cerca de R$ 970 milhões e do anúncio feito nesta segunda (26) de que obras e investimentos ficarão suspensas por 90 dias, Muller não descarta novas medidas austeras. "Ninguém sabe ao certo o que está acontecendo. Não temos a real dimensão. Tomamos algumas precauções, mas talvez precisemos fazer mais", analisa o secretário, dois meses após o prefeito Wilson Santos fazer barulho com a realização de um seminário que debateu a crise e seus possíveis efeitos.

   O raio-X deve apontar como está a arrecadação, receitas e despesas, número de empregos criados e índice de desemprego. "Estou aguardando o relatório para sabermos como agir". Santos determinou que seus secretários pisem no freio. Ele quer economizar mais R$ 20 milhões. "Nós temos um conjunto de gastos continuados. Água, luz, telefone e folha de pagamento. A ordem é manter tudo, mas economizar o que for possível", conta Muller. Atualmente as despesas fixas consomem 90% da receita do município. Em média, Cuiabá arrecada R$ 80,8 milhões.

   Em um trabalho paralelo, empresários se uniram para fazer uma espécie de plano diretor da economia cuiabana. O intuito é levantar todas as vocações nos segmentos e postos de trabalho. "Assim saberemos onde deve ser investido. Podemos capacitar a população para que ocupem as vagas abertas", argumenta Guilherme Muller, remanejado da secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão para a Finanças. (Patrícia Sanches)  

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MAS QUE CRISE ?
    O PREFEITO JÁ DEMONSTROU QUE A CRISE A PARA O POVÃO, LÁ NO PODER NÃO HÁ CRISE, JÁ INVENTOU TANTA SECRETARIA PARA GERAR DESPESAS E VEM FALAR DE CRISE, ESSA CRISE É PARA JUNTAR DINHEIRO PARA ELEIÇÕES DE 2010, TÁ NA CARA, MAIS UM PINOQUIO DE PLANTÃO, E O POVO Ó Ó Ó Ó.........TCHAU.

  • ana arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O mais técnico dos técnicos, tem perfil, tem competência, tem serviço prestado e uma boa educação. Como sempre, tenho a quase certeza que o Profº. Guilherme Muller vai dar certo na Pasta de Finanças do municipio, é só o nosso Prefeito apostar nisso.

  • ELIZEU | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTE É O CRAQUE DESTE TIME
    DO WILSON SANTOS,É UM GRANDE
    ECONOMISTA,PROFESSOR DA UFMT
    E DOMINA TODAS AS POSIÇÕES NO
    CAMPO DO SETOR PUBLICO.

  • Carlão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Impacto da crise? a prefeitura por acaso é montadora de veículos?
    Dá licença ser Muller, conta outra. Enquanto isso o Senhor Prefeito cria cargos e mais cargois para ocupar seus acordos políticos sem levar em consideração perfil e competencia desses políticos. Agora inventou também um pacote social e só Deus sabe o que mais vai inventar para gastar o dinehiro público e o senhor vem me dizer sobre crise. è abusar da inteligencia do cuiabano. Tá na hora de parar com essa enganação.

  • julinho trip | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Foi o Prof. ai e sua patota que liquidaram com as pretensões políticas de Dante em 2002. Vão fazer o mesmo com o prepotente WS.

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.