Últimas

Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2009, 13h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

ECONOMIA

Municípios reclamam de crise e temem não cumprir LRF

   Pelo menos 60 dos 141 municípios mato-grossenses enfrentam dificuldades para fechar as contas do exercício de 2009 devido à crise financeira e queda brusca de arrecadação. Muitos se mostram preocupados até com risco de não se enquadrar nas regras da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), principalmente quanto a gastos com pessoal, que não podem ultrapassar a 54% das receitas. Em verdade, muitos gestores foram com "sede ao pote" e agora aproveitam a campanha marcada por choradeira por recursos para alardear que estão com dificuldades administrativas.

   Manoel Rodrigues de Freitas Neto (PP), prefeito de Terra Nova do Norte e primeiro-vice-presidente da AMM, entidade que representa os municípios, vários chefes do Executivo municipal estão demitindo servidores para “enxugar” a folha salarial e, assim, se adequarem à LRF. Levantamento da AMM revela que apenas 27 cidades mato-grossenses são considerados ricas, enquanto 114 têm dificuldades.

   Ele explica que o FPM é composto por recursos do Imposto de Renda e do IPI. Como o governo federal resolveu isentar as empresas do IPI para aquecer as vendas e evitar demissões, o repasse do FPM caiu 20% nos cálculos da AMM, o que corresponde a R$ 200 milhões a menos. “O IPI foi positivo por um lado, mas por outro foi extramente prejudicial para os municípios. A maioria dos prefeitos está enrolando com a barriga a administração das cidades”.

   Diante da crise, a AMM resolveu promover uma manifestação nesta sexta (23), quando as prefeituras vão fechar às portas como forma de protesto. “Esperamos a participação de 100% dos municípios mato-grossenses”. Segundo ele, o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), vai participar da manifestação. Com isso, o Palácio Alencastro deverá ficar fechado durante toda a sexta.  (Patrícia Sanches e Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.