Últimas

Sexta-Feira, 04 de Maio de 2007, 10h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Muniz recua do pedido de cassação dos infiéis

   O presidente regional do PPS, deputado Percival Muniz, decidiu postergar o pedido de cassação dos chamados infiéis junto à Mesa Diretora da Assembléia e também no Tribunal Regional Eleitoral. Muniz já não demonstra mais tanto entusiasmo sobre o assunto. Nos bastidores, o comentário é que o dirigente resolveu recuar diante do pedido feito pelos ex-militantes da legenda, entre eles o presidente da Assembléia, deputado Sérgio Ricardo, que tenta retornar ao partido.

   Muniz aguarda agora a visita a Cuiabá na próxima quarta (9) do secretário-geral do PPS nacional, ex-deputado Rubens Bueno. Freire também estará na capital mato-grossense no dia 20. O presidente nacional tem sido radical quanto ao pedido de cassação dos mandatos dos parlamentares infiéis.

   Com base na interpretação do Tribunal Superior Eleitoral, de que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar eleito, Freire defende que todos que deixaram o PPS percam o mandato para os suplentes. Na Câmara Federal, ele já ingressou com pedido nesse sentido, complicando a situação, entre os ex-filiados, do deputado Homero Pereira.

  Em Mato Grosso, seis estaduais correm risco de ficar sem mandato: Sérgio, Sebastião Rezende, Mauro Savi, João Malheiros, Roberto França e Wagner Ramos. Todos saíram do PPS para acompanhar o governador Blairo Maggi no novo PR. Como tábua de salvação jurídica, os seis passaram a defender a tese de que estariam sem partido, já que, oficialmente, o PR não foi criado em âmbito estadual.

   Percival Muniz tentará demover Freire da idéia de pedir a casação dos seis. Essa manobra tem provocado divergências internas no agora esfacelado PPS. O fato de Rubens Bueno ser amigo pessoal de Maggi e do deputado Savi também pode contribuir para um acordo de cavalheiros. Maggi e Savi chegaram a fazer campanha no Paraná para Bueno, que no ano passado concorreu a governador e ficou em terceiro lugar.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Seilia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com certeza esses Dep. ñ tem direito de retornar ao partido, se este partido ñ foi bom pra eles pq aceitar de volta, Agora q eles continua como esta sem partido sem nada temos q fazer justiça sim. Tem + acho q Muniz esfriar tudo, se isso aconrecer ele tbem deve deixar o partido. Ñ sou filiado a nem um partido.

  • Regis Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tá cheirando falcatrua tal manifestação do Presidente Regional do PPS. Ora, INFIEL TEM QUE SER BANIDO DA PARTIDO E PERDER O CARGO.

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses politicos oportunista devem ser varridos do mapa.

DEM "esconde" candidatos a vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

R$ 71 mi já estão reservados para 13º

rogerio gallo 400 curtinha   Após os primeiros meses de "choradeira", pintando cenário do caos financeiro e administrativo, o governo estadual consegue, pela primeira vez neste 2019, fechar o mês com recurso provisionado para pagar o 13º dos cerca de 100 mil servidores. O secretário de Fazenda, Rogerio Gallo (foto),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.