Últimas

Segunda-Feira, 18 de Junho de 2007, 07h:37 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

VÁRZEA GRANDE

Murilo não tem hoje a mínima chance de reeleição

  Todas as simulações feitas nesta segunda rodada da Mark revelam que o prefeito Murilo Domingos (PR) não teria hoje a mínima chance de se reeleger. Seu nome aparece em desvantagem em relação aos deputados Wallace Guimarães, Maksuês Leite e Júlio Campos.

   Numa amostragem com cinco virtuais candidatos à sucessão em Várzea Grande - Wallace, Maksuês, Júlio, Murilo e o petista Zito Portela -, o deputado do DEM teria 35,5% das intenções de voto. Ficaria empatado tecnicamente com o progressista Maksuês, que obteria 33,8%. Júlio vem em seguida, com 18,5% e, muito atrás, Murilo Domingos, com 4,8% (confira na estimulada 01).

    Já sem Murilo na corrida à reeleição, Wallace e Maksuês ficariam empatados literalmente com 35% (quadro 02). Júlio Campos, de novo, manteria o terceiro lugar com 18,5%, seguido do peemedebista Nico Baracat (1,3%). Se caso o PP substituísse a candidatura de Maksuês pela do também deputado Campos Neto, filho do conselheiro do Tribunal de Contas, Ary Leite de Campos, parte dos votos migrariam para Wallace que, nesse caso, se elegeria com 51,3%  (estimulada 03). Júlio seria o segundo mais votado com 18,8% das intenções de voto. Murilo obteria apenas 4,6%. Campos Neto é lembrado nesse cenário por 2,8%.

    Numa simulação feita pela Mark na quinta e sexta da semana passada com quatro virtuais candidatos - Wallace, Maksuês, Júlio e Murilo -, também há registro de empate técnico entre os dois deputados (quadro 04). Wallace ficaria com 36,3% e, Maksuês, com 33,5%. Júlio continuaria em terceiro (18,5%), seguido do prefeito Murilo (4,3%). Já num cenário com quatro na disputa, entre eles o atual vice-prefeito Nico Baracat (PMDB), o embate técnico entre os dois parlamentares é confirmado, com Júlio em terceiro lugar. Baracat só obteria 2% (estimulada 05).

    O deputado Wallace Guimarães conseguiria se distanciar de Maksuês se, além do progressista, tivesse como adversário nas urnas Nico Baracat. Nesse caso, o democrata chegaria a 43,9% e, o progressista, a 35% (estimulada 06).

    Num dos cenários mais prováveis - Wallace, Maksuês e Murilo -, o primeiro ganharia a Prefeitura de Várzea Grande com 44,2%, enquanto Maksuês teria 34,8%. Murilo, de voto, seria o último colocado, com somente 4,6%, revela a pesquisa Mark, propriedade do casal Marco Polo, o Popó, e Bárbara Pinheiro.

   Sem Maksuês como adversário, Wallace conquistaria a Prefeitura de Várzea Grande com folga. Numa disputa contra Júlio e o atual prefeito, o democrata obteria nas urnas 52,8%, enquanto Júlio ficaria com 19,8% e, Murilo, 4,8% (quadro 08).

    Numa outra simulação, com Wallace, Maksuês e Júlio Campos (quadro 09), a pesquisa aponta empate técnico entre os dois parlamentares. Wallace ficaria com 37,6%, enquanto Maksuês conquistaria 34,5%.  


Em quem o sr(a) votaria para prefeito 
se as eleições fossem hoje? 
estimulada 01 estimulada 02
Wallace Guimarães 35,5% Wallace Guimarães 35,0%
Maksuês Leite 33,8% Maksuês Leite 35,0%
Júlio Campos 18,5% Júlio Campos 18,5%
Murilo Domingos 4,8% Nico Baracat 1,3%
Zito Portella 0,3% Zito Portella 0,3%
ns/nr 3,6% ns/nr 5,1%
nenhum/branco/nulo 3,6% nenhum/branco/nulo 4,8%
estimulada 03 estimulada 04
Wallace Guimarães 51,3% Wallace Guimarães 36,3%
Júlio Campos 18,8% Maksuês Leite 33,5%
Murilo Domingos 4,6% Júlio Campos 18,5%
Campos Neto 2,8% Murilo Domingos 4,3%
Zito Portella 0,3%  
ns/nr 7,1% ns/nr 4,1%
nenhum/branco/nulo 15,2% nenhum/branco/nulo 3,3%
estimulada 05 estimulada 06
Wallace Guimarães 36,0% Wallace Guimarães 43,9%
Maksues Leite 34,3% Maksues Leite 35,0%
Júlio Campos 18,8% Nico Baracat 4,1%
Nico Baracat 2,0%  
ns/nr 4,3% ns/nr 6,1%
estimulada 07 estimulada 08
Wallace Guimarães 44,2% Wallace Guimarães 52,8%
Maksues Leite 34,8% Júlio Campos 19,8%
Murilo Domingos 4,6% Murilo Domingos 4,8%
ns/nr 6,1% ns/nr 7,9%
estimulada 09

 

Fonte: Mark Instituto de Pesquisa e Opinião.
Amostragem realizada
em Várzea Grande
dias 14 e 15 de junho de 2007

Wallace Guimarães 37,6%
Maksues Leite 34,5%
Júlio Campos 18,0%
ns/nr 4,8%
nenhum/branco/nulo 5,1%

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...