Últimas

Terça-Feira, 15 de Abril de 2008, 12h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VÁRZEA GRANDE

Murilo tira sobrinho do staff para a campanha

  O prefeito várzea-grandense Murilo Domingos aposta tudo na sua reeleição, tanto que resolveu tirar do primeiro escalão o seu sobrinho Pedro Elias Domingos para já começar a organizar o caixa de campanha. Elias se afastou da pasta da Administração desde o último dia 3, mas o comunicado oficial só foi feito nesta segunda. Em seu lugar o prefeito nomeou o advogado Faustino Antônio da Silva Neto, que integrou a assessoria jurídica da campanha vitoriosa de Murilo, em 2004.

    Murilo pediu empenho a seus novos assessores. Quer mais articulação política e divulgação dos feitos da administração. A estratégia é superar o alto índice de rejeição que hoje coloca o prefeito na condição de lanterna na corrida sucessória.

   Pedro Elias recebeu a missão de buscar financiadores para a campanha à reeleição do prefeito. A ele caberá definir outros nomes para ajudar na coordenação da campanha. A missão para reconduzir Murilo ao Paço Couto Magalhães será árdua. Hoje, o líder na corrida sucessória é o deputado estadual Maksuês Leite. Outros nomes pontuam bem na pré-disputa, como os democratas Júlio Campos e Wallace Guimarães.

(Às 18h) - Sou apenas soldado do prefeito, diz Elias

  Pedro Elias Domingos disse que deixou o governo Murilo para continuar sendo soldado da administração. Ele nega que fora escalado para ser o caixa da campanha, mas não descarta a hipótese de atuar como um dos braços do projeto à reeleição de Murilo Domingos. "Todo o meu trabalho como secretário foi voltado para melhoria da população e vou continuar contribuindo com o governo", diz o sobrinho do prefeito Murilo.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Ana Neri | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O prefeito Murilo Dormingos pode colocar quem ele quiser para ajudar na campanha, que ele já PEDEU mesmo. Nem Deus há de Deixar esse prefeito voltar a administrar a cidade, se assim for a população estará perdida de vez..

    Abram os olhos companheiros!!!!! Não votem no Murilo..

  • Mariluce Figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E muita petulancia e audacia essa camarilha do Murilo Domingos pensar em reeleição para Prefeiura Municipal de V.Grande.Pelo amor de Deus, a justiça eleitoral e o Ministerio Publico e próprio Governador Blairo
    tem que agir para impedir essa candidatura nefasta ao PR e ao povo varzeagrandense.Nunca vi tanto desmando admistrativo e tanta corrupção como na atual gestão. Falar que Pedro Elias vai arrecardar fundos para a reeleição do titio Murilo é o fimda picada. Para quem não mora em nossa cidade isso pode até parecer normal, mais nós que estamos a 3 anos sofrendo o abandono da Prefeitura, isso soa como sacrilégio, pois depois que o Toninho Domingos teve a sua prisao decretada pela Justiça Estadual por sonegação de impostos da Casa Domingos, ele ficou meio afastado da tomação de dinheiro dos fornecedores e empreiteiros ,e quem o substituiu nesse funçao de carregador da pasta preta foi justamente o sr.Pedro Elias, que é o novo PC farias aqui do outro lado da ponte.Até as criança da escola priméria Pedro Gardés sabe disso. Queremos Macksuês , queremos Julio Campos, queremos Wallace, mais Murilo de novo...essa não, é de matar..votê cobra dàgua.

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Pedro Elias foi exonerado porque o prefeito perdeu o prazo de recorrer da decisão que determinou a exoneração de todos os familiares pela prática de nepotismo.
    Todos os familiares do prefeito foram exonerados e o fato de Pedro Elias junto com o procurador Roque causou um desconforto na familia Domingos.
    Afirmar que Pedro Elias deixou o cargo para dedicar a campanha é mentira, mesmo porque ele não tem nenhuma participação política em VG, exercia o cargo porque era parente de Murilo.
    Romilson a imprensa tem que apurar o fatos e não noticiar aquilo que os políticos querem.
    Toda a população de VG sabe da decisão judicial contra o nepotismo na cidade.
    Dar uma versão diferente da verdade causa um descredito ao veículo.
    Romilson parabéns pelo coragem e o jornalismo independente que começa a exercer, vemos em vc uma nova fase do jornalismo matogrossense.

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...