Últimas

Segunda-Feira, 05 de Novembro de 2007, 08h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Na direção, Santos tenta pôr fim a crise no PSDB

   Sob a condução de Wilson Santos, a meia-dúzia de líderes do PSDB no Estado montou uma estratégia para tentar amenizar a crise interna. Dirá que a briga entre o prefeito da Capital e o ex-senador Antero de Barros, que renunciou à presidência regional após ver sua resolução sobre veto a alianças ao PT e ao PR derrubada, não passa de um mal entendido e de especulações da imprensa. Santos já conversou pessoalmente com Antero ao menos duas vezes nos últimos 15 dias. Estão próximos de um entendimento. Mesmo assim, por enquanto o ex-senador preferiu fugir da carona do PSDB sob controle de seu novo presidente. Quer esperar o desfecho da política de alianças.

   O prefeito foi eleito dirigente tucano com chapa única há menos de um mês numa convenção em que Antero não esteve presente. O novo dirigente preferiu não atacá-lo. Estrategicamente, chegou a dizer que logo o PSDB estaria unido de novo. Santos tem as suas mãos um pepino mas, ao mesmo tempo, o controle regional da legenda, o que permitirá amarrar alianças com quem desejar, inclusive para benefício próprio, já que busca a reeleição.

   O problema é que a legenda tucana está esfacelada e com dificuldades de quadros para disputar a sucessão municipal nas cidades-pólos. Em Rondonópolis, por exemplo, o partido quer levar Rogério Salles ao sacrifício. Ex-prefeito e ex-governador, Salles resiste.

   Em Sinop, a vereadora Sinéia Abreu também não quer saber de candidatura à prefeita, como deseja os líderes tucanos. Em Várzea Grande, a agremiação nem arrisca a citar opção para prefeito, o mesmo ocorre em Cáceres e Barra do Garças. Nesse ritmo, a tendência do partido é minguar a partir das eleições de 2008. Hoje são apenas 5 prefeitos do PSDB no Estado, contra 55 em 2002, quando deixou o comando do Palácio Paiaguás. A maior aposta está com a reeleição de Santos na Capital.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson,minha vó já dizia que antes só do que mal acompanhado.Mas,o pior, é ollhar para a charge do Fernado Ordakouski e observar quem está ao lado do prefeito no banco da frente.Fora isso ou essa,o PSDB vai bem obrigado.

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O senhor Wilson Santos têm que tentar diminuir o impacto da desarticulação do seu partido para minimizar o estrago em sua campanha de reeleição,aliás por sua própria culpa ao dar as costas para quem realmente lutou na sua campanha passada colocando em seu governo pessoas que não teve nenhuma participação direta na busca dos seus votos e desta forma totalmente sem compromisso com seu projeto de governo.

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade o PSDB acabou! As últimas demonstrações das suas (in)competência foram: vender o patrimônio público a preço de bananas (CEMAT); individar o estado de MT com a lorota de desenvolvimento (a dívida é de bilhões os investimentos são milhões); destruir as famílias matogrossenses com alta carga tributária, tarifa de água, luz;
    Ninguém suporta mais ouvir as promessas mentirosas desse Wilson Santos a frente da prefeitura; Dos poucos vereadores na câmara municipal e dos minguados deputados na AL; Carlos Avalone parece um papagaio desnutrido. Vive repetindo "...os governos estadual e federal não estão dando a devida atenção para a questão do gás..." aliás, cadê a usina de manso. Corremos o risco de apagão em MT e o lago de manso deve estar servindo apenas para os IATES dos... deixa prá lá.
    PSDB e Wilson Santos... vocês não tem mais espaço em Mato Grosso. Chega de viver a fantasia que vocês criaram, queremos respeito, precisamos de pessoas com responsabilidade para governar esse estado.

  • maria antonieta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É POR TER PESSOAS QUE NÃO CONSEGUEM FAZER UMA ANÁLISE CERTA DA CONJUNTURA POLITICA QUE O ESTADO DE MATO GROSSO "ENFIOU O PÉ NA JACA" E ELEGEU UM "EMPRESÁRIO" PARA ADMINISTRAR O ESTADO.ELE ADMINISTRA BEM OS INTERESSES DAS EMPRESAS DELE MESMO.AQUI EM RONDONÓPOLIS COM UMA ELEIÇÃO TAMBÉM FRAUDADA ELEGEU-SE UM EMPRESÁRIO QUEBRADO QUE CONSERTOU AS FINANÇAS FAMILIARES.TEMOS POLITICOS SÉRIOS SIM,PESSOAS QUE NÃO SÃO ARROGANTES E QUE NÃO VENDEM A IDÉIA QUE QUEM SABE ADMINISTRAR É SULISTA E EMPRESÁRIO.ESSAS AVES DE RAPINA FALAM MAL DO POVO MATOGROSSENSE E DE OUTROS ESTADOS QUE NÃO SEJAM DO SUL MARAVILHA.,E DILAPIDAM O NOSSO PATRIMÕNIO,BENEFICIANDO AS EMPRESAS DELES.ACORDA GENTE VAMOS TOMAR AS RÉDEAS DO NOSSO ESTADO.

  • marcus penna | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o psdb ta tao morto valdir,que os 3 primeiros nomes pra susceçao de lula sao do psdb.e vc sabe quem tem um prefeito preparado como wilson ja sai na frente.abçposssssssssssss

  • Regis Rodrigues Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ó Romilson, deixa de ser "baba ovo" deste (des)governo que aí esta por conta da ignorância do alguns moradores de Mato Grosso que não souberam votar(certamente você está entre eles). Me diga o que este (des)governo foi melhor que o GOVERNO DO PSDB? O que este (des)governo melhorou para a classe hipossuficiente? Quem este (des)governo ajudou que não fosse sulista/rico? Ora, o PSDB/MT não morreu e não morrerá, como você prega.

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.