Últimas

Terça-Feira, 24 de Abril de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

COMUNICAÇÃO

Na TV, França ataca Brito e comando-geral da PM

  Revoltado com o assalto sofrido pelo seu repórter Aroldo Rocha, que teve uma camioneta e aparelhagem de TV roubados, o deputado estadual Roberto França aproveitou o seu programa Resumo do Dia, da TV Rondon (afiliada da Rede TV!),nesta segunda à noite para atacar o secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, e também o comandante-geral da PM, coronel Adaildon Evaristo de Moraes Costa. Visivelmente irritado, França afirmou que a segurança "está uma esculhambação".
  Questionou as autoridades que têm recorrido a números para assegurar que "o setor está avançando" e, gesticulando como se tivesse em discurso num palanque em época de campanha eleitoral, França também chamou atenção do governador Blairo Maggi, de quem é aliado. Primeiro, numa referência a Brito, com quem militou no PSDB até 2002, França disparou: "Se não tem competência, entrega o cargo para quem tem. O que não pode é ficar sentado a bunda nessa cadeira sem fazer coisa nenhuma e justificar o salário que ganha e, principalmente, dar uma resposta à população".
   Depois, França virou sua metralhadora verbal para o governador. "A população paga impostos, governador Blairo Maggi, é para ter segurança pública, não essa anarquia e essa vergonha que estamos tendo aqui em Cuiabá e em todo o Estado de Mato Grosso. Eu continuo acreditando no senhor. Agora, se for para fazer só apadrinhamento, usando um importante e relevante cargo como esse (de secretário de Justiça e Segurança Pública), aí vamos ter essa segurança pública, que, lamentavelmente, temos o desprazer e a insatisfação de falar aqui no nosso programa".
   França, que trocou o PPS para seguir o governador Maggi no PR, assumiu a cadeira de deputado no mês passado, com o licenciamento provisório do titular Gilmar Fabris. Antes, ele já tinha exercido mandato na Assembléia, foi deputado federal e prefeito de Cuiabá por dois mandatos.
   Ele disse no seu programa de TV que vem dando apoio à gestão Brito e que não gostaria de fazer críticas, mas, como não vê avanços, não há outra alternativa senão pontuar as falhas. "Apoio nós demos. Divergências políticas deixamos de lado. Eu disse aqui que não ia torcer para o quanto pior melhor, para ficar esculhambando a polícia. Tenho o maior respeito pela polícia, agora, não é por isso que temos que aceitar essa anarquia e bandidagem que anda esparramado por aí. Vou continuar aguardando. Se continuar esse estado de coisa, vou falar tantas quantas vezes forem necessárias", atacou França, no seu Resumo do Dia.
   Em seguida, o deputado-apresentador destacou que não deve favor nem para o secretário Brito e nem para o comandante-geral Adaildon e, por isso, tem liberdade para falar o que pensa."A hora que não for para falar, aí eu prefiro parar de fazer (o programa)". Segundo França, o povo não pode continuar sendo penalizado. "Tem que acabar com essa farsa, com essa enganação, que hoje chama-se segurança pública do Estado de Mato Grosso".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.