Últimas

Quarta-Feira, 26 de Dezembro de 2007, 13h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EMBATE JURÍDICO

Na TV, Henry ironiza, faz críticas e pede oração

  Em sua primeira entrevista após a cassação do mandato, o deputado federal Pedro Henry (PP) declarou, na TV Descalvados (afiliada do SBT) de Cáceres, de propriedade de sua família, que não tem medo de qualquer tipo de enfrentamento e que vai superar as intempéries pelas quais vem passando. O parlamentar culpou a imprensa de Cuiabá, para quem tem interesse em derrubá-lo e deixar a Grande Cáceres sem força política.

   Em tom de ironia, o progressista disse que a decisão do Tribunal Regional Eleitoral é tão contraditória que "causa risos", numa demonstração de menosprezo à Justiça. Mesmo cassado por compra de votos, Henry continua no cargo por força de uma liminar ao efeito suspensivo concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral. Já conseguiu, antes, salvar o mandato diante das acusações de envolvimento nos escândalos do mensalão e sanguessugas. 

    Pedro Henry afirma ainda na TV que está sendo vítima de inveja, enquanto declinava os projetos e obras que viabilizou para o município. “É óbvio que nosso trabalho incomoda muita gente”. A entrevista foi ao ar no último dia 8. Até então, o Pleno do TRE não havia rejeitado o embargo declaratório, em que o deputado pleiteava a nulidade de todo o processo em segunda instância - leia mais aqui.

    Henry avalia que o presidente do TRE, desembargador José Silvério, votou a favor do processo que o condenou por compra de votos e propaganda eleitoral irregular, em função da pressão exercida pela imprensa. Por isso, o progressista enfatiza que "não há porque ter medo". Lembra, sem citar detalhes, que já enfrentou até mesmo o governador Blairo Maggi (PR) e o PT do presidente Lula. "Estou tão seguro de que, quando chegar ao final, a Justiça vai concluir que isso não passou de um grande equívoco e que não poderiam tirar jamais um mandato que foi conseguido legitimamente através do voto popular. Esse, sem dúvida, foi um dos momentos mais difíceis da minha vida pública".

   O deputado pediu que os cacerenses ficassem tranquilos, mas, se pudessem rezar e orar para que o processo tivesse um resultado favorável seria importante. “Fiquem tranquilos, pois estou convencido de que esse erro de avaliação será revisto, mas, vamos usar essa entrevista para falar de coisas boas".  

   Planos

   Na tentativa de superar o degaste em Cáceres, administrada pelo irmão Ricardo Henry, o parlamentar anunciou que está viabilizando R$ 22 milhões de recursos junto à União para o município no próximo ano.

    Fez promessas e planos, como por exemplo, de promover um festival de praia e de gastronomia no próximo ano. Destacou, porém, que o projeto mais importante que fez foi a elaboração de uma emenda ao Orçamento-Geral da União que, segundo Henry, visa o desenvolvimento da infra-estrutura urbana e social em municípios da faixa de fronteira.  “Pela primeira vez, coloquei uma emenda de bancada forte e específica para Cáceres. Acho que agora é o momento de jogar pesado na infra-estruturação do município” (Pollyana Araújo)

    Veja abaixo trechos da entrevista de Pedro Henry

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os políticos, tal qual Pedro Henry, continuam se achando acima do bem e do mal. Comprovadamente corruptos, incapazes, por incompetência, omissão, desinteresse ao eleitor, jamais se rendem, sequer à Justiça Pública, às suas sanhas de infratores da lei. Prepotentes (afinal eles possuem imunidade infinita), jamais tem um minuto sequer de humildade para admitir seus erros, e, em consequencia, suas culpas; vaidosos, acreditam estar fazendo o melhor pelo seu povo, quando, na verdade, o estão fazendo pelo seu bolso. Acredito que neste final de ano, Pedro Henry, Chica Nunes, Lino Rossi e tantos outros políticos que nos envergonham e jogam o nome de Mato Grosso no lamaçal da corrupção e dos escândalos, tivessem eles próprios o discernimento e a humildade de redimirem de seus pecados, pedindo perdão a Deus por todas as falcatruas por eles cometidas, e persignando-se perante o povo, dizerem abertamente que não são dignos do mandato popular que lhes foram conferidos. Depois, que fossem cumprir suas penas, se é que a nossa mastodôntica Justiça (seja ela comum, Eleitoral Superior, Especial, etc, etc, etc) irá lhes aplicar qualqur tipo de penalidade, ainda que aternativa. É isso.

Secretários na AL em 2022

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual  de Cultura,  Esporte e Lazer, o Beto 2 x 1 (foto), falou sobre formação de chapa da sigla para concorrer em 2022. Entre as opções está a secretária de Meio Ambiente Mauren Lazzaretti, filiada desde o ano...

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...