Últimas

Quinta-Feira, 26 de Fevereiro de 2009, 18h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CONFRONTO

Não tenho nada a ver com calote, diz Pinheiro

Júlio Pinheiro  O ex-vereador e presidente do Mixto Esporte Clube, Júlio Pinheiro (PTB), rebateu as declarações feitas pelo coordenador do PAC em Cuiabá, João Vieira, acerca de suposto calote de R$ 30 mil dado pelo petebista durante a campanha eleitoral - confira aqui. Pinheiro negou qualquer envolvimento com a dívida. "Existe algum cheque com minha assinatura? Tem minha assinatura em algum documento?", questiona. Segundo ele, o problema é "mágoa de quem perdeu o emprego". Ele se referiu ao jornalista Orlando Antunes, responsável por tornar público o calote. Segundo Pinheiro, Orlando foi demitido do Mixto na última terça (24).

   Antunes foi quem depositou o tal cheque a pedido de Joair Rodrigues, que prestou serviços para Júlio Pinheiro na campanha. "Eu demiti e paguei. Isso é mais importante. Já tinham me alertado que Orlando não é peça boa, que eu teria problemas com ele. Um dia depois de demití-lo começou a fuxicaiada pela cidade", dispara Pinheiro.

   Ele afirma ainda que não daria um calote de R$ 30 mil, como foi acusado. "O PAC investe R$ 300 milhões em Mato Grosso. Você acha que eu iria sujar meu nome com R$ 30 mil?". O ex-vereador e derrotado à reeleição declara que pretende processar João Vieira e Orlando Antunes. "Eles vão ter de provar o que estão falando. Não tem nenhum cheque no meu nome. Não tem nada com minha assinatura".

   Ex-presidente da Agência de Habitação da Capital, Júlio Pinheiro diz que se sente mal com todas essas acusações. "Já tive dois mandatos como vereador. Nunca tive nada que desabonasse minha conduta. É ruim que fiquem envolvendo meu nome nesse tipo de coisa". (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Jean pierre | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o cheque não está no nome do Julio Pinheiro por que cobrar dele esse cheque?

    o sr Orlando Antunes é um aproveitador do futebol ele deve estar zangado por foi demitido pelo Julio Pinheiro.

  • Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só não entendi o lance de que O PAC investe R$ 300 milhões em Mato Grosso. Você acha que eu iria sujar meu nome com R$ 30 mil? é o que parece?

    É!!!

    diante de R$ 300.000.000,00 R$ 30.000,00 é micharia...

  • celso xavier | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COITADO DESSE!!! MAIS UM IDIOTA QUE ACREDITOU EM POLITICOS E SE DEU MAL!!!
    TEM UM POLITICO QUE FOI CASSADO QUE ACABOU COM A VIDA DE UM CONTADOR QUE ACREDITOU NELE E EMPRESTOU CHEQUES!!

    AGORA DANE-SE NEH

    KKKKKKKKKKKKKKK

  • jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COM O DESENTENDIMENTO DO JOÃO VIEIRA E JULHIO PINHEIRO. MOSTRA CLARAMENTE O ABSURDO DOS ABSURDOS. SE O QUE ESTÁ NO SITE(ENTREVISTA) COM JULHIO E JOÃO FOR VERDADE A COISA É MAIS SÉRIA...,...................OUTRA COISA JULHIO DISQUE O PAC VAI ENVISTIR 300 MILHÕES EM MATO GROSSO, E NÃO IRIA SE SUJAR COM 30 MIL.....QUER DIZER SE SUJA, SE O VOLOR FOR MAIOR................se antes tinha que apurar, agora deve urgentemente. Romirson você tem que ouvir melhor o cara que deu o cheque para o Orlando

  • valdeny Ramos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    quero comprar o carro de joao vieira quando ele chegar de Brasilia...me passam o ano e modelo q vou fazer uma oferta..só assim ele poderá pagar esse cheque sem fundo...me poupe seus malas sem alças ..nao subestimem o inteligencia do povo..seus malas

  • Luiz Cesar Sampaio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todos do meu politico da camara municipal sabem quem e esse joari, um homenzinho que sobrevive do poder publico, quanto ao jornalista esta muito claro o pq de tanto estardalhaco....ser noticia, se ele fiscalizou tanto e sabe quanto foi repassado do pac pq nao provou direto, fica so nessse diz q me diz....isso eh coisa de pessoas querendo detonar o Julio e o Joao VIeira, que alias conheco so da midia, mas ate aqui pelo que vi o Joao Vieira nao eh tao amigo do Julio, pq antes tomou seu cargo de secretario, depois o detonou, e agora o detona chamando de caloteiro...pq mesmo se a negociata do cheque for verdadeira quem deu o calote juridicamente foi o Joao Vieira, pq ...bebel ma prima quem assina o cheque???????

  • MANE PORRETE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Sima Lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Julio, que tal voce comecar a lembrar o povo do contrato de curso de cabelereiro que o tal certinho Joao Vieira fez em seu fim de gestao na Agencia da Habitacao? Se ele te chama de caloteiro por um cheque que ele mesmo assinou, entao o que ele eh assinando um contrato do tal curso pra Habitacao....bom isso eu li aqui mesmo no rdnews!

  • orlando antunes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não vou entrar neste bate boca, quero que me processe, estou esperando, a verdade e uma só, e isto vou dizer ao TRE/MT, o cheque do Sr. João Vieira foi me dado pelo Sr. julio Pinheiro, para que fosse trocado para pagamento de boca de urna, foi o que fiz, e o Julio não honrou com o pagamento do cheque, usei o meu nome para a troca do cheque. Está e a verdade dos fatos, que venha seu Julio Pinheiro...

  • Sebastião Vasques de Proença | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta história esta sendo contada por partes e merece melhor analisa. Vamos por etapa. Primeiro, o jornalista Orlando Antunes declarou que depositou o cheque em sua conta porque o favorecido Joair Rodrigues não tem conta em banco. Aí surge a primeira duvida, se o cheque fosse compensado Antunes, por força de lei, teria que declarar a receita esta movimentação. O jornalista foi mais longe e afirmou que o cheque seria compensado com dinheiro oriundo do PAC. Esta declaração seguramente interessa ao Ministério Público que vai querer ouvi-lo. Segundo, João Vieira afirmou que emprestou uma folha de cheque ao então candidato a reeleição, Julio Pinheiro (PTB). Este, por sua vez nega tal gentileza e se defende dizendo que inexiste sua assinatura em qualquer cártula. A pergunta: O serviço prestado pelo Joair e o valor a ele atribuído foi declarado a justiça eleitoral, ou esta despesa ficou por conta de possível caixa dois.
    De qualquer forma, mesmo com o pagamento do cheque voador, este caso não termina sem a intervenção do Ministério Público. Existe denuncia de corrupção e de gastos não declarados à justiça eleitoral. Vamos esperar e aguardar o desenvolver dos próximos capítulos desta novela que esta apenas começando.

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...