Últimas

Sábado, 13 de Outubro de 2007, 10h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Não transijam

     Apesar dos apelos de marketing construídos pelo governo o país atravessa grandes e graves problemas estruturais, éticos e morais.
     A cada dia mais e mais denúncias literalmente entopem os noticiários passando ao conhecimento dos brasileiros  escabrosas falcatruas originadas no cerne do governo e do Parlamento.
     A Câmara Baixa tem sido fiel aos negócios feitos com o Executivo. Mas não é leal com seus eleitores apostando que dentro de três anos nenhum deles vai lembrar quem votou contra ou a favor da CPMF.
     Dizem os que a defendem que há tributação mais pesada do que os míseros 0,38% que ela representa. Estão corretos de alguma forma, mas não totalmente porque a contribuição é paga enquanto o cidadão tiver um tostão em sua conta bancária. Quanto aos outros tributos, igualmente satânicos, tome-se as alíquotas do imposto de renda sobre os salários. Percentuais extremamente distorcidos, mas não há parlamentar que proponha uma divisão mais equânime. Como o povo poderá poupar com carga tributária dessa estatura?
     Os governantes fazem cantilenas de suas administrações porque têm recursos. Provenientes de quem? Quando o caixa do tesouro emagrece, o que fazem? Sempre é a sociedade a chamada para recompor os gastos desenfreados. Más gestões, administrações espúrias e dissipadoras, obras megalômanas, estruturas inacabadas, enfim, distorções e desperdícios com conseqüente pífio crescimento.
     Transações financeiras estão impostas praticamente a todos. Portanto a CPMF é um ancinho devastador. Façamos os cálculos do que representa essa contribuição em um ano de movimentação financeira, por menor que seja, e nos depararemos com um forno com 360º de calor a consumir nossos devassados salários.
     As pessoas continuam vivendo e batalhando. Fazendo o melhor que podem, mas estão profundamente desesperançadas com os governantes. Poucos restam que ainda têm fé na honestidade daqueles que se imiscuem na política. A maioria dos cidadãos aponta como ineptos e safados todos os que abraçam a área política. Seja no nível municipal, estadual ou federal. E ambos os gêneros.
     Essa desesperança pode se tornar significativamente negativa nos próximos pleitos quando a sociedade, exaurida pelas torpezas, opte por desqualificar o voto tornando-o nulo.
     Ao Senado brasileiro também caberá uma votação para a CPMF. Desgastado pelos sucessivos escândalos e votações incoerentes quando não infantis, têm nas mãos os ilustres senadores, a oportunidade de dizerem a que vieram.
     Votar contra ou a favor da contribuição ou qualquer outra medida não deveria ser um jogo. Infelizmente assim tem sido. Medem-se forças, mas não se mede o peso das agruras do povo. Dizer que sem esse reforço arrecadatório o país perderá sua impulsividade para o crescimento é uma vilania. Aliás, sempre é bom lembrar que ao ser instituída a contribuição era específica para a área da saúde. Não atingiu seu objeto, portanto, não tem razão para permanecer.
     A Câmara Federal foi condescendente com a contribuição com soberana maioria votando por sua permanência. Aguardemos o Senado. Transigirão também os ilibados senadores?

Sandra Silva é socióloga, articulista e reside em Alegrete (RS) - sandrasilva33@yahoo.com.br

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....