Últimas

Quinta-Feira, 04 de Outubro de 2007, 09h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Neoliberalismo e história política

     Num debate que participei na Universidade Federal apareceu a questão do neoliberalismo. Um assunto que mesmo já tratado aqui gostaria de retornar a ele. Acredita-se que quem mais ajudou a espalhar essa idéia foram Margareth Thacther, da Inglaterra, e Ronald Reagan, dos EUA.
     O grande teórico para o chamado neoliberalismo deveria ser Milton Friedman, economista da Universidade de Chicago e Prêmio Nobel de Economia em 1976. Ele é que mais defendia um Estado enxuto e fora da economia, dando o máximo de liberdade para a iniciativa privada. Seria uma espécie de aprofundamento do liberalismo econômico.
     Friedman foi assessor de Thacther e de Reagan. Era endeusado pelos dois. O verdadeiro pai do "neoliberalismo" teria que ser ele, mas aceitar isso seria até um sacrilégio. Aliás, nos EUA, nem se fala em neoliberalismo.
     Acredito que o que Thacther e Reagan fizeram se deu por causa das disputas políticas e eleitorais locais. Vou mais além: nem acho que eles aprofundaram o liberalismo econômico. Nada mais fizeram do que puxá-lo de volta ao que era antes do enorme crescimento do estado do bem-estar social espichado pelos partidos Trabalhista inglês e Democrata nos EUA. O Estado estava peado, eles procuram desamarrar.
     Na Inglaterra o partido Conservador inglês de Thacther chegou ao governo em 1979 e resolveu enfrentar o partido Trabalhista na seara deles. Enfrentou os sindicatos, principalmente o do carvão, numa disputa longa. Ganhou a disputa política e, a partir dali, cria os mecanismos econômicos para desamarrar o Estado britânico.
     Nem sei se Thacther teria chances de completar sua empreitada se não houvesse a Guerra das Malvinas que a ajuda a se segurar no governo. Outra vez um fato histórico, e nesse caso inesperado, é que ajudou a Inglaterra a tomar o rumo que tomou.
     Talvez possa ser dito também que o neoliberalismo que se atribui a Reagan, que chegou ao governo em 1981, é fruto de uma disputa interna com o seu adversário político. Foi o primeiro presidente do partido Republicano que enfrentou os programas sociais do partido Democrata. Ele vai tirar recursos de programas que vinham desde o New Deal na década de 1930. Levou 50 anos para alguém atacar, digamos, o "bolsa família" de lá. Imagine o quanto isso vai demorar a acontecer no Brasil.
     Um fato histórico do momento mundial e de fundamental importância para os EUA ajudou na criação do "neoliberalismo" de Reagan. O sistema soviético mostrava sinais de debilidade. Reagan tirou dinheiro dos programas sociais para colocar em armas e fazer os soviéticos gastarem o que não tinham. Ao espichar a corda ajudou a quebrar aquele regime.
     Mais um caso que poderia ser citado é o de Augusto Pinochet no Chile. Ele assume o governo com um golpe de Estado em 1973. Muito antes da tal influência neoliberal de Thacther e Reagan.
     Pinochet precisava de apoio político interno e logo começou a devolver as propriedades privadas que haviam sido tomadas por Salvador Allende. Também aprofundará o rumo liberal da economia para afastar o país do modelo socialista do seu antecessor.
     Outra vez acho que uma disputa política, com base na história local, é que leva o país a tomar medidas ditas neoliberais.
     Não parece que essas foram geradas em algum porão escuro e maléfico do capitalismo mundial. Não há base para supor que tenha havido uma maquinação preparada e que depois essas idéias seriam maldosamente espalhadas pelo mundo. Acho que fatores políticos e eleitorais próprios da história local devem ser levados em conta.

Alfredo da Mota Menezes escreve em A Gazeta às terças, quintas e aos domingos (pox@terra.com.br)


 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...