Últimas

Quinta-Feira, 04 de Outubro de 2007, 09h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Neoliberalismo e história política

     Num debate que participei na Universidade Federal apareceu a questão do neoliberalismo. Um assunto que mesmo já tratado aqui gostaria de retornar a ele. Acredita-se que quem mais ajudou a espalhar essa idéia foram Margareth Thacther, da Inglaterra, e Ronald Reagan, dos EUA.
     O grande teórico para o chamado neoliberalismo deveria ser Milton Friedman, economista da Universidade de Chicago e Prêmio Nobel de Economia em 1976. Ele é que mais defendia um Estado enxuto e fora da economia, dando o máximo de liberdade para a iniciativa privada. Seria uma espécie de aprofundamento do liberalismo econômico.
     Friedman foi assessor de Thacther e de Reagan. Era endeusado pelos dois. O verdadeiro pai do "neoliberalismo" teria que ser ele, mas aceitar isso seria até um sacrilégio. Aliás, nos EUA, nem se fala em neoliberalismo.
     Acredito que o que Thacther e Reagan fizeram se deu por causa das disputas políticas e eleitorais locais. Vou mais além: nem acho que eles aprofundaram o liberalismo econômico. Nada mais fizeram do que puxá-lo de volta ao que era antes do enorme crescimento do estado do bem-estar social espichado pelos partidos Trabalhista inglês e Democrata nos EUA. O Estado estava peado, eles procuram desamarrar.
     Na Inglaterra o partido Conservador inglês de Thacther chegou ao governo em 1979 e resolveu enfrentar o partido Trabalhista na seara deles. Enfrentou os sindicatos, principalmente o do carvão, numa disputa longa. Ganhou a disputa política e, a partir dali, cria os mecanismos econômicos para desamarrar o Estado britânico.
     Nem sei se Thacther teria chances de completar sua empreitada se não houvesse a Guerra das Malvinas que a ajuda a se segurar no governo. Outra vez um fato histórico, e nesse caso inesperado, é que ajudou a Inglaterra a tomar o rumo que tomou.
     Talvez possa ser dito também que o neoliberalismo que se atribui a Reagan, que chegou ao governo em 1981, é fruto de uma disputa interna com o seu adversário político. Foi o primeiro presidente do partido Republicano que enfrentou os programas sociais do partido Democrata. Ele vai tirar recursos de programas que vinham desde o New Deal na década de 1930. Levou 50 anos para alguém atacar, digamos, o "bolsa família" de lá. Imagine o quanto isso vai demorar a acontecer no Brasil.
     Um fato histórico do momento mundial e de fundamental importância para os EUA ajudou na criação do "neoliberalismo" de Reagan. O sistema soviético mostrava sinais de debilidade. Reagan tirou dinheiro dos programas sociais para colocar em armas e fazer os soviéticos gastarem o que não tinham. Ao espichar a corda ajudou a quebrar aquele regime.
     Mais um caso que poderia ser citado é o de Augusto Pinochet no Chile. Ele assume o governo com um golpe de Estado em 1973. Muito antes da tal influência neoliberal de Thacther e Reagan.
     Pinochet precisava de apoio político interno e logo começou a devolver as propriedades privadas que haviam sido tomadas por Salvador Allende. Também aprofundará o rumo liberal da economia para afastar o país do modelo socialista do seu antecessor.
     Outra vez acho que uma disputa política, com base na história local, é que leva o país a tomar medidas ditas neoliberais.
     Não parece que essas foram geradas em algum porão escuro e maléfico do capitalismo mundial. Não há base para supor que tenha havido uma maquinação preparada e que depois essas idéias seriam maldosamente espalhadas pelo mundo. Acho que fatores políticos e eleitorais próprios da história local devem ser levados em conta.

Alfredo da Mota Menezes escreve em A Gazeta às terças, quintas e aos domingos (pox@terra.com.br)


 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...