Últimas

Quinta-Feira, 19 de Junho de 2008, 16h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Nilson recorre ao TRE para tomar posse na AL

 O suplente do deputado cassado Walter Rabello (PP), Nilson Santos (PMDB) entrou com um mandado de segurança junto ao Tribunal Regional Eleitoral requerendo as garantias de tomar posse na Assembléia, que já deveria ter entregado a vaga ao peemedebista desde o dia 12. Só que a Casa só publicou a vacância nesta segunda (16).

  A posse estava marcada para esta quinta (19), só que Jota Barreto (PR), candidato mais votado pela coligação PMDB/PL (que originou o PR), protocolou um pedido junto à Mesa Diretora para que ele seja convocado, já que o republicano entende que a vaga pertence a ele, pois teve mais voto do que Nilson. Só que o TRE já havia enviado um comunicado para AL informando que o cargo pertence ao partido. A Casa enviou o pedido ao Tribunal, para que o caso seja avaliado.

  Nilson, que estava até muito tranqüilo, resolveu tomar uma atitude. A assessoria do TRE informou que o mandado de segurança deve ser julgado até amanhã. Mas que a decisão no Acórdão é clara e não dá margens a dupla interpretação. A AL deve convocar o candidato mais votado do PMDB.

  Tumulto

  Parentes e amigos do deputado Nilson Santos foram chamados de bandoleiros nesta quinta (19), durante visita à AL. O ex-vereador de Colíder Clóvis Matos (PMDB), que veio a Cuiabá para assistir a posse do colega de partido, contou que foi maltratado e que o presidente da Casa, deputado Sérgio Ricardo (PR), suspendeu a sessão, que já não iria acontecer por falta de quórum, porque foi informado que Nilson havia levado “bandoleiros” para fazer pressão.

  No entanto, Clóvis explicou que estavam presentes apenas o pai de Nilson, de 80 anos, a esposa e as duas filhas do suplente, além da secretária e advogado do partido e dois vereadores de Canaã. Os dois ônibus que estavam preparados para seguir para capital nem saíram de Colíder, porque não haveria mais posse.

  “Nós não fomos à Assembléia para fazer pressão. Pedimos até autorização para entrar, mas os seguranças ficavam nos intimidando e ainda fomos chamados de bandoleiros”, relata. Eles não tiveram tempo de adiar a viagem, porque quando foram avisados sobre o adiamento da posse já estavam em Acorizal. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • DERSON | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SRSº LEITORES E ELEITORES,
    PODEMOS OBSERVAR O TANTO QUE O NOSSO VOTO É IMPORTANTE, VEJAM O BARRULHO QUE ESSES POLITICOS FAZEM PORCAUSA DE UM CARGO EM VACÃNCIA.
    É SINAL QUE TER A PROFISSÃO DE POLITICO NÃO É TÃO RUIM ASSIM É COBRA COMENDO COBRA, MAIS NO FINAL A BUFUFA, FARPA, CASCALHO, FAZ ME RIR,CARRAPICHO, R$$$$$$, DINHEIRO ESSE FALA MAIS AUTO.

  • fabricio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todos estão cansados de saber que os partidos e coligações têm o direito de preservar a vaga obtido pelo sistema eleitoral proporcional. Nilson Santos é o segundo suplente da coligação. Então a vaga é do deputado J. Barreto, nao adianta fazer bagunça!!!

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Diz o slogan A Casa do Povo de Mato Grosso, hehehehehe, será que Colider não é Mato Grosso.
    Com a palavra a Mesa Diretora e seu Presidente Sérgio Ricardo.

  • Felipe Bastos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na verdade essa vaga não é de nenhum dos dois, essa vaga é do Walter Rabello, mas acontece que por ele estar caminhando para a prefeitura de Cuiabá estão tentando tira-lo da disputa enfraquecendo ele de todas as formas.Eu fico triste em saber que o TRE de Mato Grosso ta servindo de uso para os maus políticos fazerem uso contra seus adversários.Mas creio que isso se resolverá, tomara que não fique nem com o J. Barreto nem com o Nilsinho Santos.

  • Luciene | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fica claro cada vez mais que o poder legislativo de mato grosso vem, a cada dia, perdendo credibilidade junto ao povo, uma vez que o presidente da Assembleia deixa de cumrir determinação judicial. O senhor como presidente dessa casa, que têm o objetivo de criar leis, primeiramente deveria cumprir as leis.
    As pessoas que aí estveram são pessoas de bem, sou mãe de família e como qualquer cidadão merecia respeito nessa casa.
    como voltei desiludida com o tratamento recebido.

  • FABIANA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PRESIDENTE DA AL É BOM ELE NUNCA VIR EM COLÍDER PEDIR VOTO....PORQUE AI SIM ELE VAI VER O QUE É SER BANDOLEIROS......ELE SIM QUE É UM CARA DE PAU.....QUE COM CERTEZA ESTA RECEBENDO DINHEIRO PARA FAZER ISSO COM O NOSSO DEPUTADO NILSON SANTOS....ESTA ATE PASSANDO POR CIMA DA LEI....

    MAS DEUS É GRANDE E VAI FAZER O NILSON VENCER MAS ESSA BATALHA, ELE SIM É UMA PESSOA DE BEM E VAI CUIDAR DO NOSSO NORTÃO, NÃO VAI FICAR IGUAL ESSES QUE SÓ RECEBE DINHEIRO NÃO É PRESIDENTE DA AL!!!!!!!

  • Ana paula Karasiaki Tavares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que fizeram com a gente la na AL foi uma vergonha... Nós só queriamos ver a posse do nosso Dep. Nilson Santos... Axo que o presidente nos axou com cara de bixo do mato, que nós naum saberíamos nos comporta dentro de um lugar como a AL... Naum somos bandoleiros, só queremos ver o Nilson assumindo uma vaga que eh dele por direito... Ja estou em colider, e estou muito triste com o jeito que fomos tratados dentro da AL, a casa que eles dizem ser do povo matogrossense.. Mais pode ter certeza... ela vai pegar essa cadeira.. e nós aki vamos fazer uma grande festa...

    Nilson... estamos trocendo por vc!!!

  • Crisvaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caros leitores, é inacreditável o que nossa AL esta fazendo. Na maior CARA DE PAU, há dias estão realizando manobras para não cumprir a LEGISLAÇÃO.

    Eles não tem vergonha. Para uma casa que elabora leis, deveriam dar exemplo no cumprimento delas.

    Seria esse o BELO EXEMPLO que desejam transmitir aos matogrossenses e ao pais no cumprimento de suas legislações?






  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sergio Ricardo deve estar furioso por ter perdido um parceiro de negociata, no caso Walter Rabelo, com menos um na quadrilha a festa junina fica desfalcada, e ainda ter que engolir a posse de alguém que ele ainda não cooptou para seu time deve doer no coração e principalmente no bolso....

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...