Últimas

Segunda-Feira, 25 de Junho de 2007, 07h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

ARTICULAÇÃO

No fio da navalha, prefeito Santos busca apoio

Já com dois anos e cinco meses de mandato, o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), que pretende disputar a reeleição e, depois, o governo do Estado, em 2010, está no fio da navalha. Se não deslizar, corta os pés. Se ficar parado, não chega a lugar nenhum e, dependendo da arrancada, o caminho para o Palácio Paiaguás ficará mais estreito. Filiado hoje ao inexpressivo PSDB, que já foi grande de 1995 a 2002 durante o governo Dante de Oliveira, Wilson Santos se vê isolado politicamente. Não pode ficar parado porque em política quem não se mexe cai no esquecimento.

     O prefeito depende de recursos dos governos estadual e federal para implementar projetos macro como, por exemplo, a tão falada avenida das Torres, que terá uma extensão de 12,5 km, compreendendo 14 bairros. Mas, como tratam-se de adversários políticos, vive pisando em ovos.

   De um lado, percebe-se um prefeito agitado, que mantém uma agenda ativa e preocupado em buscar solução em meio a um emaranhado de dificuldades criadas, inclusive, por ex-gestores do seu próprio partido e grupo político. Em contrapartida a sua agilidade e trabalho está um secretariado inapto, sem representatividade e força política.

     Isso levou Santos a abrir e construir frentes partidárias de entendimento. Busca apoio oficial do DEM, sob sob pena de ser tragado pela falta de lideranças expressivas que não apenas apóiam sua administração, mas também ajudem a apresentar resultados. O fio da navalha pode cortar menos se o prefeito tiver o apoio dos grãos da soja e, nessa caminhada, perceber a falta de outras lideranças para enfrentá-lo na disputa eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Wilson Santos não tem palavra, não tem sinceridade faz de tudo para ganhar um eleição. Está isolado não só por causa do fiasco que virou o PSDB , mas tamb~em porque ninguem confia nesse moço. Hoje já ha um sentimento de decpção com Prefeito muito grande que para muitos é melhor perder uma eleição a ganhar com Wilson Santos.

  • Emídio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    as eleiçoes estão a quase um ano e meio muitas águas vão passar nessa correnteza. na politica as coisas mudam fácil, o prefeito na hora certa vai levantar seu eleitorado, ele esta fazendo bom governo.

  • carlos augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pobre Emidio, só faz elogio ao Prefeito porque tem um carguinho de DAS da Prefeitura. Só esses ainda defende este engôdo chamado Wilson Pereira dos Santos.Wilson! tá acabando o mandato a farra que V.excia esta a patrocinar junto com seu irmão Elias e seu "fiel" Tesoureiro Oscar já esta chegando ao fim.

  • aristóteles potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Wilson está pagando o preço de trair os amigos, muitos conviviam com ele há 10, 15 anos, e agora falar no nome do Wilson é palavrão. Por outro lado, ele loteou os cargos da prefeitura com os seus histórico desafetos, gente que o chamava de populista, demagogo e esquerdizoide. O resultado dessa posição contraditória com a sua história é uma administração esquizofrênica, sem rumo.

  • Marcelo Vilas Boas Neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Wilson Santos, reeleição começa ganhar dentro de casa e é a mais dificil,e você parece que desaprendeu,esta privilegiando pessoas com cargo comissionado que nunca e nem vai vestir sua camisa, é o exemplo da Coordenadora do ISS, "SAIA DA CADEIRA". Quem ri muito e sinal de não ter cizo.
    Os funcionarios públicos e que fizeram a diferença na eleição passada.
    Cuidado,não vai cometer o mesmo erro do nosso "Dante".

  • GILMAR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É!Galinho,voce esta pagando caro por ser conivente com o passado,te cuide,eles podem te depenar,o gordo esta rindo atoa ha ha ha...

Os virtuais candidatos a governador

ygor moura 400   Mesmo que timidamente, alguns começam a externar, em privado, o desejar de disputar o governo estadual por um bloco de oposição, contrapondo o projeto de reeleição de Mauro Mendes. O empresário Ygor Moura (foto), da rede de clínicas de depilação Espaçolaser,...

Nomes "de fora" pra deputado federal

valtenir pereira 400   Enquantos os oito deputados da bancada federal de MT (Barbudo, Medeiros, Leonardo, Rosa Neide, Juarez, Bezerra, Emanuelzinho e Neri) vão em busca da reeleição, na esperança de continuarem em Brasilia por mais quatro anos, outros líderes correm por fora, dispostos a também entrar na...

Todos federais vão tentar a reeleição

carlos bezerra 400   Todos os oito deputados federais mato-grossenses estão trabalhando projeto de reeleição. Mas um resolveu espalhar, em paralelo, a ideia de tentar o Senado: Neri Geller (PP). Sabe-se, porém, que a jogada do deputado de Lucas do Rio Verde e que já foi ministro da Agricultura não passa de...

Mil cestas básicas vão para músicos

alberto machado 400   O secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está comemorando a decisão do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, que desenvolve ações sociais de forma voluntária, de disponibilizar mil cestas básicas para...

Assembleia cede espaço pra vacinação

Eduardo Botelho _ 400   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro procurou e encontrou apoio da Assembleia para ampliar locais de vacinação da população contra Covid-19. Em reunião nesta sexta entre o prefeito e os deputados Eduardo Botelho (foto), Paulo Araújo e João José, que preside a...

VG fatura com os clientes da Capital

Com o feriado em Cuiabá nesta quinta (8), por força do aniversário de 302 de emancipação político-administrativa, o movimento no comércio migrou para a vizinha Várzea Grande, segundo maior município do Estado. Em alguns trechos, especialmente na região central, registrou-se congestiomanento no trânsito praticamente o dia todo. Em tempos de pandemia e com horário de funcionamento reduzido, lojistas e comerciantes...