Últimas

Terça-Feira, 25 de Março de 2008, 08h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

CONFRONTO

No poder, Ságuas e Verinha ignoram educadores

 O deputado licenciado Ságuas Moraes e a ex-deputada Vera Araújo, secretário e adjunta, respectivamente, da pasta de Educação do Estado, saíram da condição de adversários para aliados do governo Blairo Maggi. De quebra, ainda trombam com uma categoria que tanto eles defenderam, a dos profissionais da educação. Os educadores estão em greve. Reforçaram o movimento paredista desde a última segunda (17).

   Na assembléia-geral, alguns líderes ligados ao grupo de Ságuas tentaram demover, em vão, os colegas de manterem a paralisação. A categoria quer reajuste do piso médio nacional para R$ 1.050. Hoje, em Mato Grosso está em R$ 818 por 30 horas/aulas para efetivo e interino.

  Ságuas foi um dos que levaram o PT para os braços do rei da soja. Outros petistas também tomaram gosto pelo poder, como os deputados Ademir Brunetto e Alexandre Cesar, que até o início deste ano foi até vice-líder do governo Maggi na Assembléia. O curioso é que em 2002 Alexandre enfrentou Maggi nas urnas. Derrotada à reeleição, a então deputada Verinha, que tanto detonava o governador, se rendeu. Virou secretária-adjunta. Ganha R$ 7,5 mil mensais.

   Legislativo

   Na legislatura passada, a administração estadual tinha Vera Araújo como espécie de uma pedra no sapato do governo. Professora, ela liderava audiências públicas, manifestações e fazia discurso em defesa da categoria. Agora, se cala. Antes, Gilney Viana e a hoje senadora Serys Marly também foram deputados opositores. Alexandre e Brunetto formam agora a dupla petista que Maggi queria, enquanto Ságuas, à frente da Educação, tenta amenizar o bombardeio dos profissionais da educação contra o governo Maggi.

   Os deputados petistas são ponderados, primam pelo diálogo em detrimento do conflito e seguem à risca a orientação do presidente regional, deputado Carlos Abicalil, outro blairista de carteirinha. E, assim, caminha o contraditório PT e alguns de seus líderes. (Romilson Dourado)

(Às 09h20) - Sintep deve rejeitar proposta da Seduc 

  O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Gilmar Soares Ferreira, está reunido com líderes sindicalistas para avaliar a contraproposta do governo de aumentar o piso salarial mínimo de R$ 723 para R$ 912 para professores do ensino médio. Já profissionais do ensino superior, passariam a ganhar R$ 1.368 ao invés dos atuais R$ 1.084. O reajuste está previsto para maio deste ano.

   Segundo Ságuas Moraes, esse é o reajuste que condiz com a realidade dos recursos da Seduc. “Vamos trabalhar apertados, mas é o que podemos fazer”, diz o petista, logo após a reunião do governador Blairo Maggi com todo o secretariado.

   Até o momento, a orientação do Sintep aos servidores é no sentido de rejeitar a proposta. Eles vão manter a reivindicação na assembléia-geral a ser realizada a partir das 14h, na Praça Ulisses Guimarães, em frente ao Shopping Pantanal. (Simone Alves)

(Às 14h54) - Categoria prefere manter greve

Em reunião nesta terça pela manhã, o Conselho do Sintep, composto por membros da diretoria e das subsedes nos municípios, decidiram pela continuidade da greve dos educadores. A assembléia-geral que deveria iniciar às 14h nesta terça para deliberar ou não por um entendimento ainda não começou. A tendência é que professores das 750 escolas do ensino público estadual rejeitem a proposta do governo. A Seduc propôs um aumento de quase 26% já para maio. A categoria acha pouco.

(Às 16h30) - Educadores do Estado mantêm greve

   Na assembléia-geral, prevaleceu uma proposta da presidente da subsede do Sintep de Cuiabá, Helena Bortolo, que sugeriu um piso médio mínino de R$ 1.050 para os educadores, sob pena da greve continuar por tempo indeterminado. A maioria votou favorável à sugestão, rejeitando uma contraposta do governo Maggi. Dessa forma, a greve continua.

(Às 16h50) - Mais de 2 mil fazem passeata em Cuiabá

   Após a assembléia-geral, que reafirmou a greve, cerca de 2 mil profissionais da educação deixaram o Monumento Ulisses Guimarães, e saíram em passeata pela avenida do CPA, rumo ao Palácio Paiaguás, onde o governador Blairo Maggi despacha. Eles gritam palavras de ordens e cobram maior respeito do governo para com a categoria. A principal reivindicação é por reajuste salarial.

(Às 17h) - Enelinda cobra posição de Ságuas e Verinha

Vereadora Enelinda Scala  A vereadora por Cuiabá, Enelinda Scala, em discurso durante concentração dos professores na praça das Bandeiras, mandou um duro recado, sem citar nomes, a seus dois colegas do PT que estão à frente da secretaria estadual de Educação, o deputado licenciado Ságuas Moraes e a ex-deputada Vera Araújo, que é adjunta de Gestão de Pessoas. "O pessoa do PT que está na secretaria de Educação deve atender as reivindicações dos servidores da Educação", cutucou Enelinda. O curioso é que a vereadora, quando da votação entre os membros da Executiva Regional sobre o PT integrar ou não o governo Maggi, se posicionou favorável à aliança.

(Às 17h05) - Grevistas seguem agora para a Seduc

  Após manifestações, com discursos inflamados na praça das Bandeiras e em frente ao Palácio Paiaguás, os grevistas seguem rumo à sede da secretaria estadual de Educação. "Se o governo aumentasse mais 3% dos recursos voltados à educação seria possível aumentar também os salários", enfatiza Gilmar Soares Ferreira, presidente do Sintep-MT. Na Seduc, os professores devem encontrar dois velhos aliados, mas que hoje se encontram nas asas do governo Maggi: Ságuas e Verinha. Resta saber se ambos permanecem na secretaria ou se saíram de fininho antes da chegava dos manifestantes.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Ramire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A verinha nunca me enganou, já o Ságuas me decepcionou!!!

  • claudio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com todas as propriedades!
    Essa SEDUC praticamente teve que começar do zero, não tinha nada construido nessa area nessa gestão e em outrem.
    Se a educação está assim é por que estão procurando um caminho melhor pra todos. Eles só estão começando um caminho que ja era pra estar construido a muito tempo.
    Só que estão demorando demais pra começar a construir a verdadeira cara da Educação em MT, o Saguas, O verinha dá um tapa na mesa e fala o que voces querem fazer se não deixar voces melhorar a educação pessa pra saí. Não fica servindo de fanfarrão não pra ninguem.

  • Ademir Arantes Nogueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    2000 pessoas? Colocaram um zero a mais na contagem. Eu estava lá e se havia 200 pessoas, era muito. Professores têm todo direito de reclamar aumento, é digno, mas será que não há um certo exagero nessa greve? Vi o próprio Alexandre Cesar falar hoje na tribuna da AL que o piso de MT é o dobro do piso de SP, o estado mais rico do país.

  • RosenwalRodrigues dos Santos Presidente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se você quer conhecer alguém, dê o Poder a ela e verás quem realmente ela é.

  • Arinil Pereira da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A luta por melhorias salariais através da greve é um ato democrático, previsto inclusive em lei.
    Mais digno ainda, quando se consegue obter o apoio e o respeito popular, a compreensão e a fraternidade de pais e alunos, que somam esforços e enobrecem a causa.
    Pude constatar esse fato no dia 25/03/2008 (terça-feira), às 19:00h., durante uma reunião na quadra poliesportiva da Escola Pascoal Ramos com a presença de pelo menos 400 (quatrocentas) pessoas entre professores, funcionários, pais e alunos da escola.
    A reunião ocorreu devido a decisão de paralisação ate o dia 01/04, uma maneira de dar conhecimento de causa àquela comunidade e possibilitar a participação dos pais e dos alunos, tranquilizando-os quanto ao fato que haverá reposição das aulas suspensas por motivo de greve.
    Todos tiveram a oportunidade de se manifestar e ao final votar.
    Gratificante a constatação do apoio popular.
    Gostaria de parabenizar e divulgar esse ato democrático por parte da direção da escola - que verdadeiramente se preocupa com a educação e o bem estar da comunidade.

    Arinil P. Silva
    Professora de História

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mamãe sempre me disse: "Filho, diga-me os livros que vc lê, que direis qual a sua cultura" Já papai dizia: "Não despreze o sapato velho, quando o novo à de vir, que o novo vem e volta, e o velho vai servir"
    A vida é assim, se vc tem verdadeiramente uma ideologia política partidaria, formada por conceitos filosóficos que se estuda nos bancos das universidades, vc não muda, é a mesma coisa que a pessoa, quando pequena, escolher torcer para determinado time de futebol, ela levará esse conceito para o resto de sua vida.
    Então a cultura que vc ganhou com a leitura dos bons livros te levarão para os caminhos da "LUZ" e o sapato velho que vc não desprezou te levarão para os caminhos do discernimento.

  • Amancio Leite | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando vc é estilingue, funda, atiradeira ou bodóque, a coisa é vista apenas por um ângulo, entretanto quando vc é a vidraça a visão é outra. Quanto estavam na oposição, principalmente a Verinha, ela socava o pau nessa SEDUC, agora esta sentido na péle o que é estar do outro lado.
    Antes peloteavam, hoje estão sendo peloteados. Toma corno, viram só o que é bom prá tósse?

  • RODRIGO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PT corre um sério risco de deaparecer em 2010.Depois de anos de lutas com varios companheiros botando a cara pra apanhar é mesmo lamentavel.Tem que deixar de ser governista,voltar as suas origens e abraçar um projeto de esquerda,é a unica saida,ou vai ser extinto,sem discurso,sem ideologia,sem rumo a reboque dos botinudos.Isso é o beabá da politica,ou a turma historica do Pt não exergou isso ainda???

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não sou do PT e portanto fico muito confortavel em comentar a pessoa comedida e polida que é o Dr.Saguas. Se observarmos as pessoas alem da armadura do cargo estabeleceremos realmente o seu cerne, ou seja o seu interior.
    Dr.Ságuas é culto, educado, da atenção aos velhos e sempre tem uma palavra amavel com todas as pessoas que encontra.
    Portanto espero que muitos compartilhe este meu depoimento.

  • Paulo Divino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só acho que você usou o verbo errado. Não é "se rendeu", é SE VENDEU. Ou melhor, vendeu toda a categoria dos profissionais da educação, vendeu a história e a própria consciência, se é que teve algum dia...

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...