Últimas

Sábado, 29 de Novembro de 2008, 15h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RUMO A 2010

Nos passos de Mendes, Pagot já faz promessas


Pré-candidato a governador Luiz Pagot, em visita ao shopping popular, já pede voto, promete intervenção e faz promessas

  Luiz Pagot, afilhado político do governador Blairo Maggi, não só deflagrou sua pré-candidatura ao Palácio Paiaguás, como já está lançando promessas. Em visita aos camelôs do shopping popular de Cuiabá neste sábado, ele cumprimentou eleitores, pediu votos, defendeu a liberação do radar junto à Receita Federal para que os comerciantes possam fazer suas compras legalmente do exterior por meio da Cooperativa de Compras do Comércio Popular de Mato Grosso (Coocomp/MT) e garantiu que vai ajudar a Associação do Shopping Popular a buscar recursos para fazer  reforma em sua estrutura.

   A investida do diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit) neste sábado traz algumas coincidências. Ele deu a largada em sua pré-campanha a governador no mesmo shopping, onde o empresário Mauro Mendes, derrotado a prefeito no segundo turno, começou o corpo-a-corpo como candidato a prefeito da Capital. Só faltou a presença da primeira-dama do Estado e secretária Terezinha Maggi. Assim como Mendes, que também é do PR e tido como afilhado político de Maggi, Pagot levou para o shopping o ex-deputado Carlos Brito e Misael Galvão (PR), derrotado a vereador.

   O republicano percorreu várias bancas. Depois se reuniu com Misael Galvão, que está no quinto mandato como presidente da Associação. Pagot ouviu as reivindicações da diretoria. Prometeu se empenhar pela legalização da atividade. “Na época da chuva enfrentamos as enchentes e no calor quase não conseguimos trabalhar aqui dentro”, relatou Misael. Carlos Brito, que acompanha a luta dos camelôs há mais de uma década, abordou a questão da legalização. “Conseguimos criar a primeira cooperativa de compras do comércio popular do país e que depende apenas da liberação da Receita Federal para entrar em atividade e legalizar a atuação dos camelôs no Estado”.

  Pagot garantiu que vai buscar, junto à Receita, a liberação para funcionamento da cooperativa. “Quanto à reestruturação do shopping, vamos entregar o projeto até o final de dezembro e aí buscar meios de viabilizar recursos e dar início à obra até fevereiro de 2009”.


Luiz Pagot, em reunião com Misael e o ex-deputado Carlos Brito

Postar um novo comentário

Comentários (23)

  • Lamartine Nackiviski | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meus amigos.. vejam a que ponto chega um falso politíco,tenho a mais absoluta certeza que o Sr. Pagot jamais foi ao Camelódromo, pois agora visita e diz que vai resolver seus problemas, Pelo Amor de Deus,, até quando vamos aguentar falsos profetas !! Sr. Pagot, vá para o DNIT e tente fazer algo ( até agora nada ! ) que possa melhorar as condiçoes de trafegabilidade de MT.
    Quanto as eleiçoes ........ caí fora que não é a sua, aproveita e avise os seus que venham com um candidato que possa preencher os reclamos da população, que casualmente não é o senhor !!

  • Paulo Pauleste | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo amor de Deus tire da cabeça dessa criança ser governador de Mato Grosso. Dnit que era para ele fazer alguma coisa..NADA!! imagine no Governo !!
    Tenho absoluta certeza que o PR tem em seu quadro politicos mais credenciados do que este senhor que creio ser um burocrata bem mandado.
    Mato Grosso !! Acorda antes que seja tarde !!!!!

  • Neusa Cury | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O sr. Pagot não está fazendo sua campanha antes do tempo ?,e com isso vem se colocando como uma pessoa estremamente popular..não é !!
    Jogo de cena, e a serviço de uma causa que não é popular, jamais ..jamais esse cavalheiro foi a Shopping Popular e agora visita para saber de suas necessidades.. olha nele !!
    vamos colocar politicos que possam nos representar com pelo menos mais sinceridade. Não é o caso desse senhor que sempre esteve a serviço de outras causascomo por exemplo o Gov. Blairo Maggi

  • Paulo Epaminondas Torqueto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já que o Sr. Pagot quer ser governador e está lançando sua candidatura ( me parece um pouco precipitada ) tambem quero lançar a candidatura do Dep. Sérgio Ricardo, Murillo Domingos, Wellington Fagundes e outros do PR que creio serem bem mais populares e politicos do que esse senhor que não me lembro de ter participado de nemhuma eleição, e por conseguinte jamais ter tido um unico voto.
    Portanto fica lançada aqui a candidatura de politicos, não de oportunistas

  • Rogério A. de Barros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Antes de ficar pensando em 2010, este cidadão deveria tentar sanar os graves problemas existentes nas rodovias federais de MT.
    Enquanto isso a obra da Serra de São vicente contínua parada,ceifando dezenas de vidas, buracos no trecho da 070 (próximo ao 120)existem aos montes,resolver estes problemas não deve ser prioridade ao ilustre cidadão....

  • Andre de Oliveira Curimbata | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Querem saber quem é realmente Luiz Antônio Pagot, vejam as ações e os feitos que esse moço tem na justiça federal e comum, e ainda de seu irmão , o pagozinho que está quietinho.
    Mato Gosso não quer um candidato que até o ano passado era funcionário da AMAGI, ou esse Pagot acha que o Estado já esqueceu , de seu irmão, das mazelas, que ele fez na educação e na infra-estrutura.
    Estamos de ôlho.

  • antonio hermirio de souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cade o Ministério Público Eleitoral?

    O que esse pagot está fazendo não Propoganda Eleitoral Extemporanea?

    Na eleição para prefeito, vários candidatos foram punidos por realizar ações de propaganda eleitoral, antes de realmente iniciar o processo e antes mesmo deserem oficializados candidatos pelo seu partido.

    Pergunto, fazer promessa, discutir projetos, não é fazer propaganda eleitoral?

  • carlos silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Carlos Brito, Pagot e misael??? que beleza!!! É bom que o povo vai dar uma cacetada só e pega todo mundo! Dois mil e dez vai ser dolorido pro povo da botina!

  • rafael neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    cade o Ministerio Publico e o TRE que não multa esse cidadão que esta fazendo campanha fora da epoca burlando a lei eleitoral?

  • Michel Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse filme eu já vi. Se o governador insistir em tentar empurrar esse moço à revelia da opinião pública vai dar com o burro nagua, assim como aconteceu com Mauro Mendes. Não adianta querer mudar uma realidade pura e cristalina: o resultado das urnas este ano deixou claro que o povo não quer mais empresário rural ou alguém que se apresentem para a política como defensor deste segmento. Se existisse um outro Blairo Maggi, ou quem chegasse pelo menos perto dele em carisma e credibilidade quem sabe até o grupo pudesse continuar no poder... mas, sinceramente, tá difícil.
    Quer uma opinião governador? - Quer continuar influenciando ou pelo menos ter um sucessor mais simpático ao segmento rural? Então vamos cassifar o vice governador Silval. É esse o nome. - Quer mais uma opção? Carlos Abicalil. É obvio que não seria um governador tão simpatico mas pelo menos assim como Silval é um nome imbatível caso receba o apoio político do Paiaguás e um pouco do dólar verde que o senhor comanda. Nada pessoal mas, Pagot é roça doutor!!!

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...