Últimas

Quinta-Feira, 15 de Maio de 2008, 16h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

VARIEDADES

Nota do governador em resposta ao ministro Carlos Minc

   Foram descabidas, inoportunas, extemporâneas e impróprias para um Ministro de Estado as declarações do futuro titular do Ministério do Meio Ambiente, Sr. Carlos Minc, em que se refere à pessoa do Governador de Mato Grosso, Blairo Maggi.

   Em entrevista à imprensa, demonstrando estar completamente alheio à realidade, disse textualmente o Sr. Carlos Minc: “O Governador de Mato Grosso é o maior produtor de soja do mundo. Se deixar, ele planta soja até nos Andes. Não é mole”.

   Em primeiro lugar, é preciso esclarecer ao futuro ministro que o Governador de Mato Grosso não é “o maior produtor de soja do mundo” e tampouco possui propriedades nos Andes. É um produtor, sim, mas suas propriedades produzem estritamente em respeito às legislações ambientais do Estado e do país.

   Ao declarar publicamente que “o Brasil eu conheço muito mal”, o Sr. Carlos Minc desautorizou a si próprio a emitir opiniões sobre uma realidade que desconhece. Ele não pode opinar sobre o que não sabe.

   O Estado de Mato Grosso possui uma das mais avançadas legislações ambientais do país, vem reduzindo seguidamente a abertura de novas áreas para produção, e se esforça no sentido de compatibilizar as atividades produtivas com a preservação ambiental.

   O próprio INPE, que divulgou dados errados sobre desmatamento em Mato Grosso, contestados cabalmente por levantamentos in loco realizados pela Sema, admitiu publicamente que havia se equivocado. Mas a atitude inconseqüente do órgão, que não teve o cuidado de avaliar corretamente as imagens de satélite antes de tornar públicos os seus dados, já havia causado enormes e irreversíveis prejuízos à imagem do Estado de Mato Grosso e do Brasil.

   A bem da verdade, o que se percebe é a existência de uma ação coordenada contra o Estado de Mato Grosso, alimentada por um preconceito contra o setor produtivo, que acaba sendo penalizado por ser o responsável pela produção dos alimentos que abastecem a mesa dos brasileiros e de boa parte da população mundial e que respondem por parcela significativa das exportações brasileiras.

   Mato Grosso é o único estado que firmou protocolos com os setores produtivos da soja, do algodão, da cana-de-açúcar e da pecuária que estabelecem normas de preservação de áreas de reserva ambiental, de nascentes, de matas ciliares e de recuperação de áreas degradadas.

   O Governo do Estado também foi pioneiro ao encaminhar à Assembléia Legislativa, para debate com segmentos representativos da sociedade e posterior apreciação e votação, o projeto de lei que institui o Zoneamento Sócio-econômico Ecológico do território mato-grossense. O referido projeto estabelece áreas de preservação, de reservas, áreas de exploração econômica e que tipos de atividades podem ser desenvolvidas em cada região, a partir de suas vocações naturais, constituindo-se num instrumento fundamental para se colocar em prática uma política de desenvolvimento sustentável que compatibilize a produção de alimentos com a preservação dos recursos naturais.

   Não cabem, portanto, as surpreendentes declarações do futuro ministro, que em nada contribuem para o diálogo, para um debate maduro da sociedade brasileira que leve à implementação de uma política ambiental que contemple os interesses maiores do povo brasileiro.

Blairo Maggi
Governador do Estado de Mato Grosso

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...