Últimas

Quinta-Feira, 23 de Abril de 2009, 18h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

FISCALIZAÇÃO

Novos documentos reforçam caixa 2 de petista em 2004

Militante traído do grupo de Alexandre abre o jogo, entrega dossiê de uma contabilidade paralela do petista derrotado a prefeito de Cuiabá, contendo até pagamento assinado por coordenadores de campanha, entre eles líderes comunitários e sindicalistas

  O ex-presidente regional do PT e hoje deputado Alexandre Cesar, que já responde por crime eleitoral na campanha a prefeito de Cuiabá em 2004, usou e abusou do caixa 2. Documentos entregues ao RDNews nesta quinta (23) por um ex-militante da corrente Unidade na Luta, pertencente ao próprio Alexandre, e que afirma que fora desrespeitado, revelam que a campanha daquele ano foi "inflada" com contratação ilegal de centenas de eleitores, inclusive por meio de líderes comunitários.

   Entre a série de documentos estão contratos de prestação de serviços da coligação Amo Cuiabá, mas que, segundo a fonte, não fazem parte da contabilidade oficial junto à Justiça Eleitoral, e listagens com nomes dos contratados, com identificação por meio de RG, CPF, telefone e endereço, cópias de documentos, relação para liberação de combustíveis, controle manuscrito de pagamento de equipe de rua. Há ainda recibos que só fazem referência ao trabalho no segundo turno da campanha, quando Alexandre disputou e perdeu para o hoje prefeito Wilson Santos (PSDB).

   Em algumas listas, os cabos eleitorais são identificados pelos coordenadores, mas não aparecem suas assinaturas no recebimento de dinheiro. O clima do "já ganhou" e a promessa do ex-tesoureiro da direção nacional petista Delúbio Soares de que não faltariam recursos para a campanha de Alexandre em Cuiabá motivação contratação de 17 pessoas relacionadas como pertencentes a uma "coordenação sem lugar". Deduz-se que não havia preocupação com o trabalho de organização, mas sim com suposta compra de apoio e de simpatia do eleitor.

   Toda a documentação entregue à redação será protocolada pelo RDNews junto ao Ministério Público Eleitoral, a quem cabe apurar as denúncias. Um dos "contratos extras" envolve o nome de Domingos Silva Lima, presidente do Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas. À época, ele foi candidato a vereador pelo PT e não se elegeu, assim como aconteceu no ano passado, quando tentou cadeira de vereador e foi reprovado de novo nas urnas. Domingos assina um contrato assegurando que recebeu R$ 2,4 mil para pagamento de cabos eleitorais. E ainda lembra, no contrato, que faltaram R$ 100. Como esse valor não está especificado na contabilidade oficial, conclui-se que faria parte de caixa 2, segundo a fonte que preparou o dossiê. Há também uma relação com 15 nomes e que traz o valor discriminado de "100" para cada apoiador, totalizando R$ 1,5 mil. Constam cópias de documentos dos "apoiadores".

    Um dos líderes comunitários que assinam documentos como espécie de responsáveis pelo pagamento de militantes é Édio Martins de Souza,  presidente da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros (Ucamb). Ele apoiou no primeiro turno no pleito de 2004 o então candidato do PPS, deputado Sérgio Ricardo, que ficou em terceiro lugar. Já no segundo turno, Édio aderiu à campanha de Alexandre. Ele assina recibo comercial de R$ 18.850,00, datado de 9 de novembro de 2004. O aliado de Édio, Vanderley da Rocha, o Buda, também assina recebido de R$ 2,1 mil.

Petista reage e afirma que não comenta porque desconhece o teor das novas denúncias 

  Procurado pelo RDNews para esclarecer as novas denúncias, Alexandre Cesar não atendeu aos telefonemas. Por meio da assessoria, ele mandou dizer que não vai comentar sobre os documentos que atestam a prática de caixa 2 em sua campanha de 2004 porque desconhece o seu teor. "Tanto faz se ele (Alexandre) vai esclarecer os fatos ou não, pois vocês (jornalistas do RDNews) são pagos para meter ferro nele de qualquer maneira", reagiu a assessoria, na bronca. O site-blog esclarece que não tem interesse algum em publicar matérias depreciativas contra o deputado e só se restringe a relatar fatos consubstanciados em documentos comprobatórios. (Romilson Dourado e Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • Antonio de Moraes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Devido a arrogância e oportunismo desse deputado e do deputado federal seu aliado , do campo majoritário do PT , o partido hoje está na berlinda , perdeu o discurso do passado de ética e moral graças as ações oportunistas desses dois líderes , passaram a realizar os modus-operandus nas eleições estaduais semelhantes aos seus adversários, tumultuando o PT estadual.
    Agora mais essa denuncia , veja quais são as pessoas que estão citadas na reportagem e vejam se eles tem postura para criticar a senadora Serys .

  • Adriano Falcão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até parece que isso é coisa de outro mundo.
    Veja o episódio da farra das passagens aéreas, quantos Dep. Fed. estão envolvidos? Tem até uma parlamentar de MT ( Telma de Oliveira).
    Assisto sempre a TV assembléia, e vejo que o Dep. Alexandre é um ótimo, senão o melhor conhecedor de leis dentro daquela casa.

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Leandro Marcos da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • José Carlos Milhomem Shermann | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Por muito menos que isso, o excelente prefeito de Cáceres RICARDO HENRY foi cassado. é hora de se mostrar que a justiça nesse estado é isenta, já que está passando por um processo de depuração e, está acima dos interesses politicos das velhas oligarquias desse belo estado de MT.

  • cicero | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • andrade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Louvo a atitude do rd news em manter bem informado seus leitores e mais ainda e de encaminhar a denuncia para que seja apurada e se necessario puniçao dos responsaveis,isso é compromisso com o cidadao,so falta atribuir ao rd news a responsabilidade pela assinatura dos recibos,a justiça tem e sim que ouvir quem recebeu o dinheiro e se comprovado a irregularidade fazer devolver aos cofres publicos, pois certamente é de lá que saiu, ao alexandre o recado:que assesoria em !!!!!

  • Daniel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Leandro Marcos da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    A mascará dessa meia dúzia de pessoas despreparadas e desqualificadas que falam em nome do movimento comunitário e usam a Ucamb para fazer negociatas precisa cair de uma vez por todas, chega de tanta malandragem e falta de ética no movimento comunitário, e esse tal de Édio deve prestar contas de todos os seus atos e tbem deve ser púnido por tanta malandragem.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.