Últimas

Sexta-Feira, 27 de Julho de 2007, 16h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

CONFRONTO

Numa linha agressiva, jornal detona o prefeito

Administração do prefeito Wilson Santos sofre duras críticas da Folha do Estado O prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), está com o couro grosso de tanto levar pau da Folha do Estado, um dos principais jornais diários mato-grossenses. Sob orientação da empresária Isabela Brandão, a Folha fechou o cerco contra o tucano. Somente neste mês, Santos foi destaque de capa nove vezes, todas com matérias negativas. A campanha sistemática tem algumas motivações. A empresa não se conforma com a recusa do prefeito em pagar R$ 348 mil referente à publicação de informe publicitário pendente da gestão Roberto França (1997/2004). O prefeito alega que não paga a Folha porque "não existe comprovação oficial da prestação de serviços". A empresa, por sua vez, entende que Santos está dando o calote e o acionou na Justiça.

    Em reunião com duas autoridades, uma do Poder Executivo e a outra do Legislativo, Isabela Brandão expôs rancor em relação ao prefeito da Capital. Pelo visto, o tucano deve preparar o lombo porque a campanha sistemática contra sua gestão deve continuar. Para azedar ainda mais a relação institucional Folha-Santos, o ex-secretário de Finanças de Cuiabá da gestão do próprio Santos, Zeca Bussiki, é namorado de Isabela e está rompido com Santos, de quem é cunhado (Zeca é irmão de Adriana Bussiki, esposa do prefeito). Nos bastidores, Bussiki, que está na bronca com Santos, estaria incentivando a empresária a manter a linha dura de ataque ao gestor.

    Manchetes

    No intervalo de 21 dias deste mês (03 a 24), o prefeito recebeu nove "destaques" especiais na capa. No dia 03, a Folha explorou as divergências entre Santos e o seu secretário de Saúde, Guilherme Maluf, por conta das negociações salariais com servidores da pasta. A manchete foi a seguinte: "Maluf enfrenta Wilson e inicia crise". O jornal do dia seguinte, cutucou de novo o prefeito: "Maggi descarta apoio à reeleição de Wilson e fecha com Sérgio". Na mesma edição, emendou outra matéria acerca da negociação salarial com servidores da Saúde: "Vereadores criticam recuo de Wilson".

    Em 06 de julho, a Folha destaca: "Staff de Wilson acolhe órfãos de Dante". Na edição seguinte traz a seguinte submanchete: "Maggi não autoriza verba para avenida - prefeito Wilson não convenceu o governador a direcionar recursos para a obra...". A crítica da vice-prefeita Jacy Proença contra o tucano ganhou destaque na edição de 08 de julho, com o título "Jacy admite crise na Saúde e cobra espaço com Wilson".

    No dia 14, o destaque é: "Maluf abandona secretaria de Saúde de Cuiabá em setembro - Wilson nega pedido de reajuste aos servidores, desencadeando a insatisfação de Maluf". Cinco dias depois, em 19 de julho, a Folha detona de novo: "Wilson gastou em propaganda em 4 meses 221% a mais do que o previsto em 2007". No dia 22, o jornal explora como manchete principal o seguinte título: "Wilson complica negociação para liberar R$ 300 milhões do PAC - por não concordar com a contrapartida dos 20%, Wilson Santos recusa do governo federal uma verba que gira em torno de R$ 300 milhões".

    A última paulada sobre o lombo do "galinho", como era chamado Wilson Santos quando atuou como deputado, veio na última terça (24). Nessa edição, a Folha do Estado ataca, de forma contundente: "Wilson pode responder na Justiça gastos em publicidade". Trata-se de uma denúncia feita pelo vereador petista Lúdio Cabral, para quem a Prefeitura da Capital, sob Santos, consumiu R$ 3,5 milhões nos primeiros seis meses deste ano com informe publicitário, o que representaria 221% a mais do orçamento da pasta da Comunicação. E assim, de manchete em manchete, Wilson Santos vai levando "porrada".

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso quer dizer que imprensa que não esta falando as mazelas da administração é porque o Prefeito paga. onde esta a "independência" da imprensa? Romilson esta sua matéria esta abertamente em defesa do Prefeito, cuidado para não perder a credibilidade.O seu Blog não pode ter lado.

  • Beatriz Mendes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Joice de França | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • pedro luiz shitokan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pelo que estou vendo é melhor não falar nada senão será vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. o editorial deste site vai pedir para mim refazer o meu comentário, então, se é para falar apenas favoravelmente do atual prefeito de Cuiabá prefiro não dizer nada. O que está acontecendo com este site que gostava tanto!

  • Donizete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ISABELA BRANDÃO. ESPERA MAIS UM POUCO QUANDO O DINHEIRO DO PAC FOR REPASADO O GALINHO TE PAGA. ABRA O OLHO MINISTERIO PUBLICO.?????????

  • Manoel Brito Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Folha do Estado está certa. Tem que bater mesmo num prefeito que nada tem feito pra ajudar o povo. Parabéns à Folha do Estado.

  • Joao elves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso e do carater do sr wilson santos , ele trai as pessoas que sao proximas dele , agora estava fazendo acordo com deus e o diabo pra se reeleger , vamos ver o decorrer da carruagem a folha ainda tera muita materia negativa do galinho e so esperar pra ver......

  • Marcelo de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que aconteceu entre o bem-educado Bussiki e o marido da sua irmã? Pelo que sei o Zeca é camarada o suficiente para tolerar muita coisa. Se está usando sua influência
    afetiva sobre a dona de um jornal para "importunar" o prefeito a coisa deve ter sido grave. Por quê não aproveitou que era secretário de finanças e pagou o jornal? Falando nisso, a única dívida deixado por Roberto França foi essa?

  • ADEMIR BRANDAO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Por isso que a imprensa de Mato Grosso tem pouca credibilidade, afinal, se haviam ``coisas´´ erradas porque não divulgavam antes; denuncias só com interesses financeiros. Francamente eu esperava mais deste ``jornalzinho´´.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...