Últimas

Terça-Feira, 07 de Julho de 2009, 18h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

INVESTIGAÇÃO

Número de presos na Operação Pluma sobe para 16

   Dezesseis acusados de grilagem de terras na região do Vale do Araguaia já foram presos pela Polícia Federal na operação Pluma. Na manhã desta terça (7), mais um envolvido se apresentou na superintendência da PF em Mato Grosso. Ao todo, o juiz da 1ª Vara Federal, Julier Sebastião da Silva, determinou a prisão de 18 pessoas, entre fazendeiros, policiais militares, engenheiros e uma escrituraria. A identidade dos foragidos ainda não foi divulgada.

   Os mandados são cumpridos desde a última terça (3), nos Estados de Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. A informação da assessoria da PF é de que ao menos 10 pessoas foram presas em Mato Grosso, sendo cinco policiais militares, três fazendeiros e a proprietária do cartório de São Félix do Araguaia, Maria Elizabete Carvalho. Dentre os presos está o ex-comandante-geral da Polícia Militar, coronel da reserva Adaildon Evaristo de Moraes Costa, o coronel Elierson Metello, ex-comandante regional da PM de Sinop e que vinha atuando na regional de Tangará da Serra, o sub-tenente Adalberto da Cunha de Oliveira, os capitães Robson Oliveira Curi e Antonio de Moura Neto, e o major Wlamir Luis da Gama Figueiredo. Eles teriam embolsado ao menos R$ 5 milhões em propinas para facilitar o esquema de grilagem de terras no Vale do Araguaia por meio de falsificação de documentos e ameaça física.

   Os principais beneficiados seriam fazendeiros, dentre eles o ex-prefeito de Porto Alegre do Norte, Luiz Carlos Machado (PRP), o Luiz Bang, e o ex-candidato a vereador por Ribeirão Cascalheira, Altamiro Schneider. Ambos tiveram os registros de candidatura negados pela Justiça Eleitoral. Segundo informações da PF, os crimes ocorreram entre 2002 e 2005. O principal fazendeiro do esquema teria movimentado, apenas em um ano, R$ 8 milhões. A aldeia indígena Maraiwatsede e a fazenda Bordolândia foram alvo de grilagem por fazendeiros que pertenciam ao esquema. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma correção, a sra. Maria Elizabete Carvalho não é a proprietária do Cartório como o site disse e sim apenas escrevente daquele órgão. Outro fato é de que ela foi presa por ter escriturado um documento autorizado por medida liminar, e isso ficará provado após os esclarecimentos.

    Amigo de Cuiabá (Fernando)

  • Romualdo de Azevedo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem que se investigar ainda as contas dos quartéis por onde comandaram/comandam os Oficiais presos (Rondonópolis, Cáceres, Sinop, Tangará da Serra e Barra do Garças), dai vai se levantar além do enriquecimento ilicito de alguns, improbidade administrativa de outros (desvios de etapa alimentão e de combustível) além de dividas estratosféricas, muito acima da receita obitida. Investiguem tbm as acusações graves entre os comandantes de Juina e Aripuanã nos anos de 2005 e 2006 e vejam quais os resultados daquilo tudo em Tangará da Serra e no comando geral em cuiabá.

  • zé o refem du nortao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • jonas pinto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem que investigar o nortão também aqui a coisa ta feia, tem policia acobertando muita coisa errada também.

  • anti_corrupção | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma brve explanada do vem a ser um REGISTRO TORRENS,






    O Registro Torrens é uma forma especial de registro imobiliário, que garante ao proprietário rural, de forma indiscutível e soberana, o seu título de domínio, impedindo qualquer questionamento de terceiros sobre o mesmo. Instituído no País desde 1890, é, entretanto, muito pouco utilizado, talvez pelo desconhecimento do proprietário rural, talvez pelo receio de colocar o seu título de domínio à análise do judiciário. Os interessados ou confrontantes serão, então, notificados, bem como publicados editais em jornal, para conhecimento de terceiros, sempre sujeita a questão à análise do Ministério Público. Caso não haja qualquer oposição acerca do pedido, o juiz o deferirá, ordenando que se inscreva o imóvel como submetido ao Registro Torrens, à margem da matrícula no Cartório de Registro Imobiliário, tornando, a partir daquele ato, indiscutível, para sempre, a documentação daquela propriedade.

  • Nortão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • nortão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    disse que não vai acontecer nada com oficias envolvido.uns vão aposentar e outros vão ficar no serviço interno até aposentar , mais cadeia jamais vai ocoreer e nem punições administrativa.essa é minha opinão.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS