Últimas

Quarta-Feira, 20 de Junho de 2007, 13h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

O Brasil não respeita suas instituições


     A definição de Instituição não é mera formalidade da gramática. Não é fruto de uma Legislação, ou de um Decreto direcionado a interesses que não os do povo, ou ainda, de qualquer intervenção do homem na sociedade.
     Uma Instituição nasce das necessidades e anseios do povo de um País, porque ela, em suas variadas formas, constitui a Nação.
     No Brasil temos visto as Instituições se esvaírem nos ralos do Poder, que a cada dia e quase sempre, todos os dias, jazem mortas, pelas mãos dos que nos governam. Às vezes por não ter interesse nelas e sempre, para atender outros interesses que não as do Povo Brasileiro.
     Pergunta-se porque tanta violência, tanta corrupção, tantos saques aos cofres públicos, tanta falta de emprego,  tanta ausência do espírito de brasilidade, tantas mudanças nas Leis, tanta demagogia em relação à Amazônia, ao Pantanal, às nossas riquezas, únicas no mundo, mas sobretudo, tanta falta  de decência que circunda o  mundo político, carcomido pela falta de caráter de muito carreiristas que só pensam em roubar, roubar e roubar.
     Parece que assumem cargos públicos, eleitos ou não, apenas com o fito de enriquecer. E sempre conseguem.
     Parece que a degenerescência moral tem levado o nosso País a uma crise quase que derradeira, porque tem nos faltado amor ao Brasil. Cantar o seu Hino, respeitar sua bandeira e preservar suas riquezas, em todos os sentidos.
     Quando falo que o Brasil não respeita suas Instituições, é porque  os nossos representantes, muito ao contrário de fortalecê-las, desviam suas funções, enfraquecem seus objetivos, e por último, num golpe de mestre, mudam seus nomes e massacram os princípios que as norteiam.
     A Constituição Federal é, de per si, a nossa maior Instituição. Pergunto, no entanto, quantas vezes ela já foi mudada? Quantos daqueles que a elaboraram (esta última, porque já tivemos outras), já ajudaram a retirar dela direitos e princípios  essenciais à população e  à Nação Brasileira?
     Onde está a proteção aos povos indígenas, que são “prostituídos” pelos brancos, sempre afoitos pelo ganho e pelo poder? Estão aí, em suas reservas, gentilmente “concedidas” pelos políticos, morrendo de fome, aprendendo a nossa cultura e vendo a deles acabar. Onde está o apoio que deveria ser dado à FUNAI, que não obstante erros, que acontecem em qualquer Instituição, merece mais respeito,  porque muitos servidores que ali estão, e posso afirmar isso, lá permanecem por idealismo, outra palavra riscada da vida nacional.
     Quantos Órgãos foram criados e extintos neste País? Muitos e muitos e,   ao bel prazer de cada segmento político que assume o Poder.
     Fundiram a SUDEPE, a SEMA, o IBDF e a SUDHEVEA, para criar o IBAMA, em 1989. Agora, por Medida Provisória, criam o Instituto Chico Mendes e distorcem todos os  objetivos Institucionais até então exercidos a duras penas.   
     Quando será que o Brasil não deixará de ser Brasil, pelo simples entendimento distorcido e míope de quem passa pelo Poder? Quando suas Instituições serão respeitadas e fortalecidas, para evitar que os “estrangeiros” nos digam que não sabemos administrar o que temos? Quando nossos poderosos homens públicos terão a decência de defender seu País e não seus próprios interesses? Quando a Amazônia já não for só nossa e quando as nossas Instituições, destroçadas, deixarem de lado suas atribuições e nosso povo desistir de vez?
     Vejam a Constituição Inglesa e de outros países, que não obstante as mudanças mundiais,  mantém seus princípios.
     A Educação, a Cultura, a inteligência de nossa gente e nossos recursos naturais são a base de nossa riqueza. É justamente o que os imperialistas querem destruir e o fazem, através de uma grande parte da classe política, que por dinheiro e subserviência, se curva aos interesses internacionais.
     Não há Instituições fortes  sem perenidade e sem respeito ao que elas constroem. Assim também, não há nação sem Instituições e sem respeito à Constituição e à Ordem, sem o que, não haverá progresso, ou, haverá para poucos...

Oriana Paes de Barros é procuradora federal aposentada e pecuarista

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.