Últimas

Quarta-Feira, 20 de Junho de 2007, 13h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

O Brasil não respeita suas instituições


     A definição de Instituição não é mera formalidade da gramática. Não é fruto de uma Legislação, ou de um Decreto direcionado a interesses que não os do povo, ou ainda, de qualquer intervenção do homem na sociedade.
     Uma Instituição nasce das necessidades e anseios do povo de um País, porque ela, em suas variadas formas, constitui a Nação.
     No Brasil temos visto as Instituições se esvaírem nos ralos do Poder, que a cada dia e quase sempre, todos os dias, jazem mortas, pelas mãos dos que nos governam. Às vezes por não ter interesse nelas e sempre, para atender outros interesses que não as do Povo Brasileiro.
     Pergunta-se porque tanta violência, tanta corrupção, tantos saques aos cofres públicos, tanta falta de emprego,  tanta ausência do espírito de brasilidade, tantas mudanças nas Leis, tanta demagogia em relação à Amazônia, ao Pantanal, às nossas riquezas, únicas no mundo, mas sobretudo, tanta falta  de decência que circunda o  mundo político, carcomido pela falta de caráter de muito carreiristas que só pensam em roubar, roubar e roubar.
     Parece que assumem cargos públicos, eleitos ou não, apenas com o fito de enriquecer. E sempre conseguem.
     Parece que a degenerescência moral tem levado o nosso País a uma crise quase que derradeira, porque tem nos faltado amor ao Brasil. Cantar o seu Hino, respeitar sua bandeira e preservar suas riquezas, em todos os sentidos.
     Quando falo que o Brasil não respeita suas Instituições, é porque  os nossos representantes, muito ao contrário de fortalecê-las, desviam suas funções, enfraquecem seus objetivos, e por último, num golpe de mestre, mudam seus nomes e massacram os princípios que as norteiam.
     A Constituição Federal é, de per si, a nossa maior Instituição. Pergunto, no entanto, quantas vezes ela já foi mudada? Quantos daqueles que a elaboraram (esta última, porque já tivemos outras), já ajudaram a retirar dela direitos e princípios  essenciais à população e  à Nação Brasileira?
     Onde está a proteção aos povos indígenas, que são “prostituídos” pelos brancos, sempre afoitos pelo ganho e pelo poder? Estão aí, em suas reservas, gentilmente “concedidas” pelos políticos, morrendo de fome, aprendendo a nossa cultura e vendo a deles acabar. Onde está o apoio que deveria ser dado à FUNAI, que não obstante erros, que acontecem em qualquer Instituição, merece mais respeito,  porque muitos servidores que ali estão, e posso afirmar isso, lá permanecem por idealismo, outra palavra riscada da vida nacional.
     Quantos Órgãos foram criados e extintos neste País? Muitos e muitos e,   ao bel prazer de cada segmento político que assume o Poder.
     Fundiram a SUDEPE, a SEMA, o IBDF e a SUDHEVEA, para criar o IBAMA, em 1989. Agora, por Medida Provisória, criam o Instituto Chico Mendes e distorcem todos os  objetivos Institucionais até então exercidos a duras penas.   
     Quando será que o Brasil não deixará de ser Brasil, pelo simples entendimento distorcido e míope de quem passa pelo Poder? Quando suas Instituições serão respeitadas e fortalecidas, para evitar que os “estrangeiros” nos digam que não sabemos administrar o que temos? Quando nossos poderosos homens públicos terão a decência de defender seu País e não seus próprios interesses? Quando a Amazônia já não for só nossa e quando as nossas Instituições, destroçadas, deixarem de lado suas atribuições e nosso povo desistir de vez?
     Vejam a Constituição Inglesa e de outros países, que não obstante as mudanças mundiais,  mantém seus princípios.
     A Educação, a Cultura, a inteligência de nossa gente e nossos recursos naturais são a base de nossa riqueza. É justamente o que os imperialistas querem destruir e o fazem, através de uma grande parte da classe política, que por dinheiro e subserviência, se curva aos interesses internacionais.
     Não há Instituições fortes  sem perenidade e sem respeito ao que elas constroem. Assim também, não há nação sem Instituições e sem respeito à Constituição e à Ordem, sem o que, não haverá progresso, ou, haverá para poucos...

Oriana Paes de Barros é procuradora federal aposentada e pecuarista

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.