Últimas

Quarta-Feira, 20 de Junho de 2007, 13h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

O Brasil não respeita suas instituições


     A definição de Instituição não é mera formalidade da gramática. Não é fruto de uma Legislação, ou de um Decreto direcionado a interesses que não os do povo, ou ainda, de qualquer intervenção do homem na sociedade.
     Uma Instituição nasce das necessidades e anseios do povo de um País, porque ela, em suas variadas formas, constitui a Nação.
     No Brasil temos visto as Instituições se esvaírem nos ralos do Poder, que a cada dia e quase sempre, todos os dias, jazem mortas, pelas mãos dos que nos governam. Às vezes por não ter interesse nelas e sempre, para atender outros interesses que não as do Povo Brasileiro.
     Pergunta-se porque tanta violência, tanta corrupção, tantos saques aos cofres públicos, tanta falta de emprego,  tanta ausência do espírito de brasilidade, tantas mudanças nas Leis, tanta demagogia em relação à Amazônia, ao Pantanal, às nossas riquezas, únicas no mundo, mas sobretudo, tanta falta  de decência que circunda o  mundo político, carcomido pela falta de caráter de muito carreiristas que só pensam em roubar, roubar e roubar.
     Parece que assumem cargos públicos, eleitos ou não, apenas com o fito de enriquecer. E sempre conseguem.
     Parece que a degenerescência moral tem levado o nosso País a uma crise quase que derradeira, porque tem nos faltado amor ao Brasil. Cantar o seu Hino, respeitar sua bandeira e preservar suas riquezas, em todos os sentidos.
     Quando falo que o Brasil não respeita suas Instituições, é porque  os nossos representantes, muito ao contrário de fortalecê-las, desviam suas funções, enfraquecem seus objetivos, e por último, num golpe de mestre, mudam seus nomes e massacram os princípios que as norteiam.
     A Constituição Federal é, de per si, a nossa maior Instituição. Pergunto, no entanto, quantas vezes ela já foi mudada? Quantos daqueles que a elaboraram (esta última, porque já tivemos outras), já ajudaram a retirar dela direitos e princípios  essenciais à população e  à Nação Brasileira?
     Onde está a proteção aos povos indígenas, que são “prostituídos” pelos brancos, sempre afoitos pelo ganho e pelo poder? Estão aí, em suas reservas, gentilmente “concedidas” pelos políticos, morrendo de fome, aprendendo a nossa cultura e vendo a deles acabar. Onde está o apoio que deveria ser dado à FUNAI, que não obstante erros, que acontecem em qualquer Instituição, merece mais respeito,  porque muitos servidores que ali estão, e posso afirmar isso, lá permanecem por idealismo, outra palavra riscada da vida nacional.
     Quantos Órgãos foram criados e extintos neste País? Muitos e muitos e,   ao bel prazer de cada segmento político que assume o Poder.
     Fundiram a SUDEPE, a SEMA, o IBDF e a SUDHEVEA, para criar o IBAMA, em 1989. Agora, por Medida Provisória, criam o Instituto Chico Mendes e distorcem todos os  objetivos Institucionais até então exercidos a duras penas.   
     Quando será que o Brasil não deixará de ser Brasil, pelo simples entendimento distorcido e míope de quem passa pelo Poder? Quando suas Instituições serão respeitadas e fortalecidas, para evitar que os “estrangeiros” nos digam que não sabemos administrar o que temos? Quando nossos poderosos homens públicos terão a decência de defender seu País e não seus próprios interesses? Quando a Amazônia já não for só nossa e quando as nossas Instituições, destroçadas, deixarem de lado suas atribuições e nosso povo desistir de vez?
     Vejam a Constituição Inglesa e de outros países, que não obstante as mudanças mundiais,  mantém seus princípios.
     A Educação, a Cultura, a inteligência de nossa gente e nossos recursos naturais são a base de nossa riqueza. É justamente o que os imperialistas querem destruir e o fazem, através de uma grande parte da classe política, que por dinheiro e subserviência, se curva aos interesses internacionais.
     Não há Instituições fortes  sem perenidade e sem respeito ao que elas constroem. Assim também, não há nação sem Instituições e sem respeito à Constituição e à Ordem, sem o que, não haverá progresso, ou, haverá para poucos...

Oriana Paes de Barros é procuradora federal aposentada e pecuarista

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.