Últimas

Domingo, 18 de Fevereiro de 2007, 10h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

O desamor do presidente Lula

  O advogado Edésio do Carmo considera que o presidente Lula tem o 'rabo preso' com o sistema financeiro porque editou uma medida provisória sob pressão das seguradoras. Essa MP reduz o valor das indenizações.

   Confira abaixo a argumentação de Edésio.

    Imagino que o tema que vou abordar reflete o desamor do presidente Lula para com as vitima de acidente de trânsito e comprova de forma irrefutável que ele tem o rabo preso com o sistema financeiro e, por meio da MP 340 de 29/12/06, esteja pagando “divida e favores” de campanha.

     A malfada MP em questão, nesse particular, editada na calada da noite e num momento inapropriado, véspera de ano novo, traz em seu art. 8° uma generosa e nada desprezível retribuição financeira a poderosa Federação Nacional das Seguradoras Privadas (FENASEG). Esse artigo altera a redação do art. 3° da lei 6.194/74 ao fixar o valor das indenizações decorrentes de acidente de trânsito em R$ 13.500 reais para a hipótese de óbito e até o mesmo valor para o caso de invalidez permanente.

      Para entender a subserviência e o capachismo do presidente Lula, basta dizer que os valores acima sempre foram fixados em 40 salários mínimos. A correção era automática. E mais o Egrégio STJ já havia pacificado o entendimento de que a lei supra não padecia de inconstitucionalidade por quantificar a indenização em salário mínimo.

     A  magistratura brasileira também já firmou entendimento de que a indenização para o caso de invalidez permanente é sempre de 40 salários mínimos, não tendo relevância se a invalidez do órgão ou membro afetado seja total ou parcial.
Todos nós sabemos que para o presidente editar uma Medida Provisória dois pressupostos são fundamentais: urgência e relevância. Pergunta-se: qual a urgência e relevância dessa questão? Imagino que a pressa associada à gula insaciável do sistema financeiro em receber seu quinhão pós-eleição seja a única justificativa possível.

     O golpe as vitima de acidente de trânsito será percebido a longo prazo. O salário mínimo deve sofrer reajuste a partir de abril ou maio, deve chegar à casa dos R$ 375,00. As indenizações para morte e invalidez deveriam girar em torno de R$ 15.000,00. Deveria. O presidente Lula, que assiste complacente e cabisbaixo o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) reajustar de forma exorbitante o valor do seguro obrigatório e nada faz. Aliás, a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) parece defender os interesses das seguradoras e, particularmente da FENASEG.

     Resumindo, poderia dizer que o governo federal cede às pressões das seguradoras e reduz o valor das indenizações e, no entanto, eleva o valor do seguro obrigatório. O estranho é que a lei que disciplina o referido seguro – também chamado de DPVAT – existe há exatos 37 anos e somente o presidente Lula foi capaz de fazer tamanha maldade contra as vitimas de acidente de trânsito.

    Quem ficou com alguma seqüela incapacitante e acionou o judiciário no ano passado recebeu 40 salários mínimos, ou seja, R$ 14 mil reais. Neste ato, por força da MP acima referida, vai receber R$ 500 reais a menos. Para quantificar a economia da FENASEG basta calcular o numero de vitimas e, sem espanto, vai-se chegar à casa dos milhões. E viva o presidente Lula.

   Edésio do Carmo Adorno é advogado militante em Cuiabá/MT e Assessor Jurídico da Associação de Vitimas de Acidente de Transito de Mato Grosso (AVAT)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

Apresentador de TV luta contra Covid

alexandre mota 400 curtinha   Alexandre Mota (foto), apresentador desde abril do programa de variedades Balanço Geral, da TV Vila Real de Cuiabá (Record), está internado na UTI do hospital São Mateus. É mais uma vítima diagnosticada com Covid-19. O seu quadro clínico se agravou. O pulmão...

Campanha une as primeiras-damas

virginia mendes 400 curtinha   As primeiras-damas Virginia Mendes (foto) e Michelle Bolsonaro, de MT e do país, respectivamente, têm mantido um relacionamento bem estreito no desenvolvimento de projetos e ações sociais. No final de abril, Michelle postou um elogio e divulgou, na sua conta do Instagram, a campanha de...

Se EP recuar, PV lança Stopa a prefeito

justino malheiros 400 curtinha   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá e membro do diretório municipal do PV, vereador Justino Malheiros (foto), disse nesta segunda que o partido estará com o prefeito Emanuel Pinheiro até o último momento, apostando no projeto de reeleição do emedebista. Mas,...

Disputa a prefeito e apoio de Sachetti

 luizao_curtinha400   O empresário Luiz Homem de Carvalho, o Luizão (foto), ex-presidente da CDL de Rondonópolis, está mesmo determinado a encarar, pela primeira vez, o teste das urnas para prefeito. E inicia uma oposição dura à gestão Zé do Pátio, que buscará a...

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.