Últimas

Quarta-Feira, 12 de Setembro de 2007, 10h:37 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

O indelicado e o delicado

     Sintomáticas as matérias veiculadas na imprensa de Mato Grosso sobre o evento ocorrido na segunda-feira em Diamantino/MT, para a assinatura de um protocolo de intenções entre o governo do Estado e o Grupo Bertin que pretende construir lá, um complexo industrial. Estavam presentes além do empresário Blairo Maggi (PR), o ministro da agricultura Reinhold Stephanes, o representante do grupo Bertin, o deputado federal Wellington Fagundes (PR), o prefeito da cidade Chico Mendes (PR) e seu irmão, o ministro do STF Gilmar Mendes.
     O investimento previsto é de máxima importância para a região, inquestionável valor na geração de emprego e renda. Mas o ponto máximo do evento foi quando o governador Maggi disse em discurso que "Gilmar Mendes vale por todos os deputados e senadores de Mato Grosso".
     Em primeiro lugar o governador foi indelicado ao desmerecer o deputado Wellington Fagundes que estava presente. Nota-se nitidamente que Wellington está em pleno cozimento para ser engolido pela turma do governador que ele próprio abriu porta dentro do partido. Fagundes incorreu num dos clássicos erros políticos, transferência de poder. Isso só se faz quando entre os grupos existe confiança, tradição no cumprimento de acordos, cultura partidária, enfim, não é o caso. Ao abrir mão do partido e deixar com que Blairo se apossasse dele, Wellington deixou de ser a liderança. Deixou inclusive de ser uma peça importante na sucessão de Rondonópolis, sua base eleitoral, e mesmo tento tido uma boa votação para a prefeitura e ser uma referência na região, a eleição do ano que vem nem passa por ele. Blairo foi indelicado com a bancada do estado que tanto o atende, aliás, não é a primeira vez e nem será a última que Maggi se refere aos deputados e senadores como um grupo sem importância. Os parlamentares escutam calados e abaixam a cabeça? Bem, cada qual com seu igual.
     O discurso do governador também revelou uma delicada relação entre a política e o ministro do STF Gilmar Mendes, ao colocá-lo no patamar de lobista. Blairo disse: "Ele (Mendes) tem uma força muito grande". O que a frase insinua?
     Para completar a delicadeza da situação, o deputado federal Wellington Fagundes arrematou: "O ministro Gilmar tem usado o seu prestígio para beneficiar Mato Grosso, apesar de não ser nem do Executivo e nem do Legislativo". O ministro de fato não é legislativo ou executivo, daí a estranheza no evento. O ministro é um representante da mais alta corte da Justiça brasileira e dentre as suas inúmeras competência não está a de fazer uso político do cargo.
     As faixas encomendadas e distribuídas pela cidade denunciam uma tênue separação entre o apoio de um irmão ao outro que é prefeito; da interferência de um ministro do STF na política de um município: "Obrigado ministro Gilmar Mendes pelo apoio à vinda do Grupo Bertin para Diamantino". A pergunta que se deve fazer depois desse evento em Diamantino é: de que maneira o ministro do Supremo Tribunal Federal participou das negociações para que o Grupo Bertin decidisse investir na cidade?
     O ministro pode não ter usado da sua posição para atrair tão importante investimento, mas as palavras são tão delicadas que insinuam interferências impróprias para a liturgia do cargo vitalício que ocupa. As palavras ditas e escritas durante a assinatura do protocolo de intenções colocam sob suspeição futuras decisões que Gilmar Mendes, como ministro, possa vir a tomar, caso chegue ao STF algum processo que tenha como interessado o Grupo Bertin. Situação mais real que se pode imaginar.
     A cidade de Diamantino e todo o estado de Mato Grosso devem exaltar e admirar Gilmar Mendes, o filho da terra que chegou a ministro do Supremo Tribunal Federal. É motivo de orgulho para todos os mato-grossenses, mas neste Brasil que vive tempos de fragilidade ética, além de ser é preciso parecer.

Adriana Vandoni é economista, especialista em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas/RJ (www.prosaepolitica.com)


Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.