Últimas

Quinta-Feira, 24 de Maio de 2007, 09h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

O papa e a rainha

     Coisas estranhas costumam acontecer com a história durante visitas de Estado. Na semana em que o papa Bento 16 esteve no Brasil, a rainha Elizabeth 2ª da Inglaterra visitou os Estados Unidos. No Brasil, o papa canonizou um religioso brasileiro do final do século 18 que inventou pílulas miraculosas, enquanto nos Estados Unidos a rainha canonizou Jamestown, uma colônia inglesa estabelecida no século 17, como o local de nascimento da democracia norte-americana. Ambos alegaram que a colonização foi uma bênção.
     O papa negou que tenha sido "a imposição de uma cultura estranha", enquanto a rainha exaltava os "valores eternos de democracia e igualdade" de Jamestown, que se baseavam "no domínio da lei e na promoção da liberdade".
     Caso o papa tivesse ido a Chiapas (México) para pregar na igreja fundada em San Cristóbal pelo frei Bartolomé de Las Casas, talvez sentisse a necessidade de confrontar uma realidade diferente. Las Casas não tinha dúvidas de que a chegada dos cristãos à América havia causado "a destruição das Índias", literalmente levando pragas e morte a milhões dos habitantes indígenas da região. E a rainha parece ter se esquecido de que a sobrevivência de Jamestown dependia de escravos, de tabaco e de um governo ditatorial.
     Talvez Elizabeth 2ª tenha optado por falar sobre democracia para não ter de falar sobre republicanismo, que era evidentemente o que os inimigos de seu ancestral George 3º teriam preferido. Os pais fundadores da República norte-americana, de fato, não se sentiam muito confortáveis com democracia demasiada, e desenvolveram um sistema de governo que restringisse o poder popular. Há certa ironia no fato de que, enquanto George Bush 2º, um homem muito dinástico, educado em Yale e em Harvard, estava recebendo a rainha em jantar formal na Casa Branca, no Brasil tenha sido o presidente sem educação superior que optou por falar com franqueza.
     Lula lembrou a Bento 16 que o povo brasileiro respeita a separação entre igreja e Estado, especialmente no que tange a um reconhecimento público franco das realidades da sexualidade humana, como a distribuição de camisinhas para impedir a transmissão do vírus HIV. Lula perdeu mulher e filho devido a assistência médica inadequada e, em questões instintivas de vida, morte e história, ele muitas vezes está certo, enquanto rainhas e papas podem, em certas ocasiões, demonstrar notável propensão ao erro.


Kenneth Maxwell escreve em A Gazeta às quintas-feiras  

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...

Pilha em Jayme pra disputar o Governo

jayme campos 400   Mesmo sabendo que Jayme Campos (foto) não entra em disputa onde percebe dificuldades para vencê-la e militando no mesmo partido de Mauro Mendes, o DEM, algumas lideranças políticas têm instigado o senador a se lançar ao governo estadual. Para tentar convencer Jayme, lançam...

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...