Últimas

Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2007, 16h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

O que diz Jaime em seu 1º pronunciamento no Senado

Confira a íntegra do primeiro pronunciamento de Jaime Campos como senador, feito nesta terça (6)

Senhor presidente, senhoras e senhores senadores;

Um primeiro sentimento me impulsiona até esta sagrada tribuna, de onde homens e mulheres de estatura cívica e moral inatingíveis proclamaram suas orações em favor do Brasil: o sentimento de gratidão ao povo mato-grossense que me outorgou a procuração de senador da República, com 61% dos votos apurados nas últimas eleições.

Minha vocação, portanto, foi temperada na flamejante contenda popular. Uma luta que não produz vencidos ou vencedores; apenas revigora a seiva democrática da nação. Chego ao Senado Federal portando a confiança e o ideal de centenas de milhares de compatriotas mato-grossenses.

Trago em minha bagagem também a experiência de um mandato de governador e três de prefeito; mas, sobretudo, carrego comigo o espírito de altivez da minha gente e sua inquestionável aptidão para viver em consonância com os ciclos do tempo, compartilhando a terra e dividindo sonhos.

Nossas tradições cívicas remontam à época em que os fuzis soaram alto para defender as fronteiras nacionais, em guerras de outrora. Somos de uma porção do Brasil onde os cerrados, as florestas e o Pantanal se entrelaçam para emoldurar um painel humano plural e estimulante. Nestas paisagens, a nação renasce em cores vibrantes e redescobre seu temperamento otimista e empreendedor.

Mato Grosso deu as costas para a apatia e o conformismo cartorial, recrutando brasileiros de todos os cantos do país, para semear esperança num terreno fértil e generoso. Hoje colhemos os auspiciosos frutos do trabalho e da dedicação destes pioneiros, que escolheram o rumo norte, guiados tão somente pela bússola da coragem e do amor ao Brasil. Caminho ontem percorrido com heroísmo e bravura pelo conterrâneo Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, que ensinou que quando domamos as fronteiras do coração, não existem limites para as façanhas humanas. Rondon demarcou os horizontes de nossa vocação bandeirante reinventado rotas, enxergando o futuro e profetizando o desenvolvimento do Oeste brasileiro.

Nos trilhos destes desbravadores, formamos um admirável laboratório humano, regido por correntes migratórias que se orientam para nosso Estado em busca de novas oportunidades. Lá cultivam com o calor de suas mãos a expectativa de uma vida melhor. São empreendedores e praticantes do mais legítimo e primitivo espírito liberal. Pouco pedem ao Estado; querem apenas a liberdade de gerir o próprio destino, sem intervencionismos estúpidos e tributos escorchantes.

Mato-grossenses natos e migrantes se fundem, como elos simétricos, numa corrente firme e vigorosa. Somos uma sociedade de muitos sotaques, mas de um único credo político: a crença inabalável no futuro do Brasil. Nossa gente é acolhedora e múltipla culturalmente. E, não apenas por nossa posição geográfica, mas por nossa disposição patriótica, somos o coração do Novo Brasil. De um Brasil solidário e produtivo.

Centro geodésico da América do Sul, Mato Grosso aprendeu a cultivar, entre imensas lavouras, homens e mulheres de valor. Gente de espírito tão largo quanto as baías do Pantanal; de dignidade tão transparente quanto as manhãs do Cerrado; e de caráter tão soberano quanto a majestade das florestas.

Senhor presidente, senhoras e senhores senadores... Venho ao Parlamento brasileiro, com orgulho e respeito cívico, falar por este grande Estado: Mato Grosso!

Cerro fileiras em torno do postulado democrático e independente de meu partido, o PFL. Farei de minha atuação nesta Casa uma trincheira do liberalismo e da luta pelo desenvolvimento social e econômico de nossa nação. Não renunciarei, jamais, as convicções e as propostas que me conduziram até aqui. Sou daqueles que acredita que a coerência é um patrimônio inegociável. Ética, portanto, é uma expressão que se conjuga com virtudes inalienáveis à natureza política, tais como lealdade, honestidade e espírito público.

Faço questão de rememorar alguns dos compromissos que assumi neste último pleito, fazendo deles o pêndulo de minha responsabilidade parlamentar, na busca de soluções políticas que possam significar mais oportunidade, paz e justiça social para nossa gente:

- Investimentos em infra-estrutura, principalmente em logística, como forma de alavancar o crescimento econômico;

- Redução da carga tributária e adoção de uma política mais equilibrada de juros, como fonte de estímulo para uma participação mais segura da iniciativa privada no desenvolvimento do país;

- Aquisição de tecnologia, investimento em educação e capacitação de mão-de-obra, como instrumento de geração de empregos;

- Implementação de métodos sustentados de desenvolvimento sem agressões ao meio ambiente e ao modo de vida dos brasileiros;

- Qualificação da rede de proteção social, gerando oportunidades, combatendo as desigualdades e lutando contra a violência.

Especificamente para Mato Grosso, pretendo focar meus esforços na implantação de obras estruturantes, que ao mesmo tempo despertem investimentos e produzam empregos. São elas: a duplicação da BR-364, no trecho compreendido entre Rondonópolis e Posto Gil, passando por Cuiabá; pavimentação das rodovias BR-163 e BR-158; extensão dos trilhos da ferrovia Vicente Vuolo, de Alto Araguaia a Rondonópolis e depois até Cuiabá, com ramais para as regiões produtoras do médio-norte.

A defesa desta plataforma não é atribuição para um só homem; é sim, tarefa para toda uma geração. Principalmente porque representa a aspiração da grande maioria dos mato-grossenses. Por isso, tenho a certeza que ao lado do senador Jonas Pinheiro, este valoroso companheiro de tantas jornadas, admirado pela retidão de sua conduta; e da senadora Serys, querida professora, incansável combatente das lutas populares; haveremos de empunhar juntos, as bandeiras em favor de nosso Estado. Falo isto, pois confio na estirpe e no elevado senso de dever de Suas Excelências.

Presto aqui também uma homenagem ao senador Antero Paes de Barros, personagem valente e idealista, a quem tenho a honra de suceder nesta Casa. Cadeira que também já pertenceu ao meu dileto irmão, o ex-governador e senador Júlio Campos, que hoje empresta sua experiência ao exame dos princípios da boa gestão pública como conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

Senhor presidente, senhoras e senhores senadores;

Rogo a Deus que me ilumine nesta nova missão! E que minhas palavras sejam ferramenta para entendimento e união. Chego sem rancores. Disposto a produzir o diálogo. Sim, farei oposição aos enganos e equívocos do governo, sem raiva e sem agressividade. Jamais serei adversário das boas causas e do Brasil. Meu papel será o de encontrar atalhos entre o necessário e o possível; para que minha ação não seja estéril e descartável. Estou aqui para representar Mato Grosso e defender sua gente.

Louvo a sabedoria, a eloqüência e o patriotismo que guardam as paredes deste Parlamento; depositando aqui meu coração, minha coragem e minha história. A raiz do futuro nada mais é que a semente de fé que plantamos agora. Se cultivarmos boas sementes, vamos repartir os doces frutos da justiça e da fraternidade.

Senhor presidente, senhoras e senhores senadores;

Quem semeia esperança colhe prosperidade.

Muito obrigado!

Jaime Campos

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.