Últimas

Sexta-Feira, 02 de Outubro de 2009, 18h:31 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

Rumo a 2010

OAB e a sua independência

   A OAB/MT, hoje, não é a voz das advogadas e advogados. É apenas a voz de alguns. A instituição democrática OAB continua sendo um projeto de representação, na luta pela defesa da democracia e da cidadania,  principalmente dentro das nossas instituições profissionais e do Poder Judiciário.

   O advogado tem que ser respeitado e dar o exemplo. O respeito deve ser indistinto entre a classe, independe do tempo do exercício da profissão, como do status que um ou outro colega vende. A nossa luta deve ser feita sem sectarismo como forma de justiça.

   A falta de compromisso com uma conduta democrática hoje é a prática de quem está no poder. As graves e velhas questões que afligem o advogado e a advogada estão relegadas a um segundo plano.

   O advogado só se faz respeitar quando não transige com a violação de seus direitos e prerrogativas. Precisamos de uma OAB forte para no dia-a-dia forense enfrentarmos a prevaricação, a injustiça e a prepotência.

   Como sempre, e mais uma vez, dizemos: A OAB/MT merece uma mudança séria, efetiva e consciente, de forma que se torne INDEPENDENTE.

   Para isso, precisamos por um ponto final na desvalorização da categoria, garantir o pleno exercício profissional e tornar a defesa das prerrogativas dos advogados questão fundamental, que não pode ser tratada de forma meramente burocrática, como continua a ocorrer.

   A OAB/MT, por toda a história que escreveu e representa, deve mostrar à sociedade que está acima de partidos e de relações espúrias e promíscuas, não representando um grupo de interesses.

   Seu compromisso é com a defesa da democracia e da cidadania, em harmonia - mas com INDEPENDÊNCIA - na sua relação com os poderes públicos.  

   Dejango Riber Oliveira Campos é advogado e professor universitário.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.