Últimas

Terça-Feira, 06 de Março de 2007, 10h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

OAB/MT elogia Lessa e aguarda promessas

    Em nota, o presidente da OAB/MT, Francisco Faiad, cumprimenta o novo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Lessa, principalmente pela determinação em abrir as portas do Judiciário à sociedade e discutir questões polêmicas, como a elevação das custas judiciais. "Temos que discutir a proposta de reduzir as custas judiciais porque do jeito que está prejudica o livre acesso do cidadão à Justiça". Faiad diz esperar que Lessa e sua diretoria se manifestem a favor da redução das taxas judiciárias, cujo aumento aprovado no final do ano passado foi de 150%.

   Faiad vai defender também junto à nova diretoria do TJ a ampliação do expediente para os períodos matutino e vespertino. Hoje, o Judiciário só funciona à tarde, o que traz  transtornos, inclusive nos cartórios ex-judiciais, que começam a atender o público a partir do meio-dia.

   Em seu discurso de posse no último dia 1º, Paulo Lessa prometeu transparência nos gastos, especialmente no que diz respeito ao Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). O presidente da OAB/MT disse acreditar que poderá ser estabelecido um bom relacionamento com o Judiciário a partir do desejo manifestado por Lessa de romper com o modelo vigente. “Esse rompimento significa ampliar o acesso do cidadão à Justiça, deve significar um Judiciário transparente e forte, uma Justiça em que juizes, promotores e advogados seja indispensáveis em todos os momentos, tanto nas audiências como na administração da Justiça".

    Para Faiad, tratam-se de metas ousadas. Destacou que o desembargador Lessa, como presidente, têm a oportunidade ímpar de transformar o Judiciário de Mato Grosso “em um verdadeiro exemplo de Justiça, de fato, e não apenas na propaganda”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.