Últimas

Sexta-Feira, 20 de Abril de 2007, 00h:53 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EDUCAÇÃO

Obra levanta razões da morte de ex-governador

   O mato-grossense de Poxoréo, Alfredo da Mota Menezes, professor, escritor e articulista do jornal A Gazeta desde 1991, lança na próxima quarta (24), às 18h30, na Assembléia Legislativa, mais uma obra. Será a primeira sobre a questão política em Mato Grosso. Está sendo lançada pela editora Tanta Tinta/Carlini & Caniato. Custará R$ 35.

   Intitulado a Morte de Totó Paes - Política do Interior do Brasil -, o livro levanta os motivos que levaram à morte Antonio Paes de Barros, o Totó Paes. Ele morreu em 1906, em pleno exercício do cargo de governador de Mato Grosso.

   Segundo Menezes, não há bandidos ou heróis no palco de disputas em que se transformou Mato Grosso naquele período. "Talvez o mais trepidante e instigante momento político que o Estado já passou. O livro mostra o que estava por trás disso tudo".

   Totó Paes possuía a usina de açúcar Itaicy, com grande estrutura à época. Sua morte é até hoje motivos de acesos debates, destaca o autor. O livro procura entender por que se chegou àquele desfecho. Menezes busca os fatos políticos nos quais o Estado estava envolvido desde a proclamação na República em 1889 até a morte do governador.

  "Não dá para separar aquele acontecimento das várias disputas políticas que viveu o Etado". Os grupos e partidos políticos procuram preencher espaços surgidos com o novo regime no país. E nessa tentativa, Mato Grosso passou por três “revoluções”: uma em 1892, outra em 1899 e a última, em que resultou na morte4 do governador Totó Paes.

   O autor observa que fatos ocorridos nos governos dos presidentes Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto, Campos Sales e Rodrigues Alves ajudam a empurrar a política em Mato Grosso em direções diferentes. Segundo a obra, o que acontecia no Estado não eram fatos isolados, pois estava conectado com os acontecimentos nacionais e internacionais.

     Menezes discorre sobre o Tratado de Petrópolis de 1903, com a cessão do Acre ao Brasil pela Bolívia. Afirma que trata-se de um dos fatores que ajudaram a botar fogo nas relações políticas do Estado. Impressiona também como a força militar federal sediada em MT interferia nos assuntos políticos locais. Chama atenção ainda a estreita ligação do Estado com os países da Bacia do Prata. A hidrovia Paraguai-Paraná unia os diferentes interesses.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.