Últimas

Terça-Feira, 26 de Fevereiro de 2008, 00h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

INVESTIGAÇÃO

Obras do PAC viram pesadelo para 3 prefeitos


Murilo (VG), Santos (Cuiabá) e Sachetti (Rondonópolis): drama

   O que poderia ser solução administrativa, virou problema político e jurídico para os prefeitos Wilson Santos (PSDB), Murilo Domingos (PR) e Adilton Sachetti (PR), que comandam os três maiores municípios mato-grossenses. Em 31 de julho do ano passado, o presidente Lula visitou Cuiabá especialmente para anunciar, com todo alarde, mais de R$ 500 milhões de investimentos em infra-estrutura com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Sete meses depois, nada saiu do lugar. Tudo está empacado e, o pior, sob suspeita de vícios e irregularidades onde se tentou lançar processos licitatórios.

   Em Cuiabá, o PAC prevê R$ 238 milhões. O prefeito Santos já teve que anular, por decisão judicial, duas licitações, após questionamentos do Ministério Público e do Tribunal de Contas da União. Agora, em meio a uma verdadeira guerra entre as mais de 50 empresas concorrentes, a Sanecap, que coordena o processo, anuncia abertura dos envelopes para 4 de março.

   Em Várzea Grande, uma decisão do juiz federal Julier Sebastião da Silva suspendeu um dos editais, no valor de R$ 130 milhões das obras do PAC, lançados pelo prefeito Murilo. O MPF levantou indícios de irregularidades na concorrência pública que beneficiou a empresa Três Irmãos Engenharia Ltda, que tem como um dos sócios o suplente de deputado estadual Carlos Avalone.

    Eis que agora o MPF e o TCU também descobrem irregularidades mais no âmbito técnico no processo licitatório em Rondonópolis, sob Sachetti. Uma licitação de R$ 95 milhões deve ser anulada, o que obriga a prefeitura a lançar um novo edital de concorrência pública. Ao todo, Rondonópolis prevê R$ 117 milhões para saneamento.

   A continuar com esses embaraços jurídicos e questionamentos quanto à lisura das licitações, Santos, Murilo e Sachetti podem ser reeleitos para mais quatro anos que não serão suficientes para concluir as obras do PAC.

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Graças a particcipação da sociedade e atuaçã do TCU, MPF e MPE, vai ficando dificil para os politicos corruptos fazerem caixa dois para bancarem as campanhas eleitorais. Em breve os eleitores de Cuiaba conhecerão como os ex-presidentes da camara municipal de Cuiabá se elegeram deputados, as custas do contribuinte dos que pagam IPTU e etc.....
    Se o Rednews continuar mantendo esta linha de fazer jornalismo, esta e estará contribuindo no combate ao desperdicío do dinheeiro público e nas tomadas de decisões dos gestores dos três poderes. As autoridades morrem de medo quando a imprensa cumpre com seu papel. As coisas estão mudando gente!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Antonio Fernandes do Amaral | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Esta situação das obras do PAC = (Para Arrumar Confusão!), esta cheirando mal. Vejam bem, um prograa deste porte não seria aconselhavel ser seguido de um modelo oficial de edital para todo o pais já em seu lançamento?
    E se o Ministerio Público é tão zeloso pela coisa pública, custa montar um modelo de edital para ser seguido pelas diversas prefeitura?
    Tudo falta de boa vontade e de decisãoes politicas e, digo mais, O PAC esta mal feito de sua prorpia origem, pois já deverias nascer com estes modelos de editais rascunhados, se é que de fato o objetivo do "C" fosse o "crscimento", ams esta parecendo que o "C" significa "Consfuão" e, com isso quem perde mais uma vez, são os cidadãos e uma verdadeira queimação para os prefeitos que são colocados para a comunidades como incopetentes!!
    Isto parece que alguém de Brasilia esta gostando da Confusão!!

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo Gilmar,mas o prefeito Wilson Santos vem demonstrando transparência como gestor do erário público e, o que está acontecendo parece persiguição.Vamos deixar o homem trabalhar!

  • fernando botelho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    e um absurdo falar em roubo de uma obra que nem ocorreu,..o que vemos e o MP e o TCU defender interesses de pucas empresas privadas contra o grande interesse público que e a realização dessas obras....ora...e bom para o cidadão e para o M ambiente...e muita gente querendo aparecer....o Governo federal oferece cartão ate para a filha do Lulla e nada e questionado pelo MP e pelo TCU e piada ....deixa a obra iniciar....cambada

  • Joerge Prado Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gilmar Brunetto eu tenho acompanhado sua luta e a do Ceará e vejo que parcialmente vocês têm razão referente a muitas coisas, mas, em se tratando de Ministério Público Estadual vocês estão errados. O Paulo Prado esta envolvido até a alma com o WILSON e só verificar pela imprensa.

  • João das Neves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilsom e Internautas

    Algumas perguntas que não querem calar:

    1- Se os prefeitos de Cuiabá, V. Grande e Rondonópolis fossem do PT haveria tanto esmero do MP na fiscalização do PAC?
    2 - Os recursos que são passados para o MP são fiscalizados com o mesmo rigor pelos promotores/promotoras (nunca vi comentários sobre isto nem em rodapé de página de jornal)?
    3 - É lícito membros do MP (chefes, inclusive) indicar parentes e amigos para gargos de confiança no Governo Estadual?
    4 - É função do MP indicar empresas para dar consultoria sobre elaboração de Orçamento Participativo?
    5 - Qaundo será que alguém do MP investigará as falcatruas do Governo Lula, o do PT e seus carissimos parlametares?

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Porque a comissão de licitação, quando vai fazer o edital não consulta o MP, TCU, TCE, OAB, MCCC, PCC, o Padre, o Bispo, o Pastor, as irmãs de caridade e outras? É o único jeito da coisa não regredir. Não é possível continuarmos pisando no tijuco, nossas crianças andando nas ruas com o esgoto correndo a céu aberto, o mau cheiro, as doenças transmitidas por pica-dura de mosquitos, dentre outros males, por causa de pessoas incompetentes que sabem confeccionar um edital de licitação? Há, fala sério, ninguém merece. Cadê a escola de governo para dar capacitação para esse povo?

  • Rafael Damian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É muito engraçado certos comentários, se o Ministério Público age, reclamam que está perseguindo, se ficar parado, reclamam pela incompetência.

    Se o MP faz algo, é tudo interesse do Paulo Prado, se não faz, foi ele que determinou.

    Isso demonstra um pouco ou até mesmo muito desconhecimento sobre essa instituição.

    As obras do PAC foram escolhidas pelo MPE, pois se tratam de apenas 500 milhões de reais, nada mais.

    É que não é da obrigação mesmo, de todo mundo saber, mas gostaria de falar a alguns aqui, que este estado, é um dos mais corruptos, se não o mais, em se tratando da Administração Pública.

    O Ministério Público é combativo ao extremo quando se tratam de Crimes Contra a Administração, porém, digo a vocês, que são tantos, que as vezes se devem escolher as prioridades.

    Voltando ao PAC...

    O trabalho memorável que está sendo realizado pela Secretaria de Controle Externo do TCU, o MPF, o MPE e a sociedade civil organizada, está dando, e dará muitos resultados.

    A fiscalização do PAC, pode sim, retardar um pouco as obras, pode sim, fazer com o cidadão sofra um pouco mais, mas graças a essa fiscalização se evitará o desperdício do dinheiro público que este mesmo cidadão PAGA para ter uma qualidade de vida melhor.

    Quanto ao amigo que questionou sobre as investigações contra o PT...

    Amigo, pode ter certeza que está, não só em MT mas em todo o Brasil, digo mais, não só a PF investiga, mas a Civil, a Militar, a OPOSIÇÃO TODA, incluindo o DEM, PSDB, setores do PMDB, todos tentam derrubar a administração petista e encontra-se muitas falcatruas, ve-se pela imprensa, as coisas andam mudando muito, a alguns anos atrás, não saiam notícias sobre a corrupção de um determinado governo, será porque não existiam?...ou por que não se investigava?

    Aqueles que tem dúvidas sobre o trabalho do MPE, compareçam a Audiência Pública dia 04/03 na Procuradoria, vão lá participar, vão lá entender o trabalho que está sendo desenvolvido, ai depois, critiquem aqui. Fica mais robusto o argumento...

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O verdadeiro cego é aquele que nao quer ver!, infelizmente a sangria para as campanhas milionárias saíram via obras públicas, mas graças à consciencia de algumas novas autoridades, pois isto é DEVER DE OFÍCIO, (nao é favor algum), nao estao fazendo vistas grossas, estao cumprindo suas obrigaçoes e dentre elas, é cuidar do Patrimonio Público, aí sim, começaremos a presenciarmos eleiçoes mais limpas, justas; apesar de que está muito longe, mas aos poucos nossas autoridades vao tomando consciencia, apartir do momento em que a mídia (parte) deixa de ser corrupta e públique a notícia em forma de conscientizaçao.
    A Lei 8.666 que rege os processos licitatorios foi um grande avanço... mas subtefrurgios sao utilizados para direcionar as licitaçoes,ou seja, acrescentam-se as gordurinhas localizadas que dificilmente encontram-se em duas pessoas. Ainda bem que o MPF detectou alguns vicios, para nao dizer direcionamento.É preciso termos um modelo de Edital padronizado para todo o País.

  • Bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só a título de informação. As obras do PAC não estão paralizadas somente nesses municípios. Vários Estados estão com problemas, com certeza o Governo Lula irá ter problemas para viabilizar o programa, na minha opinião o PAC é um tremendo factóide.

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.