Últimas

Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2009, 09h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

Caso Lutero

Oitiva na Câmara segue sob tensão; Deucimar depõe hoje

   Em mais uma manobra para tirar os “holofotes” e dificultar o acompanhamento da imprensa das investigações contra o ex-presidente da Câmara Lutero Ponce (PMDB) e, inconformado com o fato das testemunhas de defesa não terem comparecido à oitiva, o advogado do peemedebista, Paulo Taques, se esforçou e conseguiu estender até às 22h desta quarta (28) o depoimento do ex-secretário-geral da Câmara, Hiram Monteiro da Silva Filho. Assim, deixou para o final o depoimento do presidente da Câmara, Deucimar Silva, peça fundamental nas investigações. Com o avanço do horário, a oitiva de Deucimar foi adiada para esta quinta.

  Além de Iran, apenas o servidor Pedro Ciríaco, o Pedrão, do Almoxarifado da Câmara, foi inquirido. O ex-vereador e suplente de deputado estadual Mário Lúcio (PMDB) “sumiu”, sob a justificativa de que seria submetido a uma cirurgia. Não foram localizados o ex-funcionário Leandro Henrique e o empresário Antônio Carlos Arruda. Embora intimado, o também empresário Wilson Ribeiro da Silva não compareceu para prestar esclarecimento.

   O curioso é que o depoimento de Pedrão não se estendeu muito, enquanto o de Iran, tio de Lutero, que em tese não poderia depor já que está sob suspeição, durou quase seis horas. Os apontamentos feitos por ele serão anexados no processo. Mesmo assim, Taques estuda uma nova manobra para ter o direito a mais uma convocação de testemunhas. Ele quer, por tudo, que o processo seja arquivado.

  A oitiva desta quarta foi permeada por um clima tenso. Os nervos estavam a flor da pele. No final da noite era nítido o semblante de cansaço dos membros da Comissão Processante e da última testemunha que seria ouvida, o vereador Deucimar Silva. Ele deveria começar a prestar esclarecimentos às 19h, mas com a demora no depoimento de Iran, que teve início por volta das 16h30 e se estendeu até as 22h, a oitiva do presidente do Legislativo foi adiada. Jornalistas foram vencidos pelo cansaço. Os jornais impressos derrubaram a pauta por causa do horário de fechamento da edição.

   A defesa de Lutero Ponce já comemorava o fato de poder inquirir Deucimar sem acompanhamento de jornalistas quando o parlamentar, orientado por sua assessoria jurídica, requisitou que, diante da hora avançada e da iminência do depoimento se estender madrugada a fora, pediu para ser ouvido nesta quinta. Taques, que declarara a jornalistas que precisaria de seis horas para interrogar Deucimar, aceitou a proposta, mas houve divergência quanto à data. Após muito debate, ficou definido que o depoimento será colhido nesta nesta quinta, às 14h. Os vereadores Antônio Fernandes (PSDB), Chico 2000 (PR), tido como aliado de Lutero, e o próprio ex-presidente acompanham os trabalhos. As investigações são conduzidas por Francisco Vuolo (PR), Lueci Ramos (PSDB) e Lúdio Cabral (PT) (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Lindomar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    No Brasil inteiro as casas legislativas transformaram-se em grandes pizzarias. O pseudos representantes do povo são artistas em ação no picadeiro a defender interesses próprios. A Câmara de Cuiabá não seria excessão. Esta CPI do Lutero, quanto mais durar, mais fritara os vereadores e aumentará a rejeição da sociedade pelos defensores e o réu Lutero Ponce.
    Não importa porque CPI alguma resultou em sansões importantes. O que vale e o inquérito policial, este sim, muito bem feito, e o empenho do Ministério Público na defesa do erário. Lutero e seu rábula poderão fazer de palhaços os vereadores mas não escaparão da justiça. è nisso que confio.

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...