Últimas

Terça-Feira, 24 de Novembro de 2009, 17h:41 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

CONCURSO

ONG Moral quer danos morais para candidatos lesados

   O presidente da ONG Moral, Ademar Adams, cogita a possibilidade de ingressar na Justiça com pedido de indenização por danos morais coletivo contra o governo estadual. Segundo ele, os mais de 270 mil inscritos para concorrer a mais de 10 mil vagas do concurso sofreram danos não apenas materiais como psicológico com o cancelamento das provas. “Defendemos a indenização a todos os atingidos por essa falta de respeito do governo”.

   Em relação à Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), contratada pelo Poder Executivo por meio de convênio para organizar e aplicar as provas, Ademar avalia que a instituição teve co-participação nos danos e prejuízos acumulados pelos inscritos. “Mas o grande responsável é o governo do Estado, ao qual a Unemat está vinculada”, avalia.

   Ademar pondera que os valores decorrentes das indenizações por danos morais são estipulados pelos juízes por critérios subjetivos. “Por isso, não dá para fazer uma previsão de quanto cada candidato poderá ser ressarcido pelos prejuízos”. Caso a Justiça Estadual acate a Ação Civil Pública, o presidente da ONG Moral solicitará ao governo a lista com nome e endereço dos candidatos. O pedido de indenição é elaborado pelo assessor jurídico da entidade, Bruno Boaventura, e deverá ser protocolado nesta quarta (25). (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • independente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem babacas prá todos os gostos!! Esses caras
    aí acima que critícaram a Ong Moral, não devem
    ter participados do famigerado concurso, por
    isso ficam falando besteiras. Vão Chupar prego
    até virar tachinha, seus idiotas........

  • Britto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pergunta ao homem da familia adams, E quem foi lesado quando votou no seu pinoquio como fica.......

  • carlos saldanha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Comentários contra a atitude da Ong concernete ao pedido de ressarcimento dos danos sofridos pelos candidatos, é natural por aqueles que vivem da tetas do governo. O que não podemos, é nos calar diante de tantas incompetências dessa turma da botina, que vive dando chute nas nádegas do povo. Os candidatos gastaram os seus parcos recursos, nesse concurso, principalmente os que vieram de longe.

  • Idur | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Luis Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta ação deveria ser impetrada contra as pessoas dos gestores (diga-se blairo, vitto, reitor...). O dinheiro para pagar as indenizações deve sair do bolso deles e não do nosso.

  • Geferson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    essa ong mortal não presta para nada.............só sabem criticar....................pq não criaram comissaõ antes ..............agora querem aparecer..........na operação Pacenas nada fizeram............essa turma é só papo fiado....................sai fora ong de nada......ONG IMORAL

  • DUARTE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para com isto Sr. Presidente ADEMAR ADAMS, os candidatos só querem fazer as provas, deixe acontecer o concurso, depois o Sr. e demais movem ação....

  • eduardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ademar, louvo a iniciativa pela ação de indenização, no entanto, creio que isso apenas não basta, é preciso reparar o grave prejuizo aos cofres públicos, que dizem ser da monta de 5 milhões de reais, que é dinheiro para fazer muito programa de inserção social. já que os deputados caititus não fazem o seu papel que seria criar uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar as diversas irregularidades que culminaram pelo cancelamento do concurso público, cabe a sociedade civil requerer junto ao ministério público para apurar cada uma das diversas denúncias registradas por ocasião do concurso. É só buscar na mídia, nas diversas reportagens, que você terá o leque de irregularidades levantadas. O único do ministério público que levantou algum questionamento até agora foi o dr.paulo prado em relação a participação ou não da UNEMAT. A sociedade matogrossense sabe que não basta apenas substituir a UNEMAT, o que importa é corrigir os vicios e ilegalidades cometidas, que ao que tudo indica com a conivência do próprio governador do estado, que foi quem assinou o edital do concurso. Acredito na ong Moral e espero que essas providências sejam tomadas também, além é claro, da própria indenização dos concursandos.

  • jose b s gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se não estou enganado, acredito ser juridicamente possível ajuizar ação diretamente contra o agente político que deu causa ao dano seja material ou moral. Não custa tentar. Caso não seja possível, então é preferível deixar pra lá. O Estado perde na justiça mais ganha na enrolação, vira precatório e não paga nunca. É mais angustia, mais sofrimento e decepção.

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...