Últimas

Quarta-Feira, 11 de Julho de 2007, 09h:11 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

ONG’s , ameaça anunciada.

     De há muito, venho escrevendo sobre a questão da Soberania Nacional, em função da omissão e aquiescência de nossos líderes, ou melhor, de nossos governantes, porque um líder não se sujeita a subserviência.
     Li na coluna do Cláudio Humberto, além de tudo o que há de interessante nela: “Estrangeiros donos de 172 mil hectares em RR” (04/07/2007) e ainda, “Soberania ameaçada” (08/07/2007), e então percebi,  que não estava sozinha nessa causa relevante que é o Brasil.
     A nossa soberania vem sendo ameaçada há muitos e muitos anos. O Governo FHC foi primoroso nisso. A continuidade dele, não obstante as negativas, continua  atentando contra os interesses da Nação Brasileira.
     Esses 172 mil hectares de terra adquiridos por uma ONG é insignificante, no que tange à apropriação indébita deste grande País como “bem internacional”, porque, sob os olhos de nossos governantes, isso acontece dia após dia e é uma pequena parte do que já não é nosso.
     O cientista Adalberto Luis Val, Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, revelou que “70% dos conhecimentos produzidos sobre a  região têm origem em outros países e se saber é poder, a soberania na Amazônia está reduzida a 30%”.
     Por que, ao contrário de perseguir brasileiros, homens da Amazônia, do Pantanal e do Cerrado, elaborar e aplicar Leis medíocres e subservientes, dar aos estrangeiros, o que temos de mais precioso, os nossos inditosos governantes não cumprem o seu papel, e, com dignidade e espírito de nacionalismo, coisas estas que sempre pregaram e que não cumprem, não se preocupam em saber quem está em nosso território e o que fazem aqui? Disfarçados de religiosos, pesquisadores........ 
     Por que, ao contrário de nos roubarem deslavadamente, não empreendem luta digna de amor ao Brasil e fazem com esses estrangeiros, o que eles fazem conosco lá fora? Será que esses homens que ocupam o Poder, acham  seriam alguém,  sem os cargos que ocupam,  nos Estados Unidos, por exemplo? Se acham que sim, comprovam a burrice política que assola esta Nação, que só é Nação ainda, porque  muitos lutam por ela.
     Como os “deuses americanos” fizeram, o Brasil está massacrando seus índios, originários donos e legítimos possuidores deste grande território. Está transformando nosso povo em massa de manobra “imbecil e facilmente dominável” pelos interesses internacionais.
     Se tiverem coragem, venham a público dizer que sabem o que está acontecendo na Amazônia e no Pantanal. Venham nos dizer que têm a competência e a dignidade de, pelo menos, saber o que estão nos roubando.
     Venham nos dizer  que sabem e se omitem. Que sabem e não têm coragem suficiente para enfrentar a realidade. Que sabem, mas não têm dignidade e compromisso com o Brasil, para exercer o nosso direito de SOBERANIA.
     No entanto, essa ameaça anunciada de há muito, não foi rechaçada pelo povo, que se contenta com auxílios governamentais, esmolas para manter a escravidão política.
     Homens públicos desejando se comparar a este ou aquele governante.
     O que importa é ser comparado a alguém, ou ser alguém e representar um marco na história do País?
     O fato é que, o Brasil está perdendo sua identidade. Seu povo está como caminhante no deserto. Seus recursos naturais estão sendo entregues em troca da vaidade e da soberba de seus mandatários, sem esquecer é óbvio, da desonestidade.
     Parece que a frase de Getúlio Vargas “Este povo de quem fui escravo, jamais será escravo de ninguém” está fora de moda e fora do dicionário de brasilidade.
     A Soberania Nacional está acima de tudo, e principalmente, acima dos nossos homens públicos pobres de visão, ambiciosos e imbecis, que deveriam ser execrados em praça pública, porque  o Brasil não merece ser entregue aos abutres sob a forma de Ong’s, que desejam e estão conseguindo, nos transformar em  eunucos e asseclas. O perigo deixou de ser ameaça. Agora é realidade. 

Oriana Paes de Barros é procuradora federal aposentada e pecuarista
                     

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...