Últimas

Sexta-Feira, 07 de Novembro de 2008, 15h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

INVESTIGAÇÃO

Operação "lacra" veículos a serviços do governo

  A Operação Ação Imediata, deflagrada nesta sexta (7) em Cuiabá pela Delegacia Especializada de Crimes Contra a Administração Pública e Fazendária, acabou resultando na apreensão de três caminhões de empresas que prestam serviços ao governo do Estado. Um deles, ironicamente, está com adesivo no parabrisa com a seguinte frase: "Blairo Maggi governador 23". O 23 é o número do PPS, partido pelo qual Maggi conquistou o Palácio Paiaguás em 2002. Hoje ele está no PR, número 22.

   Os três caminhões estão recolhidos no pátio da Sefaz. Um é Mercedes-Benz de cor vermelha e placas JYW-4050 de Cuiabá. Outro está identificado como da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública. Traz a placa JYG-2157 e tem adesivo com nome do governador e o número 23. Esse caminhão apresenta uma frase de efeito que acabou por chamar atenção pela similaridade com o nome da operação: "Segurança Ação Imediata". O terceiro caminhão apreendido, de placas JJB-5725, tem a logomarca do governo do Estado.

   A Delegacia Fazendária não revelou ainda o que esses caminhões estavam transportando e quem são os responsáveis. Uma entrevista coletiva nesta sexta acabou cancelada, mesmo após a convocação da imprensa. Ficou para segunda (10).  A Fazendária informa que a operação buscou cumprir seis mandados de busca e apreensão em empresas e residências da capital mato-grossense.

  A "Ação Imediata" foi conduzida pelos delegados Lusia de Fátima Machado, Rogério Atílio Modelli e Maria Alice Amorim. Eles revelam que foram apreendidos documentos, computadores e realizado sequestro de bens imóveis, dinheiro e veículos. Não há prisões. As buscas foram feitas em quatro residências e uma empresa, que tem duas sedes na Capital. A delegacia investiga fraude em constituição de empresas e na execução de processos.

(21h30) - Pai de adjunta de Cultura é dono de caminhões

  O empresário Paulo Leão, pai da secretária-adjunta de Estado de Cultura, jornalista Franciele Leão, ficou na bronca com o Palácio Paiaguás por causa da Operação Ação Imediata, desencadeada pela Delegacia Fazendária, em sintonia com a secretaria de Administração, sob Geraldo de Vitto. Acontece que os caminhões apreendidos pertencem a empresa do empreiteiro, que foi um dos coordenadores da campanha à reeleição de Maggi e que hoje presta serviços ao governo.

   As denúncias seriam de supostas fraudes em processos licitatórios. A Delegacia Fazendária vai se pronunciar sobre o assunto na próxima semana. Paulo Leão é muito ligado ao ex-secretário de Infra-Estrutura, Educação e Casa Civil, Luiz Antonio Pagot, hoje diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), de quem Franciele era assessora antes de integrar o segundo escalão do governo Maggi.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Alice Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A toda poderosa, inatingivel, arrogante Francielle Leão tem um pai dado a esse tipo de ilicito???
    Ela Secretária Adjunta da Cultura e Presidente substituta do Conselho Estadual de Cultura, onde aprova projetos culturais é muito estranho!!!!
    Está mais do que na hora de tirar essa moça juntamente com o Pitaluga e toda sua corja da Cultura...as coisas estão feias por lá.....
    A Professora Luiza Pereira, funcionaria do Conselho Estadual de Cultura tem reclamado muito a todos os proponente que lá vão???
    Parece que os terreiros as macumbas não estão mas dando certo!!!kkkkkkk

  • Pedro Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa Francielle Leão e o pai são famosos......
    Mas protegidos de Pagot.
    então tá!!!

  • André de Oliveira Curimbatá | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A CASA COMEÇOU A CAIR!
    Franciele nunca foi jornalista, não sei do resistro dessa moça e nem de que caminhão caiu. Possivelemente reja... que nem o pai. Entrou na secretaria de cultura,graças a intervenção de Pagot ,e em retribuição aos pagamentos de empreiteiros feitos na SINFRA.
    os ratos começaram a aparecer.
    Até voçe Franciele!

  • Luiza Ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...