Últimas

Sábado, 26 de Maio de 2007, 10h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Orçamento e corrupção

      Há divisão no Congresso sobre a conveniência de se criar, ou não, uma Comissão Parlamentar de Inquérito, com o objetivo de apurar a sofisticada metodologia desenvolvida, ou aperfeiçoada, pela construtora Gautama para cometer todo tipo de fraudes em concorrências de obras públicas.
     Falcatruas dessa natureza são, em nosso país, praxe antiga, recorrente e que tem recrudescido nestes quatro anos e quatro meses de governo do presidente Lula. São "espertezas" que permitem a manipulação de concorrências, os recebimentos por obras e reparos jamais executados, ou a cobrança pelo emprego de material de alta qualidade quando, de fato, se utiliza o que de pior existe.
     A Gautama seria apenas personagem adicional de uma história longa deplorável, não fora a relevante circunstância de gerar, no Legislativo, uma parte do ferramental com que tem saqueado os cofres públicos, representado, predominantemente, por emendas ao orçamento.
     E as emendas chamadas de bancada, aquelas que não têm autoria individual, são as ferramentas preferidas para a construção dessas relações ilícitas entre alguns parlamentares, empresários e ministros e outros funcionários do alto escalão do Poder Executivo.
     Não faltam, entretanto, casos em que o autor de emenda individual, para ocultar as próprias responsabilidades, obteve o apoio de colegas de legislatura ou da bancada inteira de seu Estado para sua tramóia. Mas o parlamentar que emporcalha o próprio mandato aceitando propinas, não teria êxito se não tivesse um seu equivalente dentro do ministério e até dentro de gabinetes de ministros, como temos visto neste últimos tempos.
     Afinal, a manipulação de editais, a vista grossa para obras não concluídas e regiamente pagas não passam pelo Congresso Nacional.
     Os indícios levantados pela Operação Navalha apontam para a necessidade de conjugar doses maiores de transparência e controle na feitura do Orçamento com a criação de canais de denúncia anônima - similares aos que Polícia utiliza para ser informada de crimes de outra natureza - e, principalmente, programas que, no médio prazo, fortaleçam o sentimento de cidadania.
     Mas a navalha das investigações policiais tem quer usada, também, para rasgar a cortina que, muitas vezes, encobre as ações do Poder Executivo e esconde a mão que assina, na outra ponta, a liberação do dinheiro dos fraudadores e recebe envelopes recheados.
     É indispensável que as pessoas, sensibilizadas, vejam no roubo do dinheiro público mais que um dano ao governo, uma lesão ao patrimônio comum que afeta, diretamente, o bolso de cada uma.
     Enquanto caminhamos rumo a esse horizonte, o Parlamento deve exercitar, com objetividade e rigor, a missão de investigar a extensão e as ramificações da fraude, identificar autores e coniventes e, quando for o caso, excluí-los de seu meio.
     Isso exigirá, do Legislativo, coragem para, quando necessário, cortar na própria carne e, dos partidos, para não poupar figurões que tenham perdido a capacidade de distinguir entre o bem público que administram e o seu patrimônio pessoal.
     O momento vivido pelo país exige a depuração dos desonestos e o reavivamento das hoje embaralhadas linhas que separam o correto e o incorreto.

Antônio Carlos Pannunzio é líder do PSDB na Câmara dos Deputados

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.