Últimas

Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2008, 11h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

JUDICIÁRIO

Órgão Especial não permite fechar 14 comarcas


Membros do Órgão Especial acompanham voto favorável do relator Licínio Carpinelli
Foto: Marcus Vaillant 

   O Órgão Especial do Tribunal de Justiça decidiu barrar o projeto da Mesa Diretora que fecharia 14 comarcas. Com isso, acabou atendendo aos anseios de segmentos da área jurídica, principalmente advogados, que estavam temerosos com as dificuldades que passariam a enfrentar na atuação em algumas regiões - veja aqui.

    Em sessão nesta quinta, o desembargador Lícinio Carpinelli Stefani apresentou um relatório contra o fim dessas comarcas. Os demais membros do Corte acompanharam-no. O projeto, que já tinha obtido aval dos deputados na Assembléia, previa o fechamento daquelas comarcas onde estivesse tramitando menos de 500 novos processos por ano.

   A pedido da Corregedoria-Geral de Justiça seriam suspensas as comarcas de Apiacás, Campinápolis, Nortelândia, Nova Ubiratã, Novo São Joaquim, Paranaíta, Porto Esperidião, Querência e Tabaporã. Já a pedido do Ministério Público seriam extintas as de Feliz Natal, Itaúba, Nova Canaã do Norte, Jauru e Terra Nova do Norte. Assim, ao todo, somam 14.

   Segundo Carpinelli, o custo necessário para o funcionamento da comarca é irrisório diante da sua importância social. "Sem Justiça não há ordem, portanto, todo e qualquer investimento que tiver que ser feito para garantir a presença da Justiça nos mais distantes rincões", defendeu o relator.

   O Judiciário, sob o desembargador Paulo Lessa, possui um orçamento para este ano de R$ 375 milhões, já incluindo os R$ 64,8 milhões do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta mais de R$ 260 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários. Dos 141 municípios, há comarcas em 79. (Pollyana Araújo) 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Regis Rodrigues Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É decisão sensata do Des. Licinio, pois, por menos processos que tenham as comarcas que seriam suspensas, com certeza elas têm processos de suma importância para as partes, que, em muito casos, se viam impossibilitados de obterem Justiça devido à grande distância que os separavam da Comarcas e Fóruns. Entendo que antes de se cogitar em fechar comarcas é preciso primeiro verificar se há ou não funcionários e magistrados com salários altíssimos, e regalias exorbitantes. Temos um dos maiores valores de custas processuais cobrados do jurisdicionado do Brasil, o que inviabiliza o recolhimento destas por parte da grande maioria dos mesmos. PENSO QUE SE OS NOBRES DESEMBARGADORES RESOLVESSEM DIMINUIR O VALOR COBRADO EM CUSTAS PROCESSUAIS, REDIMENSIONASSE O VALOR MINIMO PARA A OBTENÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS DA JUSTIÇA GRATUITA, certamente recolheriam-se mais valores ao cofres do Judiciário, na medida em que se têm mais processos pela Justiça Gratuita devido aos altos valores cobrados. Penso também que o OBJETIVO DA JUSTIÇA, e por conseguinte, DO JUDICIÁRIO, NÃO SEJA OBTER LUCRO, MAS SIM LEVAR JUSTIÇA ONDE ELA NÃO EXISTE E PARA QUEM É CARECEDOR DA MESMA. Por tanto, o Judiciário deve estar presente onde já se foi possível chegar, e deve se esforçar o máximo para chegar onde não chegou e, caso falte verbas para manutenção que se pleitei junto ao Governo do Estado aumento do duodécimo, pois verbas fartas existem, tanto que a gente vê gastos injustificáveis por toda banda, e má versação de dinheiro público por todo lado. Que pleitei aumento do duodécimo ao Judiciário para não mais se ter pensamentos funestos de fechar comarcas, diminua os salários de funcionários, juízes e desembargadores, pois com certeza tais salários estão muito acima da média nacional. Ora, isto é como dar um pirulito à uma criança e depois tomar....

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...

Estado paga os servidores nesta 6ª

mauro mendes 400 curtinha   Servidores do Estado recebem salário de fevereiro hoje, dentro do mês trabalho. É a sexta vez seguida que o governador Mauro Mendes consegue pagar a folha dos ativos, inativos e pensionistas antes da virada do mês, depois de promover reformas, redução da máquina e...

Sistema de saúde sob colapso em ROO

Em Rondonópolis, cidade-polo da região Sul, que abrange 17 municípios, não há mais leitos de UTI para socorrer pacientes em quadro grave de Covid-19. Todos os 30 do hospital Santa Casa estão ocupados, inclusive um leito de UTI reservado para atender outros casos, acabou destinado para paciente com o novo coronavírus. Há 10 leitos de UTI no Hospital Regional e todos também estão lotados. Várias pessoas em...