Últimas

Segunda-Feira, 05 de Março de 2007, 07h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

PAC, pac, pac da educação

    O governo federal pretende pôr em prática um conjunto de medidas para melhorar a qualidade de ensino no país, sobretudo na educação básica (fundamental e média), por meio de aporte orçamentário e mudanças em regulamentações. O plano está sendo apelidado de PAC da educação, em alusão ao Programa de Aceleração do Crescimento. Conta com R$ 500 milhões. Nesse montante não estão inclusas as verbas do Fundo da Educação Básica (Fundeb), principal projeto do atual governo na área.
     O MEC anuncia ainda que negocia outros R$ 400 milhões com a área econômica. Recursos, pelo visto, não faltam. O que falta mesmo é vontade política e a determinação em bem aplicar o orçamento. Assim como o PAC original, o da educação tende a andar a passos lentos. Não consegue nem seguir os passos do pac, pac, pac... da modelo na passarela.

 

    Esse novo pacote de investimentos na área educacional é propagado como uma nova aposta do MEC para reverter os maus desempenhos dos alunos em exames nacionais, cada vez mais com piores notas. Nessa discussão, bem que o governo poderia dar espécie de um apoio técnico mais consistente às cidades com as maiores dificuldades no ensino, aquelas que têm mais problemas com fatores como evasão, repetência e desempenho nos exames nacionais (como a Prova Brasil).

     Aliado a isso, deveria também investir na formação de professores e em tecnologia. Nossos gestores, de um modo geral, se contentam com o orçamento de 25% ao setor. Acham que cumprindo o limite mínimo de investimentos na educação está de bom tamanho.

    São muitos os desafios na área educacional. O país está se arriscando a viver um apagão nesta área vital para o futuro brasileiro, a exemplo do que aconteceu no setor de energia elétrica.

     Faltam hoje pelo menos 30 mil professores da quinta à oitava série do ensino fundamental e de todo o ensino médio no Brasil. É uma realidade que só tende a se agravar com o crescente aumento de matrículas nessas etapas escolares. Para atender ao número de alunos hoje existentes na rede pública, que corresponde a 90% do universo de matrículas, são necessários mais de 230 mil professores no ensino médio e cerca de 500 mil nas turmas de quinta à oitava série. O desfalque é maior nas áreas de ciências e matemática.

     Há duas explicações para a falta de professores: a explosão do crescimento do ensino médio e outros mercados de trabalho que têm atraído os docentes. No Brasil, se faz pouco para acelerar a formação de professores e prevenir um colapso iminente.

     Outra preocupação é quanto ao analfabetismo. Apenas 25% dos brasileiros acima dos 15 anos têm domínio pleno das habilidades de leitura e de escrita. Isso significa que só um em cada quatro brasileiros consegue entender totalmente as informações de textos mais longos e relacioná-las com outros dados. Uma recente pesquisa do Ibope revela que 38% dos brasileiros podem ser considerados alfabetos funcionais, pois não conseguem utilizar a leitura e a escrita na vida cotidiana. Desses, 8% são absolutamente analfabetos, e 30% têm um nível de habilidade muito baixo, ou seja, conseguem somente identificar uma informação simples em um só enunciado, como um anúncio. O triste é que de um a três anos de estudo, o percentual dos que não têm condições básicas de alfabetização atinge 83%.

      A história mostra que as políticas públicas na área educacional também têm fracassado na tentativa de atrair adultos. Nos últimos 25 anos, o Brasil fez a transição da ditadura militar para a democracia e teve seis presidentes. Todos tentaram atacar o problema do analfabetismo adulto. Não conseguiram, porém, atrair os analfabetos para a sala de aula.

Romilson Dourado é jornalista, editor de Política de A Gazeta e escreve neste espaço às segundas-feiras


Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

3 ex-prefeitos se juntam em Poconé

meire pocone 400 curtinha   Em Poconé, o prefeito Tatá Amaral, filiado ao DEM do governador Mauro e apoiado pelo ex-federal Fábio Garcia, está disposto a buscar a reeleição, mesmo com uma gestão pífia, isolado politicamente e com alto índice de rejeição. Enquanto isso, as...

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.