Últimas

Terça-Feira, 07 de Agosto de 2007, 14h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

SABATINA NO SENADO

Pagot começa a discursar; veja o que ele disse

   Indicado pelo presidente Lula para a direção-geral do Dnit, Luiz Pagot, está suando a camisa neste momento para convencer os 23 senadores da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura a aprovarem o seu nome. Pagot começou a discursar.

   Confira abaixo.

   "Senhor Presidente desta Comissão, Senador Marconi Perillo, Exmo. Senhor relator Jayme Veríssimo de Campos. Exma. Senadoras e Exmo. Senadores, membros desta comissão agradeço antecipadamente a boa vontade e a paciência no transcurso da sabatina.
Nos últimos 20 anos participei de maneira dedicada ao debate e apoio a implementação adequada de políticas públicas relacionadas a infra-estrutura nacional.
Das reinvidicações para a implementação da Ferroeste no Estado do Paraná, a revitalização dos Portos de Paranaguá, São Francisco do Sul e Rio Grande, passando na década de 90 pelas discussões do sub-grupo 5 do Mercosul (transportes) e posteriormente engajado em temas como eixos estruturantes, corredores de exportação, integração dos modais, e ainda com ações diretas no Corredor Noroeste de Exportações e Hidrovia Madeira-Amazonas, foram anos de estudo, trabalho e constantes peregrinações ao Ministério dos Transportes e a todos os organismos governamentais ligados as atividades afins.
Os anos de conhecimento adquiridos e o longo processo de aprendizado profissional, aqui incluindo aqueles que passei como Oficial da Marinha do Brasil, foram determinantes para a participação em projetos como: os portos fluviais de Porto Velho e Itacoatiara, a navegação de grande performance dos rios Madeira e Amazonas  e os mais de dois mil quilômetros de rodovias e vias urbanas pavimentadas no Estado de Mato Grosso. Obras que primaram pela qualidade com preços competitivos.
O relacionamento constante com instituições, autarquias e grandes empresas públicas e privadas, entre elas o BNDES e a Petrobrás Distribuidora, a acumulação de tarefas, divididas com centenas de cidadãos a quem coordenei, orientei, liderei e ofereci oportunidades e, com as quais executei obras voltadas ao bem comum, com certeza acrescentaram ao meu currículo profissional a experiência necessária para missões como as do DNIT.
Estou me apresentando  para o serviço de pé e a ordem, sei que as tarefas não são poucas e nem pequenas, porém tenho convicção que junto com os companheiros do DNIT superaremos as dificuldades para darmos seguimento ao
Programa de Aceleração do Crescimento e as centenas de projetos e obras em diversos estágios de execução.
Pretendo estabelecer três linhas de ações que considero imprescindíveis para a resolutividade do DNIT.
Primeira: A modernização administrativa, com um modelo de gestão que contemplem uma nova postura jurídica e fisco contábil, planejamento estratégico permanente e integrado e um ambicioso programa de tecnologia da informação que se transforme em ferramenta vital para o desempenho almejado e agilização dos processos. Será importante a modificação de procedimentos para que a base administrativa responda a altura dos desafios impostos pelos seqüenciais programas de obras. Para tamanha demanda é necessário que o Sistema de Gestão Estratégica Operacional entre em funcionamento com eficiência ainda este ano.
Segunda: A integração institucional com a visão do compartilhar tarefas, dividir responsabilidades criando uma ampla frente de relacionamento profícuo com os diversos órgãos, autarquias, setores do governo e da sociedade que interagem com o DNIT, com a finalidade de dar celeridades aos processos. Obras não licitadas, interrompidas ou embargadas, por mais válidos que sejam os argumentos contribuem para a superação econômica e o desalento social, pois via de regra sacrificam regiões, inibem oportunidades e acrescentam custo de vida. Com o Congresso Nacional quero ter a mais perfeita harmonia, ouvindo seus membros, que são os mais legítimos portadores dos reclames das necessidades nacionais.
Tenho certeza que encontrarei respaldo e amparo necessários para que a modernização, a desburocratização e a celeridade nas ações desenvolvidas, atinjam as aspirações de cada cidadão e, por conseguinte de seus representantes.
Asseguro à todos que não faltará trabalho diuturno para que em conjunto com esta importante Comissão de Serviços de Infra-estrutura e demais organismos governamentais consigamos encontrar amparo institucional para a consecução dos objetivos.
Terceira: A eficiência operacional que envolve: planejamento, projetos, descentralização, pesquisa, ousadia, responsabilidade assumida, formação continua de quadros e planos logísticos que possam contribuir com a redução das desigualdades regionais e para o crescimento da nação. Será relevante passar do diagnóstico para a ação.
Neste processo de revitalização do DNIT espero poder contar com a participação dos funcionários do órgão. A valorização profissional estará na ordem do dia, mas será essencial a priorização da aprovação dos planos de cargos e salários e do concurso para engenheiros. A descentralização das ações transferindo mais tarefas as Unidades Regionais, agora Superintendências, será importante para reduzir o tempo de execução das obras e caberá ao órgão nos próximos meses programar os meios adequados sem os quais as Unidades não terão como cumprir com as responsabilidades imputadas.
O conjunto de obras previstas até 2.010 é muito importantes a nação. Para a sua execução será vital a implementação de um eficaz programa de aprimoramento de fiscalização, com metodologia e equipamentos que permitirão aos fiscais a correta e ágil conclusão das tarefas, e ainda, que facilitarão o trabalho aos órgãos de controle externo.
Em resumo a modernização administrativa, a integração institucional e a eficiência operacional são determinantes para execução das ambiciosas metas do PAC e todas as demais tarefas determinadas ao DNIT. Entre as inúmeras obras considero importante priorizar a adequação e conservação, a recuperação e a reestruturação da nossa imensa malha rodoviária, invejável patrimônio nacional a ser preservado, e que necessita de um volume anual de recursos da ordem de 2 bilhões de reais de acordo com o PNL&T de 2.007. Ao planejar as ações na malha rodoviária deve-se considerar os serviços de sinalização e a implantação do sistema de pesagem ambos fundamentais para a trafegabilidade das rodovias.
O PAC traz em seu planejamento um conjunto de obras essenciais para a integração dos modais  que permitirão a retomada do crescimento econômico em regiões hoje estagnadas e sem perspectivas. A utilização da multi-modalidade amplia as oportunidades, contribuindo com a sustentabilidade e a redução dos custos em toda escala, inclusive o custo de vida de milhares de pessoas.
Planejar e perseguir com insistência para implementação de projetos de ferrovias e hidrovias é dever do DNIT como forma da modificação da matriz de transporte e principalmente de oportunizar economicidade a um sem número de novos negócios, não só em regiões de fronteiras agrícolas, mas em regiões de fronteira mineral e dos grandes projetos florestais que começam a ganhar forças em imensas áreas degradadas, porém longe dos centros consumidores ou dos terminais de exportação.
Ainda, com o foco da multi-modalidade a implantação dos chamados Sistemas Inteligentes de Transportes requer a integração de um eficiente Sistemas Portuário, e agora, com as grande demandas de bio-combustível, bio-diesel ou simplesmente do etanol será de boa prática acrescentar ao planejamento os polidutos  e seus terminais regionais integradores. Novos desafios a uma economia equilibrada e em crescimento.
Nesta linha de oportunidades rumo ao futuro a implantação de uma malha hidroviária é imprescindível e incrementará desenvolvimento a dezesseis estados brasileiros com geração de emprego e renda a centenas de fluviários, metalúrgicos, soldadores e outras categorias, contribuíndo para a segurança alimentar, reduzindo o custo Brasil e das compensações agrícolas para muitos produtos em diversos estados.
Na busca de soluções para melhorar os modais as concessões devem ser priorizadas, todavia com marcos regulatórios bem definidos, com modicidades de tarifas e com cronogramas compatíveis com o ciclo de desenvolvimento regional.
Amplas são as tarefas e ensejam patriotismo, cidadania e obstinação, elos fortes da mesma corrente que contemplam parcerias institucionais, evolução de conceitos, transformação de atitudes e quebra de paradigmas.
Melhores de que as palavras serão as ações. Permitam Exma. Senhoras Senadoras e Exmo. Senhores Senadores que eu auxilie ao Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao Ministro dos Transportes Senhor Alfredo Nascimento e ao Congresso Nacional para que o DNIT possa cumprir seu papel institucional.

Muito obrigado. E que o Espírito Santo Paráclito nos ilumine!"

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Isabel Maia Eça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dr. Luis Antonio Pagot,



    Mais uma vitória conquistada com seus méritos de grande líder e responsabiliadade que quem o conhece sabem o grande homem que é o Senhor, Obriga por colocar nosso Mato Grosso Estado que escolhemos para nossa morada bem como para nossas lutas e conquistas para termos sempre um Estado melhor mais promissor e acolhedor para quem busca uma oportunidade assim como nós que aqui chegamos e com trabalho e competência tivemos nossos lugares junto aos irmãos Brasileiros acima de tudo, irmãos de Mato Grosso

    Não poderia ser diferente vossa apresentação um guerreiro sempre esta aposto para as batalhas que a vida os encube. Parabéns pela belíssima apresentação digna de quem sabe o valor do trabalho e o compromisso com que encara o bem público
    “ Estou me apresentando para o serviço de pé e a ordem,”


    Desejo ao senhor sorte porque competência jamais faltara ao grande homem que o senhor é

    Essa vitória e do Estado de Mato Grosso, pois e assim que esta sendo conduzida a ida do nosso querido Luis Antonio Pagot.

    Parabéns Trator agora e com o senhor estou muito feliz tenho essa conquista como nossa por saber que jamais o senhor teve em sua vida conquistas individuais e sim coletivas!!!!

  • Patricia dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    "Com ordem e tempo se encontra o segredo de fazer tudo, e fazê-lo bem feito esse é o PAGOT que Mato Grosso, CONHECE E CONFIA,RUMO A MAIS UMA GRANDE MISSÃO.

  • olga | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Espero que o Pagot, com sua visão para além das coisas pequenas, possa cumprir suas atividades no DNIT de forma plena.
    Boa sorte Pagot!

    Olga Lustosa

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

Bezerra ignora filiado do seu filiado

carlos bezerra 400   Carlos Bezerra (foto), o "cacicão" do MDB, abandonou antes da hora o palanque de Emanuel Pinheiro, mesmo se tratando do filiado mais importante em representatividade partidária no Estado. Bastou a pesquisa Ibope mostrar que o prefeito da Capital estava atrás de Abílio nas intenções de...

Sob ataques e humilhação e vitorioso

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) se emocionou ao falar com a imprensa neste domingo, pela primeira vez como prefeito reeleito. Lembrou que foi atacado não só neste período eleitoral, mas desde o início do mandato. Destacou a aprovação popular, com 86% de avaliação...

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

MAIS LIDAS