Últimas

Segunda-Feira, 26 de Março de 2007, 10h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

Pagot se recusa a fazer lobby junto a senadores

Cotado para Dnit, assessor de Maggi avisa a futuro ministro que não vai procurar senadores antes da sabatina

    O secretário de Estado de Educação, Luiz Antônio Pagot, disse não à sugestão apresentada pelo senador Alfredo Nascimento (PR-AM), futuro ministro dos Transportes, no sentido de fazer lobby junto aos senadores para ter o nome aprovado na sabatina e, assim, poder assumir a direção-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).

    Pagot esteve reunido com Nascimento semana passada. No encontro, o futuro ministro pediu que o principal interlocutor político do governador Blairo Maggi aproveitasse um encontro de senadores que acontece esta semana em Fortaleza para buscar apoio político. Pagot observou que tinha sido convidado pessoalmente pelo presidente Lula para comandar o Dnit e, depois, pelo próprio Nascimento, e que não considerava ético se submter a lobby para passar na sabatina no Senado.

    O trator da administração Maggi comentou ainda para Alfredo Nascimento que, se o nome não fosse aprovado pelos senadores, não teria problema, pois está gostando de atuar como secretário de Educação de Mato Grosso. Mesmo sob a chancela do presidente da República e do Ministério dos Transportes, para ocupar o cargo de diretor-geral do Dnit, o nome indicado precisa passar por sabatina dos 81 senadores. Pagot afirma não temer por esse obstáculo. Assegura ter conhecimento técnico suficiente para convencer os congressistas a avalizar o seu nome. Um dos partidos que estão de olho no Dnit é o PMDB, do deputado federal mato-grossense Carlos Bezerra.

   Além de Lula, Nascimento e do governador Maggi, Luiz Pagot conta com respaldo da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

   O cargo de diretor-geral do Dnit é um dos mais cobiçados da estrutura da máquina federal. Comanda R$ 12 bilhões por ano, um orçamento três vezes superior ao do Ministério da Agricultura, que é de R$ 4 bilhões.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Julião das Neves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mal informado o texto. Dilma jamais apoiaria Pagot. E mais: Pagot saiu da boca de Blairo, de ninguém mais.

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

Reeleição consagradora e base forte

leonardo bortolini leo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito Léo Bortolin (foto) mostrou nas urnas ser mesmo um líder político emergente da região. Ele assumiu o Executivo, após vencer a eleição suplementar em novembro de 2017, com 69% dos votos válidos. Agora foi à...

Vereador eleito diz não apoiar Abílio

eduardo magalhaes 400 curtinha   Release produzido pela campanha de Abílio Júnior anuncia que 13 dos 25 vereadores eleitos e/ou reeleitos estão apoiando o candidato do Podemos neste segundo turno em Cuiabá. E incluiu na lista Eduardo Magalhães (foto), do Republicanos. Mas o próprio Magalhães,...

Ibope mostra acirramento Abílio x EP

abilio junior 400 curtinha   O primeiro resultado da pesquisa Ibope deste segundo turno, revelado hoje pela TVCA, apontando Abílio (foto) com 48% e Emanuel com 40% das intenções de voto, empatados tecnicamente dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, é uma mostra do quanto está...

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...