Últimas

Sexta-Feira, 08 de Junho de 2007, 08h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Pagot vai para Dnit pensando no governo de MT

    O executivo Luiz Antônio Pagot carrega consigo dois grandes desafios para os próximos três anos. Primeiro, quer assumir a direção-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura (Dnit), consolidar em curto espaço tempo obras vitais para Mato Grosso e, em seguida, disputar o governo do Estado. Os planos do afilhado político do governador Blairo Maggi são ambiciosos.

    Ex-secretário de Infra-Estrutura, Casa Civil e Educação, Luiz Pagot tem um perfil mais técnico que político e o seu estilo trator encontrará resistência à frente de um órgão dominado hoje pelas empreiteiras. Muitos empresários do setor têm feito lobby para o Senado reprovar Pagot durante a sabatina, que acontece até o final deste mês. No Dnit, o ex-secretário conduzirá um orçamento de R$ 12 bilhões, dos quais R$ 9 bilhões são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A intenção de Pagot é priorizar Mato Grosso. O problema é que, sob pressão, já se comprometeu a viabilizar outras para outros Estados.

   Pagot recebeu convite pessoal do presidente Lula para comandar o Dnit, após articulação do governador Maggi. Na conversa, Lula pediu ao ex-secretário que fizesse articulação política junto aos parlamentares para não ter o nome reprovado no Senado. A sabatina é condição indispensável para ocupar cargo importante como o de diretor-geral do Dnit.

    Acuado devido a denúncias que deixaram-no preocupado pela repercussão nacional, Pagot saiu em busca de apoio. Bateu à porta do governador de Minas, Aécio Neves (PSDB). Este prometeu empenho junto à bancada tucana, mas aproveitou para "amarrar" tanto com Pagot quanto com o próprio presidente Lula, recursos para viabilizar rodoviais federais no Estado mineiro. Pagot foi atrás de outro tucano, o senador Marconi Perillo (GO), relator do processo que conduzirá a sabatina. De novo, recebeu reivindicação e assegurou, desde já, obras para Goiás.

    Agora, o ex-trator do governo Maggi chegará ao Dnit com parte do orçamento comprometido, mas sem perder Mato Grosso de vista. Quer fazer estrago, no sentido de destravar obras importantes para o Estado, como as BRs-163 (Cuiabá-Santarém) e a 158 (Araguaia) para, aos poucos, consolidar sua pré-candidatura ao Palácio Paiaguás, em 2010. Se a gestão foi pífia, enterrará o sonho de ser sucessor de Maggi, condição inédita, já que um mesmo grupo político até hoje não conseguiu se manter no poder estadual por 12 anos de forma ininterrupta.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • José Vieira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu acredito que Pagot vai para o Denit; eu acredito em Papai Noel; em Bicho Papão; Disco Voador.....

  • Ariosto Cunha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse pagot não se manca mesmo... É antipático, politicamente truculento e zero de carisma... Não tem voto de ninguém, é desconhecido pelo povo e quer ser candidato... Tudo bem sonhar não faz mal a niguém...

  • Aristóteles Potter | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Temos que pensar de forma construtiva. Torço pela nomeação do Pagot e pelo seu sucesso à frente do Dnit. Agora, creio que não vai haver favorecimento para o nosso Estado, porque isso não é da indole dele, como também, ele não vai sobreviver no cargo. É um espaço que todos os Estados desejam, e portanto, como matogrossense, estou torcendo por ele. Agora se ele escorrer no tomate vou vir aqui e critica-lo, sem nenhuma problema de consciência, porquê honestidade e integridade não está escrito na testa. Certas criticas não são construtivas, vamos pensar em Mato Grosso e parar com politicagem inconsequente!

  • ana maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu acredito que o Sr PAGOT poderia talvez ,quem sabe ,fazer uma boa gestão aqui mesmo em MT,por ex na educação onde estava, mas a ambição é maior e agora pode nadar nadar e morrer na praia pq DNIT e GOVERNO de MT ele não mais consegue ja conhecemos esse filme (BOTA A CARA E O rabo aparece)

  • Fernanda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Superção esta é a palavra que pode definir Luiz Antônio Pagot.
    Uma pessoa integra, honesta e trabalhadora que em sua gestão frente a Sinfra construiu 30.000 casas e pavimentou 2.000 km de estradas em nosso estado.
    Vale lembrar que em 2003 Mato Grosso tinha 1.900 km de estradas pavimentadas.
    Será que devemos ou podemos questionar sua competência???

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    estamos esperando para que isso acontessa pois conhecemos a sua capacidade e a sua honetidade pois precisamos de pessoas do seu tipo senhor PAGOT o governador esta muito certo de indicar o senhor PARABENS para vcs dois

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...