Últimas

Quinta-Feira, 02 de Julho de 2009, 15h:39 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

UFMT

Panfletos são distribuídos; reitora é chamada de ditadora


Em panfleto apócrifo, Maria Lúcia Cavalli é "transformada" em Adolf Hitler após optar pelo vestibular unificado e cogitar a privatização do Restaurante Universitário, que atende 2,5 mil alunos diariamente

   A briga entre a reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli, e os estudantes está longe de terminar. Na manhã desta quinta, foram distribuídos panfletos apócrifos criticando as atitudes de Maria Lúcia, que teria aprovado o vestibular unificado "na marra" e tenta agora privatizar o Restaurante Universitário (RU). Caracterizada como Adolf Hitler, a reitora é tida no panfleto como ditadora.

   No início de junho, os estudantes realizaram uma manifestação contra a decisão monocrática da reitora em utilizar o Enem como acesso à UFMT e ainda a agressão de três alunos por seguranças privados dentro do campus. Das 55 universidades federais, apenas 19 aderiram ao vestibular unificado, dentre elas a UFMT que escolheu o método como fase única. No Centro Oeste, a UFMT foi a única Federal que aderiu, segundo o Diretório Central dos Estudantes (DCE).

   Os acadêmicos também protestaram contra uma possível terceirização do restaurante . No local almoçam cerca de 2,5 mil estudantes diariamente e pagam o preço de R$ 1 pela refeição. Eles acreditam que se o serviço for terceirizado, este valor irá subir. A classe acadêmica alega que a proposta feita pela reitoria não atende os anseios dos alunos, que utilizam o serviço. Com faixas, os estudantes pediam direito à alimentação pelo custo de R$ 1 e "não a privatização".

   Ainda no panfleto, está o pedido para que as autoridades tomam providências quanto às atitudes da reitora. (Flávia Borges)

(16h40) -
 Reitora evitar comentar críticas; assessoria diz que Maria Lúcia está em reunião

    Procurada pelo RDNews, a reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli Neder, não foi encontrada para falar sobre as críticas dos estudantes à implantação do Vestibular Unificado na instituição. A assessoria de imprensa informou que ela está em reunião fora do campus e ainda não decidiu se irá tecer comentários sobre o assunto, já que a distribuição de panfletos apócrifos seria considerada crime.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Perplexa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A atual reitora sempre esteve em grupos de poder dentro da UFMT. Aprendeu com o reitor anterior a mandar e desmandar, esquecendo a democrcaia tão cara ao PT. Lamentável!

  • bedelho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Seria interessante a reportagem apurar... QUEM ESTÁ BANCANDO A REBELDIA DESSES ALUNOS... que partido....

  • elias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelizmente esse cidadã com faixa de reitora tenta mais uma vez politizar nossa já fraca estrutura educacional em MT. Lamentável como por causa dessas pessoas somos prejudicados, ou será que temos condições técnicas de concorrer com alunos de outros estados como SP, RJ, MG, GO que a cada ano abocanham mais e mais vagas na ufmt? Vejo que a reitora precisa passar novamente pelo processo (se é que já fez um dia).

  • Carlos Teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O alunado eh complicado...nao entendem que a adesao era condicao sine qua non para a transferencias de recursos...Nao havia tempo habil para a discussao na comunidade academica...

    Outra, não se trata de privatização, é terceirização com manutenção do preço mínimo... não existe mais concurso pra cozinheira, copeira, lavador de pratos....mantém como? contratando tercerizados?

    Só tem uma nutricionista lá... apoio integralmente a medida para a propria sobrevivencia do RU.

  • Ex-Aluno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE COISA MAIS ABOMINÁVEL!

    ESTUDANTES QUE FAZEM E DISTRIBUEM PANFLETOS ANÔNIMOS SÃO COVARDES!

    QUE PENA O MOVIMENTO ESTUDANTIL TER CAÍDO NESSA ESPARRELA!

    SE ESTÁ CONTRA A ALGUMA POSIÇÃO E/OU ATITUDE DA REITORA, ENFRENTE-A DEMOCRATICAMENTE CAMBADA! MAS COVARDEMENTE FANTASIÁ-LA DE HITLER É ATITUDE MENOR, COVARDE, DE QUEM NÃO MERECE SER CHAMADO DE ESTUDANTE!!!

    NÃO LUTAMOS CONTRA A DITADURA MILITAR PARA VER ESSAS IDIOTICES!!

  • Clebes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses alunos estão a serviço de quem? Eu suspeito que seja dos cursinhos particulares.
    O MRS defende as políticas do MEC nas Faculdades pagas e na Federal tem outro discurso.

    Chamam a Reitora de Ditadora mas sempre tumultuam quando ela chama a comunidade acadêmica para o debate. Quem é contra a democracia? quem quer discutir ou quem só quer tumultuar?

    Eu estava na manifestação ontem e foi bizarro: um aluno no CIN não sabia que a Prefeitura era no local da manifestação, pensava que lá era a SEDUC.

    O DCE deveria discutir o ENEM com os alunos das Escolas da Periferia e não só nos cursinhos particulares e algumas Escolas Públicas.

  • Lane Costa - Professora | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente, concordo com o internalta que lamenta a falta de assinatura nos panfletos.

    Um tema tão importante, que está na ordem do dia e sendo debatido de alto a baixo no país não pode ser feito na surdina. Ou será que a moçada perdeu a coragem?!!!

    A reitora assume sua posição, claramente; o movimento estudantil, que não creio estar unificado nessa pauta, precisa assumir as suas várias versões sobre a temática das políticas de inclusão e permanência do governo Lula.

    O debate saudável não ranca pedaços... Agora, penso que os exageros sem o debate são infantilidades. Realmente, quem lucra com a ausência do debate é o setor privatista que se empenhou em construir a escola dual no Brasil, que se impôs em todos os momentos, provocando a falta de regulamentação do ensino por séculos e séculos.

    Portanto, a moçada precisa ficar esperta, nem sempre o que parece, o é!!!!

  • Pedro Kaiser | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quem divulga esses panfletos sao a ADUFMAT,DCE, com vistas a 2012.Fernando Nogueira, Antonio Amorim, Elias Andrade e Domingos Tabajara.

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...