Últimas

Terça-Feira, 30 de Janeiro de 2007, 08h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Paquer faz enquete para emplacar Bomdespacho

   Contrariando decisão do PFL, que já indicou ao cargo Leôncio Pinheiro, o presidente demissionário da Empaer, Aréssio Paquer, resolveu promover uma enquete como forma de pressionar o governador a escolher como novo presidente um servidor do quadro. No fundo, Paquer faz lobby para emplacar na sua sucessão o atual diretor de Operações, Jaime Bomdespacho.

    O presidente da Empaer Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural S. A. descobriu que 55% dos servidores são DAS e atuam como diretores, coordenadores regionais, chefes de campos e pesquisa, de laboratório, da região do Boa Esperança e na central, em Cuiabá. E é sobre eles que Aréssio Paquer resolver fazer a investida, espécie de pressão psicológica. Ela elaborou uma carta-enquete (confira reprodução) e a encaminhou a esses servidores.

     Primeiro, Paquer auto-elogia sua gestão. Garante que teve grande avanço, que moralizou a empresa, atuou com transparência nas ações de compras e processos, recuperou crédito frente às instituições federais e do Estado e criou metodologia própria de trabalho, com  capacitação e participação das diversas áreas. Depois, o presidente da Empaer pergunta: "Você considera que esta empresa está preparada a indicar um presidente do próprio quadro? ( ) sim ou (  ) não. Em seguida, faz outra pergunta: Você tem um nome de preferência? Se tiver indique.

    Aréssio Paquer faz questão de enfatizar, no final da carta-enquete, que o prazo para responder é até esta terça (30), às 14 horas, por meio de faz ou por e-mail cujo endereço eletrônico é do próprio presidente da Empaer.

     No documento, Paquer não menciona nome, mas, nos contatos pessoalmente e por telefone com os servidores que exercem cargos comissionados, o presidente da Empaer pede que votem em Jaime Bomdespacho. O PFL, do qual Paquer é filiado, já sugeriu a Blairo Maggi o nome de Leôncio Pinheiro, irmão do senador Jonas Pinheiro, para presidir a Empaer. O governador sinalizou que deve escolher Leôncio. Inconformado, Paquer resolveu agir nos bastidores. Quer entregar a carta-enquete ao governador até esta quarta (31), na esperança de demovê-lo da idéia de nomear Leôncio e escolher Bomdespacho.

    Leia a seguir, a reprodução na íntegra da carta-enquete.

Srs. Diretores, Coordenadores Regionais, Chefes de Campos de Pesquisa, Laboratório, Boa Esperança e colegas da Central.

     Ao cumprimentá-los quero parabenizar a todos pelo grande resultado que conseguimos messes quatro anos em prol do fortalecimento da Empaer-MT.

    Na condição de presidente demissionário, julgo-me na obrigação de fazer uma consulta a todos colegas da Empaer-MT sobre sua gestão futura e encaminhar ao Sr. governador para decisão nos seguintes termos:

   Senhor Governador.

    Considerando o grande avanço alcançado pela Empaer-MT no seu primeiro mandato, cumprindo fiel e profundamente os pilares base do seu governo, desde a moralização da empresa, a transparência das ações de compras e processos, a recuperação de crédito frente às instituições Federais e do Estado, a criação de metodologia própria de trabalho, e também capacitação e participação das diversas áreas na gestão da empresa.

     Considerando que em nosso quadro, a nosso ver, há profissionais com competência para exercer as diversas áreas de gestão da Empresa, tomamos a liberdade em consultar os empregados sobre os quesitos abaixo e encaminhar a Vossa Excelência.

a) Você considera que esta empresa está preparada a indicar um presidente do próprio quadro? (   ) sim ou (   ) não.

b) Você tem um nome de preferência? Se tiver indique.

E o resultado é o seguinte:

a)

b)

         Diante disso, Senhor Governador, colocamos a justa reivindidação de nossos colegas que espelham a filosofia de seu governo.

         Respeitosamente,

                                    Engenheiro agrônomo José Paquer

                                    Presidente da Empaer-MT

 

Aguardamos a enquete até dia 30.01.07 às 14h00 através de fax: 3613-1711 ou e-mail: pres@empaer.mt.gov.br 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

Até Galvan quer o Senado pelo agro

antonio galvan 400 curtinha   A eleição suplementar ao Senado para início de 2020 começa a despertar interesse de diferentes setores. Só dos chamados representantes do agronegócio são pelo menos quatro possíveis candidatos. Até Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja Mato...

Sem elo com a servidora denunciante

abilio 400 curtinha   Sob investigação da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá por causa de reincidentes casos de quebra de decoro, Abílio Brunini (foto), em nota, contesta o colega Juca do Guaraná, que divulgou imagens e afirmou que o vereador do PSC esteve no Hospital São Benedito e...

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.