Últimas

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2007, 11h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

Para governador, MT ganha muito com PAC

   O governador Blairo Maggi disse, nesta manhã de segunda (29), em entrevista à rádio CBN, que as principais reivindicações macro de Mato Grosso dos últimos 30 anos foram contempladas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Não temos nenhum reparo a fazer, só torcer e vamos trabalhar para que (os projetos) sejam, de fato, implantados", destacou.

    Maggi observou que Mato Grosso do Sul e Goiás têm algumas reivindicações particulares a fazer, mas não devem entrar na pauta da reunião dos governadores desta segunda à tarde. Quanto a MT, afirma que está muito satisfeito com o PAC porque as obras de infra-estrutura vão avançar, saindo do papel após mais de duas décadas.  Perguntado pelo apresentador do programa CBN Brasil, Carlos Alberto Sardenberg, se tinha dado tiro certo quando decidiu apoiar a reeleição do presidente Lula no segundo turno, o governador mato-grossense disse, sorrindo: "na mosca!".

   Blairo Maggi destacou que MT é o maior produtor nacional de soja, algodão e detentor do maior rebanho bovino do país e há 30 anos reivindica obras de infra-estrutura. "Nós não temos como tirar (exportar) a produção que temos. Então, não adianta produzir e deixar tudo nos armazéns". Reclamou, citando exemplo, da falta de infra-estrutura. "No ano passado, para levar uma tonelada de mercadorias de MT para o porto de Santos (SP) se gastava R$ 100. Hoje, se consome R$ 200 e amanhã vai ser R$ 300. Não adianta ter eficiência, produzir e investir em pesquisa e depois perder tudo em cima do caminhão. Não tem jeito de continuar assim", declarou o governador, na expectativa de agora, com o PAC, ver resolvido a questão do asfaltamento de rodovias como a BR-163 (Cuiabá-Santarém) e a 158 (Araguaia).

   Projetos regionais

   Blairo Maggi defendeu também projetos regionais. "Não dá para tratar os desiguais de forma igual. Vamos ficar eternamente sendo grande produtor de grãos, soja, de milho e de pecuária e não vamos poder  ter indútrias de calcário e de transformação? É isso que nos preocupa".

    O governador está em Brasília. Pela manhã, se reuniu com os demais colegas gestores de Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. Depois de definir pautas do Centro-Oeste, os governadores vão se reunir com os dos demais Estados, neste período vespertino. Vão discutir o que chamam de pauta de consenso para apresentar ao presidente Lula, em março. Segundo Maggi, para dar agilidade e avançar na pauta, serão excluídas reinvindicações difíceis de costurar o consenso, como a reforma tributária. "Vamos deixar a reforma tributária de lado porque não tem consenso. Nós, governadores do Centro-Oeste, só vamos discutir o assunto a partir do momento em que o governo federal ouvir todos os Estados e fazer um levantamento sobre as perdas de cada um".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

Até Galvan quer o Senado pelo agro

antonio galvan 400 curtinha   A eleição suplementar ao Senado para início de 2020 começa a despertar interesse de diferentes setores. Só dos chamados representantes do agronegócio são pelo menos quatro possíveis candidatos. Até Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja Mato...

Sem elo com a servidora denunciante

abilio 400 curtinha   Sob investigação da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá por causa de reincidentes casos de quebra de decoro, Abílio Brunini (foto), em nota, contesta o colega Juca do Guaraná, que divulgou imagens e afirmou que o vereador do PSC esteve no Hospital São Benedito e...

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.