Últimas

Terça-Feira, 07 de Outubro de 2008, 16h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Paranatinga aguarda o TSE para definir prefeito

   A população de Paranatinga (a 328 km ao Leste de Cuiabá) ainda não sabe quem é o prefeito eleito de fato e de direito, mesmo após apuração dos votos pela Justiça Eleitoral. Ocorre que os registros de candidatura do prefeito e candidato à reeleição Carlinhos Nascimento (PMDB) e do ex-prefeito Vilson Pires (PRP) estão sob judice. Os dois só conseguiram prosseguir com suas campanhas e participar do pleito por meio de recursos.

   A Justiça Eleitoral considerou nulos os 10.167 votos distribuídos entre Carlinhos e Pires até que a situação de ambos se defina na Justiça. Dos 11.424 eleitores que votaram, 186 optaram pelo "branco". Segundo a assessoria de impresna do Tribunal Regional Eleitoral, a situação dos processos dos candidatos deve ser resolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral no prazo de duas semanas.

   O prefeito Carlinhos recebeu 4.435 votos. O seu adversário Vilson Pires, que se recupera de problemas de saúde (sofreu derrame em plena campanha eleitoral), venceu com 5.253. Os candidatos respondem a processos por improbidade administrativa e por não pagamento de multas. (Andressa Boa Sorte)

(Às 20h30) - MP apreende documentos na casa do vice

  Denúncia de um eleitor revoltado por não ter recebido dinheiro pela negociação do seu voto levou o Ministério Público de Paranatinga a deflagrar busca e apreensão da residência do empresário Jaime Dias Pereira Filho, o Jaiminho, vice-prefeito eleito da chapa de Vilson Pires. Jaiminho é irmão de Jairo Dias Pereira, o Jairão, diretor-presidente do Grupo JDP, que possui, entre outras, a Cerealista Paranatinga, em Rondonópolis, e as empresas Comercial Dias e Supermercado Dias, em Paranatinga, além de 5 fazendas na região.

  As eleições terminaram, mas em Paranatinga clima ainda é de campanha. Tanto Pires quanto o prefeito Carlinhos estão com registros impugnados. Agora, eis que surgiu denúncia de que Jaiminho estaria realizando pagamento de eleitores que votaram em sua chapa. O promotor eleitoral Carlos Richter deu flagrante. Recolheu documentos, como títulos eleitorais e caderno contendo anotações sobre pagamento a eleitores. Isso tende a complicar ainda mais a situação da chapa Pires-Jaiminho.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Taís | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que os MENOS DISFAVORECIDOS não sejam massacrados pelo arroto esnobe do dinheiro sujo!
    Menos desfavorecidos? Ou seja, os ricos!
    Quanta contradição, minha senhora.

    Isso é uma vergonha, digo-lhes!
    É por essas e outras que este país está desse jeito!
    Diante tamanho erro, não me conti, senti necessária a crítica.
    Quanto a situação política de Paranatinga, realço: também é vergonhosa.
    Durante a ultima semana de campanha motoqueiros com bandeiras e adesivos estampados de 15 estavam espalhados por toda cidade, vigiando a população a partir das 20hs. Se saísse de casa a partir de tal horario, era considerado suspeito e seguido até o destino final.
    Ambas campanhas foram sujas, massacrando a população.
    Oque mais dói é saber que apenas a compra de voto por parte de uma chapa foi noticiada.
    Mas é verídico: o promotor de justiça e juíz eleitoral flagraram a troca de combustível, por voto.
    A compra era feita da seguinte forma: o eleitor interessado se dirigia a certo estabelecimento, onde recebia uma balinha diferente, que não era vendida na cidade. Com a balinha em mãos ele ia até certo posto de combustível onde trocava-a por combustível. Cada balinha equivalia a 5 litros de gasolina.
    Eleições aqui, em Paranatinga, são sempre sujas devido à corja de políticos que não sai do poder, são dois grupos interessados no mesmo cargo, algo comparável à política do café com leite.

    Esperamos, sim, que haja nova eleição.
    Para que dessa vez possamos eleger um canditado sério, realmente competente e compromissado com transparencia e melhorias.
    E torçamos para que seja UM NOVO PREFEITO, que realmente resida em nossa cidade, se preocupe com os problemas de tal e que não viva em Cuiabá BUSCANDO RECURSOS, afinal...essa já não cola mais.

    Obrigada.

  • Maria dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esperamos e confiamos na justiça de Ptga,visto que o município depende desta decisão para acreditar e respeitar as leis que reje nosso país e que ainda existe politica limpa!
    Para que nós venhamos a ter uma administração realmente feita pela vontade e coerencia do povo e não vinda do bolso de pessoas corruptas que se dizem poderasas, donas da cidade e que sempre fizeram e disfizeram e nada houve para acabar com tais atos...
    Ainda resta uma esperança, de honestidade, carater e Justiça!
    Que os menos disfavorecidos não sejam massacrados pelo arroto esnobe do dinheiro sujo!
    A justiça há de prevalecer!!!!!

  • Maria Jose | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É ! a coisa tá feia que desmando, há muitos anos o cacique do poder, ou seja os grandes coronéis que acham porque tem dinheiro pisam no povo, inclusive no passado em passeatas já exibiram talão de cheques para a população para mostar que sempre tiveram dinheiro para comprar o voto.
    E o povo há de lembrar de uma passeata em que essas mesmas pessoas jogaram os cavalos em cima da população, isso é um absurdo. Só Deus pra ter dó de nós.
    As campanhas aqui na cidade sempre foi o tostão contra o milhão.
    Falam tanto em Justiça nesse país, mais onde está isso? Será que isso existe. Já estou desacreditada.
    Vamos ver para crê.

  • Cidadão de Bem | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sociedade organizada de Paranatinga: nao fique omissa a estes acontecimentos: vamos pedir uma nova eleiçao, para que se mantenha a vontade da maioria (voces ja viram vitória sem gente pra comemorar) tava muito mal explicado isso mesmo.

  • ANTONIO CARLOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUE PAÍS ESTAMOS VIVENDO?
    A JUSTIÇA NÃO DEFINE, A CORRUPÇÃO ANDA SOLTA E O POVO A VER NAVIOS...
    PRECISAMOS DE REAVALIAR O QUE QUEREMOS...
    LEGALIDADE JÁ...

  • João Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bom dia Romilson, pq vc não publicou os meus comentários.
    O engraçado q depois q eu enviei, vc postou outra matéria com relação de compra de voto, né.
    Vc deveria ser mais honesto, pq qdo li a primeira matéria imediatamente te enviei os meus comentários, dessa forma vejo que vc é mal informado e um desonesto. Agora, vc vai querer postar né.
    Presta Atenção!

  • Bruno henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • lucia araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que a justiça eleitoral deveria respeitar o eleitor sério,aquele que vota democraticamente na escolha do seu candidato acreditando que ele será o seu prefeito ou vereador,por isso o candidato deveria ser cassado ou indeferido antes das eleições,e não depois,pois assim evitaríamos desgastes,desrespeito,e principalmente gastos desnecessários! socorro, mas está na hora de mudar essa história! o candidato que tiver o seu registro impugnado não pode ser votado, chega!!!

  • Luiz Antonio Pôssas de Carvalho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A situação de Parantinga não está bem colocada, eis que Prefeito e candidato Carlinhos não teve o seu registro indeferido, está respondendo por ação eleitoral por suposto abuso da máquina administrativa, que encontra-se sub judice e o outro Candidato sim teve seu registro indeferido, em sede de recurso junto ao TSE. Este esclarecimento faço na condição de advogado do Prefeito Candidato Carlinhos

  • João Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olá Romilson, Aqui em Paranatinga o négócio tá sério, nesta eleição teve muita compra de voto e o resultado e coprovação se deu na manhã de hoje, quando promotor de justiça da comarca foi até a casa de Jaime Dias, vulgo Jaiminho, candidato a vice na chapa de Vilson Pires, com reforço policial, após denuncia de eleitor de compra de voto.
    Ao adentrar a residencia de Jaiminho para cumprir mandado de busca apreensão, foram encontrados 50 titulos eleitoral, caderno com anotações de nomes dos eleitores, número do títulos e dinheiro sobre uma mesa.
    Outros nomes de pessoas envolvidas foram citadas pelo eleitor. No total já foram ouvidas seis eleitores, mas o promotor ainda vai ouvir todos envolvidos no caso, inclusive os candidatos e eleitores, cujos os títulos foram encontrados.

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...

Ministro Tarcísio rasga elogios a Fávaro

tarcisio 400 curtinha   O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (foto), em vídeo de congratulações, só faltou pedir voto para Carlos Fávaro, senador interino que busca à reeleição e que completou 51 anos nesta segunda. Disse que Fávaro, com quem possui bom...

Vinicius e demagogia sobre salário

vinicius nazario 400 curtinha   Em Alta Floresta, o delegado de polícia Vinicius de Assis Nazario (foto), candidato a prefeito pelo Podemos, tem se apresentado como "o novo", prega honestidade, transparência e renovação, mas, em algumas pautas, nada diferente dos demais políticos. Uma de suas propostas, mais de...

2 candidaturas vetadas em Torixoréu

ines coelho 400 curtinha torixoreu   Em Torixoréu, de três candidaturas a prefeito, a Justiça Eleitoral já barrou duas, em decisão de primeira instância. O juiz da 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças, Douglas Romão, indeferiu o pedido de registro da candidatura do ex-prefeito e ex-deputado...

Apoio sem influência de Luciano Hang

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta (foto), do PDT, contesta a informação de que teria sido convencido por Luciano Hang, dono da Havan, e pelos primos Maggi a apoiar para o Senado a coronel Rúbia Fernanda. Pivetta diz que quem o conhece sabe que nunca foi garantista na...

Sem o agro e apoiado pela Fetagri

carlos favaro 400 curtinha   Na corrida pela cadeira no Senado, na suplementar de 15 de novembro, alguns concorrentes têm rotulado o senador Carlos Fávaro (foto) como candidato dos grandes produtores. Mas as entidades que compõem o Fórum Agro MT estão todas com Nilson Leitão, à exceção...